research

Azulejos de fachada, em São Luís do Maranhão

Abstract

São Luís, capital do Estado do Maranhão, localizada na região nordeste do Brasil tornou-se conhecida como “Cidade dos Azulejos” pelo expressivo número de edificações dos séculos XVIII e XIX com fachadas e interiores revestidos em azulejos antigos, a maioria portugueses. O conjunto arquitetônico do centro histórico é um legado do período áureo da economia do Maranhão, que na metade do século XVIII, e durante o século XIX passou por uma boa fase de enriquecimento econômico baseado na agro-exportação do arroz e algodão. Em dezembro de 1997 o patrimônio edificado em São Luís foi inscrito na Lista de Patrimônio Mundial da UNESCO. Em 2004 a Sociedade de Amigos do Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, juntamente com a Oficina de Azulejaria do Estado realizou, com o patrocínio da Companhia do Vale do Rio Doce, o inventário de todo o acervo azulejar existente na arquitetura civil do centro histórico de São Luís. Na ocasião constatou-se que o patrimônio azulejar encontrava-se em estado precário de conservação, tendo mesmo sido subtraído ao longo do tempo, devido a fatores que vão do abandono à falta de uma política de preservação. Neste estudo investiga-se os azulejos de fachada da arquitetura civil do século XIX, em São Luís, analisando os padrões, o estado de conservação e as patologias que afetam a sua conservação. Esse trabalho não almeja esgotar o complexo tema da conservação de azulejos de fachada, mas pretende ser uma parcela de contributo para futuros programas de recuperação e preservação do valioso acervo azulejar maranhense

Similar works

Full text

Repositório Institucional da Universidade de AveiroProvided a free PDF (195.62 KB)

10773/9999oai:ria.ua.pt:10773/9999
Last time updated on September 3, 2013View original full text link

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.