14 research outputs found

    EDUCAFISIO - Projeto de extens√£o para promo√ß√£o de sa√ļde na escola Dom Pedro II: relato de experi√™ncia

    Get PDF
    O presente trabalho objetivou promover a sa√ļde, conscientizando e proporcionando a reflex√£o cr√≠tica e a mudan√ßa de atitudes dos alunos da escola Dom Pedro II e da comunidade escolar. Participaram do projeto 40 estudantes, de 12 a 13 anos, do 7¬ļ e 8¬ļ ano, entre os per√≠odos de maio a dezembro de 2022. Foram realizados 11 encontros quinzenais, nos quais trabalharam-se temas relacionados aos eixos alimenta√ß√£o saud√°vel, vida ativa e bem-estar emocional.  Cada encontro durava cerca de 50 minutos, sendo 45 minutos destinados √† exposi√ß√£o te√≥rico-pr√°tica e 5 minutos para a avalia√ß√£o de processo, que englobava a satisfa√ß√£o e a contribui√ß√£o do conhecimento. Al√©m disso, foram realizadas avalia√ß√Ķes de bloco, ao final de cada eixo aprendido, as quais avaliaram conhecimento, reflex√£o e comportamento. Posto isso, observou-se que houve um aumento na satisfa√ß√£o e contribui√ß√£o de conhecimento para os alunos, quando comparado a primeira e √ļltima atividade realizada. Ademais, nas avalia√ß√Ķes de bloco, percebeu-se a obten√ß√£o do aprendizado, a reflex√£o cr√≠tica e a mudan√ßa de atitudes pelos discentes, por meio de seus relatos. Por fim, conclui-se que a promo√ß√£o da sa√ļde em institui√ß√Ķes de ensino √© uma boa iniciativa, capaz de gerar resultados impactantes na vida dos adolescentes e da comunidade ao seu redor. Palavras-Chave: Educa√ß√£o em Sa√ļde. Alimenta√ß√£o Saud√°vel. Vida Ativa. Bem-estar Emocional. Ambiente Escolar

    PREVEN√á√ÉO DE DOEN√áAS CARDIOVASCULARES: ATIVIDADES EDUCATIVAS COM ESTUDANTES DO ENSINO M√ČDIO

    Get PDF
    Doen√ßas cardiovasculares (DCV) fazem parte das doen√ßas cr√īnicas n√£o transmiss√≠veis (DCNTs), as quais s√£o respons√°veis por 17 milh√Ķes de mortes ao ano. Estas s√£o predispostas por fatores de risco relacionados a maus h√°bitos de vida. O artigo objetivou descrever a realiza√ß√£o de um projeto de extens√£o universit√°ria de educa√ß√£o em sa√ļde e preven√ß√£o de DCVs com um p√ļblico adolescente de escolas p√ļblicas do Paran√°. Ao todo, 243 alunos do ensino m√©dio participaram de uma interven√ß√£o (conversa e jogo de tabuleiro) sobre preven√ß√£o de DCVs. O question√°rio CARRF-KL foi utilizado como instrumento de avalia√ß√£o pr√© e p√≥s-interven√ß√£o. A an√°lise dos dados constatou que maior parte dos alunos apresentou aumento de respostas corretas depois da interven√ß√£o. As respostas objetivas e subjetivas colhidas pelo estudo constataram o importante papel da interven√ß√£o na conscientiza√ß√£o estudantil, fazendo com que a abordagem preventiva seja positiva para a sa√ļde dos adolescentes

    BENEF√ćCIOS DA CINESIOTERAPIA LABORAL PARA SERVIDORES P√öBLICOS DO SETOR JUR√ćDICO

    Get PDF
    Introdu√ß√£o: A cinesioterapia laboral diz respeito a exerc√≠cios f√≠sicos realizados durante a jornada de trabalho, idealizados para compensar os movimentos repetitivos, a escassez de movimenta√ß√£o, ou mesmo compensar as posturas assumidas durante o per√≠odo de trabalho. Metodologia: Realizou-se um estudo transversal, explorat√≥rio e descritivo, desenvolvido entre agosto a novembro de 2018, em Curitiba/PR. Participaram servidores e estagi√°rios da Procuradoria Geral do Estado do Paran√° (PGE), que concordaram com a pesquisa assinando o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Foram realizadas 11 interven√ß√Ķes de Cinesioterapia Laboral, uma vez por semana, intercaladas por Orienta√ß√Ķes Individuais nos Postos de Trabalho. Os participantes foram avaliados e reavaliados com 4 question√°rios: autoral, N√≥rdico, Burnout e Invent√°rio de Qualidade de Vida (IQV). Resultados e discuss√£o: Houve predom√≠nio do sexo feminino (89,2%). No question√°rio de Burnout n√£o houve melhora quanto aos quesitos de Despersonaliza√ß√£o e Exaust√£o Emocional, no question√°rio N√≥rdico foi identificado uma melhora nas dores referidas no pesco√ßo e na parte inferior das costas, enquanto no IQV foi identificado que a qualidade de vida era boa no pr√© e p√≥s interven√ß√£o nos quadrantes social, profissional e afetivo, por√©m foi identificado um grande √≠ndice de insucesso no quadrantes de sa√ļde. Conclus√£o: A Cinesioterapia Laboral proporciona diversos benef√≠cios tanto aos participantes quanto √†s empresas. As orienta√ß√Ķes individuais nos postos de trabalho proporcionam aos trabalhadores um meio de realizar suas atividades laborais cotidianas de modo mais confort√°vel, com menos riscos biomec√Ęnicos, contribuindo para o bem estar no trabalho

    FISIOTERAPIA NA PREVENÇÃO E PROMOÇÃO EM SAÚDE NA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

    Get PDF
    Introdu√ß√£o: A popula√ß√£o em situa√ß√£o de rua (PSR) √© considerada um grupopopulacional heterog√™neo que possui em comum a pobreza extrema. A fisioterapia √© uma ci√™ncia que estuda, diagnostica, previne e recupera dist√ļrbios cin√©ticos funcionais, e promove sa√ļde. Objetivo: demonstrar a atua√ß√£o da Fisioterapia na promo√ß√£o e preven√ß√£o de sa√ļde para a Popula√ß√£o em Situa√ß√£o de Rua de Curitiba - PR. M√©todo: Foram aplicados question√°rios de autopercep√ß√£o de sa√ļde e desenvolvidas 10 atividades, que incluiu estudo da tem√°tica, reconhecimento local e a√ß√Ķes de promo√ß√£o e preven√ß√£o de sa√ļde voltadas √†s necessidades da PSR. Resultados: Totalizou-se 211 participantes, dentre estudantes e popula√ß√£o em situa√ß√£o de rua e os principais desconfortos encontrados foram as dores em membros inferiores, dores em membros superiores, dores na coluna e dor inespec√≠fica. As a√ß√Ķes visaram melhorar esses desconfortos e foram avaliadas pela popula√ß√£o entre boas e √≥timas e trouxeram uma grande viv√™ncia aos estudantes. Conclus√£o: A PSR carece de cuidado e aten√ß√£o e estes encontros proporcionaram aos acad√™micos uma aproxima√ß√£o e uma experi√™ncia da atua√ß√£o inigual√°vel da Fisioterapia junto a esta popula√ß√£o

    A implanta√ß√£o da Aprendizagem Criativa na Universidade Federal do Paran√°, Brasil, atrav√©s do Programa ‚ÄúLittle Hearts Changing Lives‚ÄĚ

    Get PDF
    H√° no Brasil um grande esfor√ßo voltado para a constru√ß√£o de modelos de aten√ß√£o √† sa√ļde que contemplem a melhoria da qualidade de vida da popula√ß√£o. Neste contexto, interven√ß√Ķes comunit√°rias voltadas para a promo√ß√£o de sa√ļde, podem ser consideradas como potenciais aliadas. O objetivo do presente artigo √© descrever as a√ß√Ķes realizadas pelo projeto de extens√£o derivado do Programa de interven√ß√£o ‚ÄúLittle Hearts Changing Lives‚ÄĚ, cujo intuito √© a promo√ß√£o da sa√ļde no ambiente escolar corroborando com a preven√ß√£o de doen√ßas cardiometab√≥licas futuras atrav√©s da Aprendizagem Criativa. Este projeto, por visar a multidisciplinaridade desde sua concep√ß√£o, reuniu discentes e docentes de cursos como Medicina, Fisioterapia, Nutri√ß√£o, Educa√ß√£o F√≠sica e Comunica√ß√£o da Universidade Federal do Paran√° (UFPR). Embora ainda escassos na literatura, projetos de extens√£o como estes, voltados para a promo√ß√£o de sa√ļde na educa√ß√£o infantil, podem contribuir positivamente para o impacto social de comunidades

    A√ß√Ķes Educativas para Promo√ß√£o da Sa√ļde de Escolares em Curitiba / Educational Actions for School Health Promotion in Curitiba

    No full text
    RESUMO: A promo√ß√£o da sa√ļde √© a combina√ß√£o de a√ß√Ķes que buscam melhorar a sa√ļde e qualidade de vida dos indiv√≠duos de maneira coletiva. Este estudo tratou-se de uma pesquisa explorat√≥ria de abordagem direta, aplicada em 5 alunos, do sexo masculino, com idade entre 12 a 14 anos. Os m√©todos utilizados foram mini palestras em formato de roda de conversa e atividades pr√°ticas, sobre assuntos como efeitos da ingesta de √°gua, desidrata√ß√£o, ingesta de isot√īnico, tipos de alongamentos e seus benef√≠cios, exerc√≠cios f√≠sicos, postura e uso correto de mochilas. De acordo com estes assuntos, foram elaboradas atividades pr√°ticas interativas e din√Ęmicas de f√°cil compreens√£o. Ao final foi aplicado uma prova de conhecimentos sobre os temas abordados. Estas atividades foram realizadas dentro das instala√ß√Ķes do Col√©gio Militar do Paran√°. A maioria dos alunos relatou que n√£o consomem √°gua durante as atividades f√≠sicas, que conhecem as contraindica√ß√Ķes do isot√īnico, por√©m consomem sem orienta√ß√£o; e apenas metade respondeu corretamente sobre posturas corretas. Foi poss√≠vel disseminar o conhecimento sobre h√°bitos saud√°veis nos alunos. Assim, √© poss√≠vel que estes adolescentes desenvolvam o potencial de autonomia, a fim de que fa√ßam escolhas saud√°veis de modo de vida.¬† ¬† ¬†¬†¬†Abstract: Health promotion is the combination of actions that search for the improvement of health and quality of life of individuals collectively. This study is an exploratory research of direct approach, applied in five male students aged between 12 and 14 years. The methods used were mini lectures in conversation circle format and practical activities on issues such as the effects of water intake, dehydration, ingestion of isotonic beverages, stretching and their benefits, exercise, posture and proper use of backpacks. According to these subjects, interactive and dynamic practical activities were prepared. At the end, a test of knowledge of the topics was applied. These activities were carried out within the Paran√° Military School facilities. Most students reported that do not consume water during physical activities and know the contraindications of isotonic but consume without guidance; and only half answered correctly on correct postures. It was possible to disseminate knowledge about healthy habits in students. Thus, it is possible that these adolescents develop the potential of autonomy to make healthy lifestyle choices.

    Short-Term Thyroid Hormone Excess Affects the Heart but Does not Affect Adrenal Activity in Rats

    No full text
    Fundamento: O hipertireoidismo (Hi) exerce um amplo leque de influ√™ncias em diversos par√Ęmetros fisiol√≥gicos. Seu efeito perturbador sobre o sistema cardiovascular √© um de seus impactos mais importantes. Al√©m disso, o Hi foi clinicamente associado com o estresse induzido pela hiperativa√ß√£o do eixo hipotal√Ęmico-pituit√°rio-adrenal. Objetivo: Avaliar o impacto do Hi de curto prazo sobre o desempenho card√≠aco e a atividade adrenal de ratos. M√©todos: A indu√ß√£o de Hi em ratos Wistar atrav√©s de inje√ß√Ķes de T3 (150 őľg/kg) por 10 dias (grupo com hipertireoidismo - GH) ou ve√≠culo (grupo controle). O desempenho cardiovascular foi avaliado por: ecocardiograma (ECO); raz√£o peso do cora√ß√£o/peso corporal (mg/gr); contratilidade de m√ļsculos papilares isolados (MPI) e mensura√ß√£o direta da press√£o arterial. A atividade adrenal foi avaliada pela raz√£o peso adrenal/ peso corporal (mg/gr) e n√≠veis de 24 horas de corticosterona fecal (CF) no 1¬ļ, 5¬ļ e 10¬ļ dias de tratamento com T3. Resultados: No GH, o ECO mostrou redu√ß√£o dos Volumes Finais Sist√≥lico e Diast√≥lico, Tempos de Eje√ß√£o, Relaxamento Isovolum√©trico e Diast√≥lico Total, √Āreas Sist√≥licas e Diast√≥lica e raz√£o E/A. Aumentaram a frequ√™ncia card√≠aca, a fra√ß√£o de eje√ß√£o e o d√©bito card√≠aco. A raz√£o peso corporal/peso do cora√ß√£o foi maior. Da mesma forma, nos MPI, a taxa m√°xima de degrada√ß√£o da for√ßa durante o relaxamento foi maior em todas as concentra√ß√Ķes extracelulares de c√°lcio. Os n√≠veis de press√£o arterial sist√≥lica (PAS) foram maiores. (p ‚ȧ 0,05). Por outro lado, n√£o houve diferen√ßa na raz√£o peso das adrenais/peso corporal ou n√≠veis de 24 horas de CF. Conclus√Ķes: O Hi induz efeitos inotr√≥picos, cronotr√≥picos e lusitr√≥picos positivos no cora√ß√£o atrav√©s de efeito direto do T3, e aumenta a PAS. Essas altera√ß√Ķes n√£o est√£o correlacionadas com as altera√ß√Ķes na atividade adrenal

    Efeitos do hipertireoidismo no desempenho do m√ļsculo card√≠aco, na press√£o arterial e na concentra√ß√£o de corticosterona fecal de ratos

    Get PDF
    Orientador : Prof. Dr. Rosalvo T.H. FogaçaCo-orientador : Prof. Dr. Helton Estrela RamosTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular. Defesa: Curitiba, 01/11/2011Inclui referênciasResumo: Introducao: Os hormonios tireoideanos (HT) exercem uma ampla gama de influencias no sistema cardiovascular. Os genes relacionados com o acoplamento excitacao - contracao (AEC) do coracao sao os principais alvos para TH, resultando em efeitos inotropicos e lusitropicos positivos. No hipertireoidismo (Hy) tem sido mostrado um aumento no desempenho cardiaco, seguido a longo prazo, por uma diminuicao na eficiencia cardiaca, alem de uma alteracao na resistencia vascular periferica (RVPT). No entanto, poucos estudos fisiologicos tem sido realizados em modelo animal para investigar as consequencias da Hy no coracao, pressao arterial e secrecao de corticosterona. Objetivo: Avaliar o desempenho cardiaco "in vivo" e "in vitro" e os niveis de corticosterona fecais usando um modelo animal de Hy. Metodos e materiais: Inducao de Hy em ratos Wistar foi feita atraves de injecoes i.p. de T3 (200ƒÊg/kg) durante 1 dias (grupo hipertireoideo - GH) ou veiculo (grupo controle - GC). Apos as injecoes, o desempenho cardiaco foi avaliado por: ecocardiografia (5500 Sonos, HP) com S12 (5-12 MHz) e 15L6 (7 - 15 MHz); medicao direta da pressao arterial sistolica (PAS) e diastolica (PAD) por meio de canulacao da arteria carotida esquerda (WPI - World instrumento de precisao, Inc., modelo BLPR); peso do coracao / peso corporal (mg / gr); peso da glandula supra . renal / peso corporal (mg / gr); concentracao de corticosterona fecal (CF) e contratilidade musculos papilares isolados (MPI ). Resultados: Em HG, o ecocardiograma mostrou reducao do volume sistolico final (VSF), volume diastolico final (VDF), tempo de ejecao (TE), Tempo diastolico total (TDT), Tempo de relaxamento isovolumetrico (TRIV), Area diastolica (Diast. area), area sistolica (Syst. area), variavel A e relacao E/A (p <0,05); frequencia cardiaca (FC), fracao de ejecao (FE) e debito cardiaco (DC) foram aumentados (p <0,05). Nao houve alteracao entre os grupos no tempo de contracao isovolumetrica (TICV), debito sistolico (DS), indice de Tei e tempo de desaceleracao da onda E (p . 0,05). Niveis de pressao arterial sistolica foram maiores no GH (p . 0,05). A relacao Peso do coracao / peso corporal (mg / g) foi maior no GH (p . 0,05) e nao houve diferenca estatistica na relacao peso supra-renal / peso corporal (mg / g). A concentracao de CF foi diferente apenas no quinto dia de tratamento. No MPI nao houve diferencas estatisticamente significativas na forca de contracao (mN/mm2) e potenciacao pos pausa (1, 3, 5, 10 e 20 segundos) em qualquer uma das concentracoes de calcio extracelular utilizadas (p . 0,05). Contudo, relacao concentracao extracelular de calcio versus forca foi maior no GH. A velocidade maxima de desenvolvimento da forca durante a contracao (dF / dtmax) foi maior apenas no 2 mM de calcio extracelular (p . 0,05). No entanto, a velocidade maxima de diminuicao da forca durante o relaxamento (dF / dtmin) foi maior em todas as concentracoes de calcio extracelular, exceto em 10 mM (p . 0,05). Conclusao: o Hy aumenta o DC devido a um aumento da frequencia cardiaca, aumenta a contratilidade como mostrado ela reducao do VDF, VSF, TRIV, TE e TDT, aumento da FE, bem como a maior sensibilidade ao calcio extracelular e PAS e acelera o relaxamento como mostrado pela maior dF / dtmin do MPI e a reducao do TRIV e TDT, bem como nao afeta a concentracao de corticosterona fecal.Abstract: Introduction: Thyroid hormones (TH) exert a broad range of influences in the cardiovascular system. The genes related to excitation contraction . coupling (ECC) of the heart are the main targets for TH, resulting in inotropic and lusitropic positive effects. In the hyperthyroidism (Hy) has been showed an increase in the cardiac performance, followed in a long term, by a decrease in the cardiac efficiency, besides an alteration in the peripheral vascular resistance (PVR). However, few physiological studies have been performed in animal model to investigate the consequences of Hy in the heart, arterial blood pressures and corticosterone secretion. Objective: Evaluate the cardiac performance gin vivo h and gin vitro h and supra-renal activity using an animal model of Hy. Materials e Methods: Induction of Hy in Wistar rats was made through i.p. injections of T3 (200ƒÊg/kg) daily for 10 days (hyperthyroid group - HG) or vehicle (control group - CG). After the injections, cardiac performance was evaluated by: echocardiography (5500 Sonos, HP) with S12 (5 . 12 MHz) and 15L6 (7 . 15 MHz); direct measurement of systolic and diastolic blood pressure through cannulation of left carotid artery (WPI-World Precision Instrument, Inc., model BLPR); heart weight/body weight (mg/gr); supra . renal weight/body weight (mg/gr); fecal corticosterone (FC) concentration and contractility of isolated papillary muscles (IPM). Results: In HG, the echocardiography showed reduction of the End Systolic Volume (ESV), End Diastolic Volume (EDV), Ejection Time (ET), Total Diastolic Time (TDT), Isovolumic Relaxation Time (IRT), Diastolic Area (Diast. area), Systolic area (Syst. area), A variable and E/A ratio (p < 0.05); Heart Rate (HR), Ejection Fraction (EF) and Cardiac Output (CO) were increased (p < 0.05). There was no alteration between groups in the Isovolumic Contraction Time (ICT), Systolic Output (SO), Tei index and deceleration time of E wave (p . 0.05). Systolic blood pressure levels were higher in the HG (p . 0.05). Heart weight/body weight (mg/gr) relationship was higher in the HG (p . 0.05) with no statistically significant difference in the supra.renal weight/body weight (mg/gr). FC concentration was different only on the fifth day of treatment. In IPM there were no statistically significant differences in the twitch force (mN/mm2) and pos extra systolic potentiation (1, 3, 5, 10 and 20 seconds) in any of the extracellular calcium concentrations used (p . 0,05). However, force versus extracellular calcium concentration relationship was higher in the HG. The maximum rate of force evelop ent during contraction (dF/dtmax) was higher only at 2 mM of extracellular calcium (p . 0.05). However, the maximum rate of force decay during relaxation (dF/dtmin) was higher in all extracellular calcium concentrations, except at 10 mM (p . 0.05). Conclusion: Hy increases the CO due to an increase in the HR, increases contractility as showed by the reduction in the EDV, ESV, IRT, ET and TDT, the increased EF as well as the higher sensitivity to extracellular calcium and SBP and accelerates relaxation as showed by the higher dF/dtmin of IPM and IRT and TDT reductions as well as does not affect the supra-renal corticosterone excretion

    Adesivo cir√ļrgico de etil-2-cianoacrilato em lobectomia parcial em ratos

    No full text
    OBJETIVO: Determinar experimentalmente a efic√°cia do adesivo cir√ļrgico de etil-2-cianoacrilato na repara√ß√£o do par√™nquima pulmonar ap√≥s lobectomias parciais em ratos em rela√ß√£o a hemostasia/aerostasia, cicatriza√ß√£o e tempo cir√ļrgico. M√ČTODOS: O estudo envolveu 30 ratos Wistar, divididos aleatoriamente em cinco grupos (grupo controle e quatro grupos de estudo. Nos grupos de estudo, o reparo do par√™nquima pulmonar foi realizado ou com o adesivo ou por sutura ap√≥s lobectomia parcial de um fragmento pequeno ou grande (25% ou 50%, respectivamente) do lobo inferior caudal esquerdo. RESULTADOS: O tempo cir√ļrgico e o tempo de hemostasia foram menores nos grupos submetidos ao uso do adesivo. N√£o houve diferen√ßas significativas na complac√™ncia pulmonar espec√≠fica entre os grupos. Ader√™ncias e rea√ß√Ķes inflamat√≥rias foram mais severas nos grupos submetidos a sutura. CONCLUS√ēES: Neste estudo, o uso de adesivo de cianoacrilato ajudou a reduzir o tempo cir√ļrgico e a intensidade de rea√ß√Ķes inflamat√≥rias, assim como preservou a complac√™ncia pulmonar. Adesivos de cianoacrilato devem ser considerados como uma op√ß√£o no reparo do par√™nquima pulmonar, diminuindo o risco de complica√ß√Ķes ap√≥s lobectomia parcial em humanos

    Efeitos do hipertireoidismo no desempenho do m√ļsculo card√≠aco, na press√£o arterial e na concentra√ß√£o de corticosterona fecal de ratos

    No full text
    Orientador : Prof. Dr. Rosalvo T.H. FogaçaCo-orientador : Prof. Dr. Helton Estrela RamosTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular. Defesa: Curitiba, 01/11/2011Inclui referênciasResumo: Introducao: Os hormonios tireoideanos (HT) exercem uma ampla gama de influencias no sistema cardiovascular. Os genes relacionados com o acoplamento excitacao - contracao (AEC) do coracao sao os principais alvos para TH, resultando em efeitos inotropicos e lusitropicos positivos. No hipertireoidismo (Hy) tem sido mostrado um aumento no desempenho cardiaco, seguido a longo prazo, por uma diminuicao na eficiencia cardiaca, alem de uma alteracao na resistencia vascular periferica (RVPT). No entanto, poucos estudos fisiologicos tem sido realizados em modelo animal para investigar as consequencias da Hy no coracao, pressao arterial e secrecao de corticosterona. Objetivo: Avaliar o desempenho cardiaco "in vivo" e "in vitro" e os niveis de corticosterona fecais usando um modelo animal de Hy. Metodos e materiais: Inducao de Hy em ratos Wistar foi feita atraves de injecoes i.p. de T3 (200ƒÊg/kg) durante 1 dias (grupo hipertireoideo - GH) ou veiculo (grupo controle - GC). Apos as injecoes, o desempenho cardiaco foi avaliado por: ecocardiografia (5500 Sonos, HP) com S12 (5-12 MHz) e 15L6 (7 - 15 MHz); medicao direta da pressao arterial sistolica (PAS) e diastolica (PAD) por meio de canulacao da arteria carotida esquerda (WPI - World instrumento de precisao, Inc., modelo BLPR); peso do coracao / peso corporal (mg / gr); peso da glandula supra . renal / peso corporal (mg / gr); concentracao de corticosterona fecal (CF) e contratilidade musculos papilares isolados (MPI ). Resultados: Em HG, o ecocardiograma mostrou reducao do volume sistolico final (VSF), volume diastolico final (VDF), tempo de ejecao (TE), Tempo diastolico total (TDT), Tempo de relaxamento isovolumetrico (TRIV), Area diastolica (Diast. area), area sistolica (Syst. area), variavel A e relacao E/A (p <0,05); frequencia cardiaca (FC), fracao de ejecao (FE) e debito cardiaco (DC) foram aumentados (p <0,05). Nao houve alteracao entre os grupos no tempo de contracao isovolumetrica (TICV), debito sistolico (DS), indice de Tei e tempo de desaceleracao da onda E (p . 0,05). Niveis de pressao arterial sistolica foram maiores no GH (p . 0,05). A relacao Peso do coracao / peso corporal (mg / g) foi maior no GH (p . 0,05) e nao houve diferenca estatistica na relacao peso supra-renal / peso corporal (mg / g). A concentracao de CF foi diferente apenas no quinto dia de tratamento. No MPI nao houve diferencas estatisticamente significativas na forca de contracao (mN/mm2) e potenciacao pos pausa (1, 3, 5, 10 e 20 segundos) em qualquer uma das concentracoes de calcio extracelular utilizadas (p . 0,05). Contudo, relacao concentracao extracelular de calcio versus forca foi maior no GH. A velocidade maxima de desenvolvimento da forca durante a contracao (dF / dtmax) foi maior apenas no 2 mM de calcio extracelular (p . 0,05). No entanto, a velocidade maxima de diminuicao da forca durante o relaxamento (dF / dtmin) foi maior em todas as concentracoes de calcio extracelular, exceto em 10 mM (p . 0,05). Conclusao: o Hy aumenta o DC devido a um aumento da frequencia cardiaca, aumenta a contratilidade como mostrado ela reducao do VDF, VSF, TRIV, TE e TDT, aumento da FE, bem como a maior sensibilidade ao calcio extracelular e PAS e acelera o relaxamento como mostrado pela maior dF / dtmin do MPI e a reducao do TRIV e TDT, bem como nao afeta a concentracao de corticosterona fecal.Abstract: Introduction: Thyroid hormones (TH) exert a broad range of influences in the cardiovascular system. The genes related to excitation contraction . coupling (ECC) of the heart are the main targets for TH, resulting in inotropic and lusitropic positive effects. In the hyperthyroidism (Hy) has been showed an increase in the cardiac performance, followed in a long term, by a decrease in the cardiac efficiency, besides an alteration in the peripheral vascular resistance (PVR). However, few physiological studies have been performed in animal model to investigate the consequences of Hy in the heart, arterial blood pressures and corticosterone secretion. Objective: Evaluate the cardiac performance gin vivo h and gin vitro h and supra-renal activity using an animal model of Hy. Materials e Methods: Induction of Hy in Wistar rats was made through i.p. injections of T3 (200ƒÊg/kg) daily for 10 days (hyperthyroid group - HG) or vehicle (control group - CG). After the injections, cardiac performance was evaluated by: echocardiography (5500 Sonos, HP) with S12 (5 . 12 MHz) and 15L6 (7 . 15 MHz); direct measurement of systolic and diastolic blood pressure through cannulation of left carotid artery (WPI-World Precision Instrument, Inc., model BLPR); heart weight/body weight (mg/gr); supra . renal weight/body weight (mg/gr); fecal corticosterone (FC) concentration and contractility of isolated papillary muscles (IPM). Results: In HG, the echocardiography showed reduction of the End Systolic Volume (ESV), End Diastolic Volume (EDV), Ejection Time (ET), Total Diastolic Time (TDT), Isovolumic Relaxation Time (IRT), Diastolic Area (Diast. area), Systolic area (Syst. area), A variable and E/A ratio (p < 0.05); Heart Rate (HR), Ejection Fraction (EF) and Cardiac Output (CO) were increased (p < 0.05). There was no alteration between groups in the Isovolumic Contraction Time (ICT), Systolic Output (SO), Tei index and deceleration time of E wave (p . 0.05). Systolic blood pressure levels were higher in the HG (p . 0.05). Heart weight/body weight (mg/gr) relationship was higher in the HG (p . 0.05) with no statistically significant difference in the supra.renal weight/body weight (mg/gr). FC concentration was different only on the fifth day of treatment. In IPM there were no statistically significant differences in the twitch force (mN/mm2) and pos extra systolic potentiation (1, 3, 5, 10 and 20 seconds) in any of the extracellular calcium concentrations used (p . 0,05). However, force versus extracellular calcium concentration relationship was higher in the HG. The maximum rate of force evelop ent during contraction (dF/dtmax) was higher only at 2 mM of extracellular calcium (p . 0.05). However, the maximum rate of force decay during relaxation (dF/dtmin) was higher in all extracellular calcium concentrations, except at 10 mM (p . 0.05). Conclusion: Hy increases the CO due to an increase in the HR, increases contractility as showed by the reduction in the EDV, ESV, IRT, ET and TDT, the increased EF as well as the higher sensitivity to extracellular calcium and SBP and accelerates relaxation as showed by the higher dF/dtmin of IPM and IRT and TDT reductions as well as does not affect the supra-renal corticosterone excretion
    corecore