Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Produção e comportamento fenológico da videira 'Niágara Rosada' no Norte do Estado do Rio de Janeiro.

By M. PERMANHANI

Abstract

O trabalho foi realizado em vinhedo particular do Sítio Pioneiro, situado no município de Cardoso Moreira, região Norte do estado do Rio de Janeiro, tendo por objetivos caracterizar as fases fenológicas, bem como conhecer o comportamento vegetativo e produtivo da videira 'Niágara Rosada', em duas épocas de poda. Instalou-se um experimento em área de cultivar Niágara Rosada (Vitis labrusca L.) sobre o portaenxerto 'IAC 572-Jales' (Vitis tiliaefolia x Riparia 101-14) conduzida no sistema tipo latada, em espaçamento de 2,70 x 1,50 m e irrigada por microaspersão. O experimento consistiu na avaliação de dois ciclos de produção (poda-colheita), conduzidos em dois módulos, com a realização da poda em 01-08-11 para o módulo A e 07-09-11 para o módulo B. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com 20 repetições, sendo cada unidade experimental constituída por uma única planta e os resultados submetidos à análise de variância, com a comparação das médias pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Para a poda realizada no dia 01-08-2011 (A), a duração do período de poda à colheita foi de 121 dias e para a poda realizada no dia 07-09-2011 (B) foi de 125 dias, com acúmulos de 1.797 e 1.955 graus-dia, respectivamente. O crescimento e desenvolvimento vegetativo das plantas no ciclo de produção com a poda realizada no dia 01-08-2011 foi inferior ao das plantas que receberam a poda no dia 07-09-2011, sendo que a poda do meristema apical antes do florescimento, seguida da redução de temperatura do ar, interferiu no crescimento vegetativo dos ramos. Os valores de produção observados para as duas épocas de poda foram de 9,41 e 12,47 kg.planta-1 (23.643 e 31.856 kg.ha-1), respectivamente, nos ciclos de produção A e B, sendo que essa produtividade foi superior à média nacional. Contudo, os índices de desenvolvimento vegetativo e produtivo indicam a necessidade de ajuste da quantidade de ramos produtivos, na ocasião da poda, a fim de regular o equilíbrio entre o crescimento vegetativo e a produção, o que pode contribuir para melhorar a qualidade da uva 'Niágara Rosada' produzida na região.2012Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) - Instituto de Agronomia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica. Orientado por Marco Antônio da Silva Vasconcellos, UFRRJ; co-orientado por Reginaldo Teodoro de Souza, CNPUV

Topics: Região norte, Rio de Janeiro, Niágara Rosada, Viticultura, Uva, Fenologia, Produção, Poda
Publisher: 2012.
Year: 2013
OAI identifier: oai:www.alice.cnptia.embrapa.br:doc/945197
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.alice.cnptia.embrap... (external link)
  • http://ainfo.cnptia.embrapa.br... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.