Simulação de cenários de fragilidade ambiental na bacia hidrográfica do Rio da Prata, MS, utilizando o modelo de Cadeias Markov – e autômatos celulares

Abstract

Utilizando técnicas de geoprocessamento e sensoriamento remoto é possível analisar os diferentes impactos gerados ao meio ambiente ao longo dos anos, sendo portanto, uma importante ferramenta nos estudos da paisagem. Para complementar, a previsão da transição espacial e temporal dos impactos ambientais permite simular tendências futuras utilizando o modelo Cadeias de Markov e autômatos celulares. O presente estudo tem como objetivo utilizar essas técnicas descritas para entendimento da fragilidade ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio da Prata, MS, região com significativa importância ambiental, caracterizada por feições cársticas, gerando valor econômico devido aos atrativos turísticos da região. Os resultados indicaram que a classe de fragilidade “média” e “alta” possuem maior convergência para aumento em detrimento da classe “baixa” que teve maiores alterações em diminuição de sua área, provavelmente devido ao uso da agricultura na região, que tem expandido ao longo dos anos estudados, aliado as caracterísiticas litológicas e pedológicas

    Similar works