24,100 research outputs found

    Contribuição para o estudo da leitura de folhetos informativos nas farmácias Portuguesas

    Get PDF
    Introdu√ß√£o: A sa√ļde e a sua promo√ß√£o est√£o intimamente relacionadas com o n√≠vel de educa√ß√£o ou de alfabetiza√ß√£o dos indiv√≠duos. Nas farm√°cias da comunidade, √© habitual utilizar-se, na educa√ß√£o dos doentes, informa√ß√£o escrita na forma de folheto informativo. Esta ferramenta confere autonomia aos seus utilizadores, em fun√ß√£o das compet√™ncias individuais de literacia. A literacia em sa√ļde √© a capacidade individual de obter, processar e interpretar informa√ß√Ķes sobre sa√ļde e servi√ßos de sa√ļde, com o objectivo de tomar decis√Ķes informadas. A medi√ß√£o do n√≠vel de dificuldade na leitura e compreens√£o de textos em l√≠ngua inglesa tem sido estudada desde 1920, tendo sido propostas as primeiras f√≥rmulas para classificar o n√≠vel m√≠nimo de escolaridade que um texto exige para a sua leitura e compreens√£o, sendo estas designadas por f√≥rmulas de legibilidade ou ‚Äėlecturabilidade‚Äô. Material e m√©todos: O principal objectivo deste trabalho foi a experimenta√ß√£o de f√≥rmulas de ‚Äėlecturabilidade‚Äô, em particular o SMOG e o √ćndice Flesh-Kincaid, para a an√°lise da complexidade de leitura e interpreta√ß√£o de folhetos informativos, cujo uso √© generalizado nas Farm√°cias Portuguesas. As duas f√≥rmulas foram aplicadas a uma amostra de 4 folhetos, estimando-se assim o n√ļmero de anos de escolaridade necess√°rios para a compreens√£o adequada desses textos. Dois tradutores t√©cnicos independentes traduziram os folhetos para o Ingl√™s, obtendo-se uma vers√£o de consenso para cada folheto. As retrovers√Ķes foram avaliadas para confirmar a justaposi√ß√£o das tradu√ß√Ķes com os textos originais. A utiliza√ß√£o simult√Ęnea das duas f√≥rmulas de ‚Äėlecturabilidade‚Äô permitiu estudar o grau de validade convergente e a fiabilidade dos resultados. Resultados: O valor m√©dio para o SMOG foi 11,13 (DP = 0,81), enquanto a m√©dia Flesch-Kincaid foi igual a 8,32 (DP = 0,90). Estes resultados correspondem a um n√≠vel de escolaridade m√≠nima em Portugal de cerca de 10 anos. A correla√ß√£o Spearman entre as escalas foi de 0,948 (p = 0,51), converg√™ncia que confirmou a validade dos resultados. Para o conjunto de folhetos informativos analisados, a educa√ß√£o formal m√≠nima necess√°ria para ler e compreender o seu conte√ļdo foi de 9 anos completos de escolaridade. Uma percentagem significativa da popula√ß√£o que utiliza as farm√°cias como uma fonte acess√≠vel e cred√≠vel de informa√ß√£o em sa√ļde, em particular os doentes cr√≥nicos e os idosos, possui n√≠veis de escolaridade normalmente mais baixos que o 9¬ļ ano. Deste modo, os actuais folhetos informativos podem n√£o ser totalmente compreendidos pelos seus destinat√°rios. Embora constituindo uma ferramenta importante para as decis√Ķes relacionadas com a sa√ļde, os folhetos actuais podem n√£o apresentar a utilidade que inicialmente se poderia antecipar. Conclus√Ķes: As f√≥rmulas de legibilidade ou ‚Äėlecturabilidade‚Äô s√£o ferramentas importantes para a avalia√ß√£o e ajuste de pe√ßas de informa√ß√£o escrita aos seus potenciais utilizadores, funcionando como alternativas exequ√≠veis aos testes cl√°ssicos de literacia na popula√ß√£o, e contribuindo para o sucesso das estrat√©gias de educa√ß√£o para a sa√ļde. Seria desej√°vel desenvolver e validar ferramentas para o estudo da ‚Äėlecturabilidade‚Äô no nosso pr√≥prio idioma

    O G√äNERO DO DISCURSO FOLHETOS PARA AGRICULTORES FAMILIARES: ACESSIBILIDADE TEXTUAL COMO RELA√á√ÉO DIAL√ďGICA

    Get PDF
    Este trabalho apresenta estudo da rela√ß√£o dial√≥gica, com base nos pressupostos de Bakhtin, envolvida no g√™nero de divulga√ß√£o cient√≠fica Folhetos para agricultores familiares. O g√™nero de divulga√ß√£o cient√≠fica corresponde a textos que propagam descobertas cient√≠ficas pelo uso de linguagem textualmente acess√≠vel. Entende-se como Acessibilidade Textual a adequa√ß√£o de textos escritos em uma linguagem apropriada √†s compet√™ncias de seus leitores-alvo. Os folhetos sob an√°lise representam intera√ß√£o entre divulgador e leitor. Observou-se que h√° contextos sociais distintos implicados na produ√ß√£o desses materiais. Assim, prop√Ķe-se que a adequa√ß√£o dos folhetos para uma linguagem acess√≠vel deve considerar o agricultor familiar

    Eficácia de estratégias educativas no envolvimento do paciente para a segurança no cuidado: revisão sistemática

    Get PDF
    Objetivo: Avaliar a efic√°cia de estrat√©gias educativas no envolvimento do paciente adulto hospitalizado para a seguran√ßa no cuidado.M√©todo: Revis√£o sistem√°tica realizada por meio da busca de estudos experimentais e quaseexperimentais, publicados de janeiro/2010 a dezembro/2021, no PubMed¬ģ, Cochrane Library CENTRAL, Scopus, Web of Science, LILACS, CINAHL e EMBASE.Resultados: Foram inclu√≠dos doze estudos para envolver o paciente nas pr√°ticas seguras do cuidado, cinco (41,7%) experimentais e sete (58,3%) quase experimentais. Diferentes estrat√©gias educativas foram adotadas nos artigos inclu√≠dos: orienta√ß√Ķes verbais, livretos, folhetos e folders (n=4; 33,3%); v√≠deos, e-book e aplicativos eletr√īnicos (n=5; 41,7%); p√īster, folhetos e v√≠deo (n=3; 25%). Quatro estudos experimentais apresentaram alto risco de vi√©s (80%) e todos quase-experimentais baixo risco de vi√©s (100%).Conclus√£o: O uso de estrat√©gias educativas se demonstrou eficaz no envolvimento do paciente em pr√°ticas seguras do cuidado. Recomenda-se a condu√ß√£o de futuras pesquisas ao se considerar a heterogeneidade entre os estudos. Palavras-chave: Aprendizagem. Educa√ß√£o de pacientes como assunto. Seguran√ßa do paciente

    Ent√£o se forma a hist√≥ria bonita: rela√ß√Ķes entre folhetos de cordel e literatura erudita

    Get PDF
    Brazilian popular poets, many times, retell consecrated novels in verse. The aim of this article is to compare some of these novels and its popular versions, examining the ways of reading and the evaluation criteria peculiar to popular readers.Autores de folhetos de cordel, muitas vezes, recontam em versos romances da literatura erudita nacional e internacional. Neste artigo √© feito um estudo comparativo entre obras da literatura erudita e suas vers√Ķes para folhetos de cordel, examinando-se as formas de ler e os crit√©rios de avalia√ß√£o pr√≥prios aos leitores de folhetos.19921

    Entre a oralidade e a escrita: um estudo dos folhetos de cordel nordestinos

    Get PDF
    O in√≠cio da publica√ß√£o de narrativas po√©ticas no Nordeste brasileiro surge na esteira de apresenta√ß√Ķes orais, chamadas cantorias. Bastante frequentes durante o s√©culo XIX e in√≠cio do XX, as cantorias eram recitativos acompanhados ao som de violas ou rabecas em que cantadores batiam-se em desafios e/ou apresentavam composi√ß√Ķes po√©ticas - glosas feitas a partir de um mote, descri√ß√Ķes da natureza, s√°tiras, narrativas em versos

    A imagem de destino e o potencial turístico do Vale do Minho (Portugal)

    Get PDF
    A evid√™ncia emp√≠rica mostra que o turismo pode dar uma contribui√ß√£o real para o desenvolvimento do mundo rural e, no caso de certas regi√Ķes mais remotas e deprimidas, √© um dos sectores melhor colocados para alcan√ßar esse objectivo. Este papel tem que ver com a possibilidade de tirar partido dos recursos end√≥genos desses territ√≥rios. No caso do Vale do Minho, um importante potencial tur√≠stico existe, em resultado da variedade e singularidade dos seus recursos ‚Äď a beleza das paisagens, a riqueza arquitect√≥nica de edif√≠cios seculares, a exuber√Ęncia da gastronomia e de muitas manifesta√ß√Ķes culturais s√£o uma realidade neste territ√≥rio. Nesta comunica√ß√£o, pretende-se catalogar e avaliar os recursos tur√≠sticos dos cinco munic√≠pios do Vale do Minho portugu√™s, bem como analisar os elementos complementares e os factores externos relacionados com a imagem de destino. A metodologia assenta num processo em duas fases: numa primeira fase, atendendo √†s componentes prim√°rias, analisa-se a consist√™ncia do territ√≥rio como destino, avaliando o potencial tur√≠stico e a sua configura√ß√£o. Posteriormente, numa segunda fase, considerando os elementos secund√°rios, as componentes da imagem do destino tur√≠stico conjunto foram analisadas. No presente caso, a an√°lise da imagem teve um objectivo claro: averiguar a percep√ß√£o do territ√≥rio como destino tur√≠stico comum e o envolvimento dos agentes na configura√ß√£o deste objectivo

    A informação a doentes submetidos a quimioterapia

    Get PDF
    A globaliza√ß√£o das tecnologias de informa√ß√£o e comunica√ß√£o, o facto de serem mais r√°pidas, mais din√Ęmicas e interactivas, permitiram o acesso ao conhecimento quase imediato, vindo influenciar o comportamento e o modo de estar em sociedade. No entanto, tamb√©m introduziu grande desigualdade social, pois h√° ainda muitos indiv√≠duos que n√£o conseguem aceder √† mais simples informa√ß√£o. O papel do T√©cnico de Farm√°cia dever√° incidir n√£o somente na perfeita manipula√ß√£o dos medicamentos citot√≥xicos, como tamb√©m preocupar-se sobre o que acontece ao doente ap√≥s a administra√ß√£o de medicamentos antineopl√°sicos. Assim, os doentes devem ser informados sobre o seu tratamento, de forma a atingirem o sucesso terap√™utico e aminimizar os efeitos colaterais. Na pr√°tica pode colocar-se a quest√£o: deveria melhorar‚Äďse a informa√ß√£o sobre os medicamentos citot√≥xicos e o aconselhamento prestado ao doente

    CONCEP√á√ēES SOBRE OS INSETOS NA LITERATURA DE CORDEL: ESTREITANDO OS LA√áOS ENTRE O CULTURAL E O CIENT√ćFICO

    Get PDF
    Apesar de sua grande import√Ęncia cient√≠fica, econ√īmica e epidemiol√≥gica, a maioria dos insetos √© vista sob uma perspectiva especista, na qual o valor desses animais √© medido pelos benef√≠cios ou preju√≠zos que causam aos humanos. Sabendo disso, o presente estudo teve como principais objetivos analisar as concep√ß√Ķes sobre insetos de poetas populares em folhetos de cord√©is e avaliar o potencial did√°tico dos folhetos para conte√ļdos relacionados aos insetos. Para tanto, foi selecionado um corpus de cord√©is dispon√≠veis no acervo online da Funda√ß√£o Casa de Rui Barbosa. Os resultados aqui encontrados demonstram que a ideia de insetos como algo negativo √© compartilhada nos folhetos. No entanto, a pr√≥pria Literatura de Cordel apresenta-se como uma boa alternativa para mudar esse quadro, pois os folhetos tamb√©m trazem o conhecimento etnobiol√≥gico dos autores que pode fazer a aproxima√ß√£o entre cultura e ci√™ncia, al√©m de servir como fonte de informa√ß√£o sobre o grupo

    A política portuguesa de integração dos imigrantes : uma análise dos dois primeiros planos de integração

    Get PDF
    Em 2007 e 2010, Portugal aprovou dois planos para a integra√ß√£o dos imigrantes (PII), os quais fizeram uma sistematiza√ß√£o das medidas escolhidas para promover a integra√ß√£o dos imigrantes residentes. Estas medidas incidiam sobre uma grande variedade de sectores como o emprego, a habita√ß√£o, a sa√ļde, a educa√ß√£o, a seguran√ßa social ou a justi√ßa, revelando assim o car√°cter transversal da pol√≠tica de integra√ß√£o. Numa an√°lise geral, verificamos que a maioria das medidas que constituem os PII podem enquadrar-se em dois grandes tipos: a) informar, sensibilizar e formar os imigrantes, e, b) capacitar os sectores da administra√ß√£o p√ļblica que t√™m um maior contacto com as minorias para lidarem com a especificidade da sua condi√ß√£o. Apesar disso, as medidas previstas e a execu√ß√£o que delas foi feita sugerem a aus√™ncia de uma interven√ß√£o pol√≠tica coerente e articulada por parte do estado portugu√™s em rela√ß√£o √† integra√ß√£o dos imigrantes, prevalecendo, sobretudo, a inten√ß√£o de mostrar que se est√° a intervir na √°rea
    • ‚Ķ
    corecore