Location of Repository

Efeito da variabilidade da frequência cardíaca na atenção cognitiva após o teste de esforço T-Car em tenistas

By Joana Bastos Matos

Abstract

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia, 2013.O presente estudo teve como objetivo principal verificar o efeito da Variabilidade da Frequência Cardíaca em tenistas em teste cognitivo antes e após esforço físico. Para isto, foram selecionados intencionalmente 8 atletas com faixa etária média de 16,7 anos. Para registro da Variabilidade da Frequência Cardíaca (VFC) foi utilizado um cardiofrequencímetro da Polar RS800. As medidas foram coletadas nas situações de linha de base, atividade cognitiva grade de números e recuperação antes e depois do esforço físico. Como tarefa cognitiva, foi utilizado a Grade de Números e para o esforço físico máximo, o teste T-car. Os indicadores da VFC foram obtidos por meio do software Kubios HRV Analysis, que forneceu dados lineares e não lineares para investigação. Os dados fornecidos pela grade de números foram analisados por meio de planilhas no Excel. A pesquisa seguiu o delineamento de estudo de caso, de natureza correlacional onde as variáveis estudadas foram a variabilidade da freqüência cardíaca e o desempenho cognitivo, onde a VI foi o esforço físico e a VD foi a VFC. Os resultados indicaram que não houve diferenças significativas no desempenho cognitivo ao se comparar com antes e depois do exercício, apesar de apresentar quedas na acurácia, queda no tempo e na estabilidade para realização da grade de números no pós esforço. Verificou-se que houve diferenças significativas na VFC antes e depois do esforço máximo em algumas variáveis da VFC e que houve correlação média entre algumas variáveis da VFC e desempenho cognitivo. Há necessidade de um estudo que acompanhe os atletas individualmente para adequação de planilhas de treinamento e intervenção. Encontrou-se grande desvio padrão entre as variáveis da VFC, o que enfatiza a individualização do estudo. Sugere-se a criação de um banco de dados para elaboração de um perfil especifico do atleta de tênis e possíveis comparações de resultados. Como fator limitante, cita-se a quantidade da amostra, a falta de acompanhamento a longo prazo do atleta, falta de controle de variáveis como sono, fatores emocionais e estado de humor.<br>Abstract : The present study aimed to verify the effect of Heart Rate Variability in tennis players in cognitive testing before and after physical effort. It was intentionally selected 8 athletes with a mean age of 16.7 years. For registration of the Heart Rate Variability (HRV) a heart rate monitor from Polar RS800 was used. The measures were collected at baseline situations, cognitive activity at the grid of numbers and recovery before and after physical exertion. As a cognitive task, was used the grid numbers and for the maximum physical exertion, the T -car test. The indicators of HRV were obtained through the software Kubios HRV Analysis that provided linear and nonlinear data for research. The data supplied by the grid numbers were analyzed using Excel spreadsheets. The research followed the design of the single case study, the nature of the study was correlational, where the variables were heart rate variability and cognitive performance, where independent variable was the physical effort and the dependent variable was the HRV. The results indicated that there were no significant differences in cognitive performance when compared with before and after exercise, despite a drop in accuracy, decrease in time and stability to perform the grid of numbers on post effort. It was found that there were significant differences in HRV before and after maximal exercise in some HRV variables and that there was a medium correlation between variables of HRV and cognitive performance. There is need for a study to monitor the athletes individually for suitability of spreadsheets for training and intervention. It was found a large standard deviation between the variables of HRV, which emphasizes individualization study. It is suggested the creation of a database for the development of a specific tennis player profile and the possible comparisons of results. As a limiting factor it was the amount of the sample, the lack of long-term monitoring of the athletes, lack of control of some variables such as sleep, emotional factors and mood

Topics: Psicologia, Frequencia cardíaca, Cognição, Tenistas, Aspectos psicológicos, Fadiga, Aspectos psicológicos
Year: 2013
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/123026
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.