Location of Repository

O programa Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro e sua relação com as ações pedagógicas na sala de aula

By Joice Eloi Guimarães

Abstract

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2013.Nesta pesquisa buscamos analisar a inserção das ações propostas pelo programa Olimpíada de Língua Portuguesa - Escrevendo o Futuro (OLP) nas práticas pedagógicas realizadas nas aulas de Língua Portuguesa. Para a realização da pesquisa, destacamos para acompanhar, do conjunto de ações do referido programa, duas situações ou eventos: as etapas de formação presencial dirigidas a professores nos anos de 2011 e 2012, na região da grande Florianópolis (SC), e a prática de um docente em uma escola do município de São José, integrante dessa região, no ano de 2012, com alunos do sexto ano da educação básica. O critério de escolha desse docente baseou-se no fato de este ter assumido, em sua prática pedagógica, o trabalho com a metodologia proposta pelo programa OLP, a das sequências didáticas, alicerçada, fundamentalmente, nas discussões de Schneuwly e Dolz e que prevê o estudo dos gêneros do discurso. Fundamentada na teoria do dialogismo de Bakhtin e demais autores integrantes de seu Círculo, a metodologia de pesquisa orientou-se pela perspectiva sócio-histórica. Dessa linha teórica, como foco das reflexões de nossa investigação, elegemos o conceito de enunciado concreto e, como categorias de análise, os conceitos de cronotopo, tema e entonação, componentes do contexto extraverbal. Os dados da pesquisa foram gravados em áudio e também registrados em diário de campo. Pela análise dos dados coletados foi possível avaliar o trabalho do professor no contexto da organização espaçotemporal direcionada ao desenvolvimento da prática pedagógica assumida com base nos pressupostos da OLP. Nesse novo cronotopo tornou-se imperativo observar se houve ou não aproximação, no estabelecimento do diálogo, entre as ações desenvolvidas com base na metodologia da OLP e as ações curriculares cotidianas de Língua Portuguesa, fundamentadas nas orientações oficiais, uma vez que, segundo Bakhtin, no confronto de vozes resultantes de um diálogo, manifestam-se forças centrípetas (que unificam e centralizam o discurso) e forças centrífugas (que descentralizam o discurso), instalando a tensão entre o "dado" e o "novo" e, no caso em questão, entre o que é conhecido, historicamente sedimentado, homogeneizador e estabilizador dos discursos da esfera escolar e o que propõe a abertura para a mudança. No caso desta pesquisa, averiguamos que o docente viveu essa tensão, em seu aprendizado de ensinar a ensinar e ensinar a aprender, mostrando-se, todavia, sempre aberto ao novo. O ensino dos gêneros, conforme a pesquisa nos permitiu observar, ainda carece, no contexto escolar, de reflexões teórico-metodológicas mais aprofundadas e de orientações mais sólidas e seguras. Entendemos ser esta também uma das causas da tensão manifestada na prática do docente sujeito da pesquisa, uma vez que este, ao tentar desenvolver integradamente as dimensões da língua e do discurso, concedeu ênfase aos aspectos formais da língua. Apesar disso, avaliamos que seu trabalho foi enriquecido pelos aspectos positivos alcançados. Um desses aspectos diz respeito ao papel que assumiu como mediador entre as práticas curriculares cotidianas e as do programa da OLP, conseguindo promover a integração entre as duas, o que consideramos um avanço em seu trabalho pedagógico. Nesse processo de (re)conhecimento e de desenvolvimento da metodologia proposta pela OLP, pudemos observar também o envolvimento dos alunos - partícipes que são da interação na sala de aula ? pela demonstração de curiosidade e receptividade frente a este outro jeito de ensinar. As interações dos sujeitos - professor e alunos - no espaço da sala de aula constroem relações de sentidos específicas e particulares a cada contexto de ensino, possibilitando-nos, contudo, uma compreensão para além desse contexto. Um desses sentidos é o de que as mudanças nas práticas de ensino de Língua Portuguesa no ambiente escolar se dão nas fronteiras entre o que os sujeitos reconhecem e validam como ensino da língua e as novas propostas que assumem ou possam vir a assumir em seus atos. Esse embate é constructo do diálogo ininterrupto do qual esses sujeitos fazem parte e ao qual respondem ativamente. Finalmente, podemos afirmar que, tanto para o professor quanto para os alunos, a inserção do programa OLP em sala de aula representou um novo caminhar rumo à conquista progressiva da autonomia discursiva.<br>Abstract : This research aims at analysing the insertion of actions proposed by the Portuguese Language Olympics - Writing the Future (PLO) program in pedagogical practices carried out in Portuguese Language classes. For the execution of the research, two events were chosen from the set of actions of the program: the steps of face-to-face training addressed to teachers in the years of 2011 and 2012 in the macro-region of Florianopolis (Santa Catarina - Brazil), and a teacher's practice in a school located in the region's city of São José in the year of 2012, with 6th grade students. The choice of this particular teacher was based on the fact that, in his pedagogical practice, he has incorporated the methodology of didactic sequences proposed by the PLO program, which are based on discussions from Schneuwly and Dolz and calls for the genres of discourse study. The methodology of this research followed a socio-historical perspective based on Bakhtin' theory of dialogism. From this theoretical background, as the focus of our reflexions we used the concept of concrete utterance and, as categories of analysis, the concepts of chronotope - theme and intonation - which are part of the extra-verbal context. The research data was recorded in audio and well as registered in a journal. Through the analysis of these data it was possible to assess the teacher's work in the spatial and temporal organization context towards the development of pedagogical practices carried out according to the PLO's resolutions. Observing whether or not there was an approach, in the establishment of dialog, between PLO's methodology-based actions and Portuguese Language curricular actions based on the official orientation became imperative in this new chronotope, since, according to Bakhtin, in the confrontation of voices in a dialog, the centripetal force (which unifies and centralizes the discourse) and the centrifugal force (which decentralizes the discourse) are shown, creating tension between the "given" and the "new" or, in the present case, between what is known, historically settled, homogenizer and stabilizer of discourses in the school sphere, and what poses an opening for change. In this particular research, it was found that the teacher experienced that tension in his learning in teaching how to teach and teaching how to learn, nonetheless remaining with an open mind to the new. The teaching of genres, according to what was shown in the research, still needs, in the school context, deeper theoretical-methodological reflection and more solid and reliable orientations. It is understood that this is also one of the causes of the manifested tension in the teacher's practice, seeing that when he was trying to develop equally the dimensions of language and discourse, he emphasized the formal aspects of language. However, we assess that his work was enriched through the positive aspects reached. One of these aspects concerns the role taken by the teacher as mediator between ordinary curricular practices and the ones of the PLO program, managing to promote the integration between them - what we consider to be an advance in his pedagogical work. In this process of acknowledgement and development of the PLO's proposed methodology, it was possible to see also the students' engagement - being them participants in the classroom interaction - through the demonstration of curiosity and receptiveness to this different way of teaching. The interactions between subjects - teacher and students ? in the classroom environment build specific and particular relations of meaning in each teaching context, enabling a comprehension beyond this context. One of these meanings is that changes in the Portuguese Language teaching practices in school environments happen in the borderline between what the participants recognize and certify as language teaching and the new proposals that are (or could be) incorporated in their actions. This conflict arises from the uninterrupted dialog in which the participants take part and to which they actively respond. Finally, it is certain to say that, for both teacher and students, the insertion of the PLO program in the classroom represented a new approach to the progressive achievement of discursive autonomy

Topics: Educação, Professores -, Formação, Santa Catarina, Lingua portuguesa, Estudo e ensino, Aprendizagem, Analise do discurso
Year: 2013
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/122785
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.