Location of Repository

Seleção de metodologias para inoculação da fusariose do maracujazeiro causada por Fusarium oxysporum f. sp. Passiflorae.

By A. dos S. SILVA, E. J. de OLIVEIRA, F. F. L. BARBOSA and O. N. de JESUS

Abstract

O objetivo deste trabalho foi avaliar métodos de inoculação da fusariose do maracujazeiro, causada pelo fungo Fusarium oxysporum f.sp. passiflorae (FOP). Foram avaliadas três etodologias de inoculação: método de imersão das raízes em suspensão do inóculo (MIR), método da areia e fubá de milho colonizados (MAFC) e método por ferimento das raízes por perfuração do solo, seguido de inoculação (MPS). As inoculações foram realizadas em câmaras de crescimento a 25 ± 3ºC, utilizando a variedade de maracujazeiro amarelo FB200, que apresenta comportamento suscetível em condições de campo. Foram avaliadas em média 20 plantas por tratamento, sendo a parcela constituída por uma planta. As plantas com 45 dias de idade foram avaliadas quanto à incidência da fusariose entre 3 e 60 dias após a inoculação (DAI). Somente o método MIR permitiu o aparecimento dos sintomas da fusariose a partir de 7 DAI, ocasionando a morte das plantas a partir de 15 DAI. A mortalidade final foi de 62,5%, provavelmente ocasionada pela diversidade genética do maracujazeiro.201

Topics: Maracujá, Fusariose, Fusarium oxysporum f. sp. Passiflorae.
Publisher: Cruz das Almas: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2011.
Year: 2012
OAI identifier: oai:www.infoteca.cnptia.embrapa.br:doc/920901
Provided by: Infoteca-e
Journal:

Suggested articles

Preview


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.