Location of Repository

Apoio social e síndrome da fragilidade em idosos residentes na comunidade

By Fabienne Louise Juvêncio dos Santos Amaral

Abstract

Introdução: A fragilidade em idosos é resultado de uma complexa interação entre diversos fatores clínicos e sociais envolvidos na sua gênese. Embora haja um entendimento sobre sua associação ao maior risco de ocorrência de desfechos clínicos adversos, ainda não se sabe se essa síndrome pode ser agravada devido à ausência do apoio social. Assim, o objetivo deste estudo foi analisar a associação entre o apoio social e a síndrome da fragilidade em idosos residentes na comunidade. Materiais e métodos: Estudo observacional analítico de caráter transversal, com uma amostra de 300 idosos residentes do município de Natal-RN. Foram coletadas informações sobre os dados sociodemográficos, econômicos e saúde física. O apoio social foi avaliado por meio do status de coabitação; situação conjugal; índices de freqüência e diversidade de contatos; índices de freqüência de ajudas recebidas e prestadas; e Mapa Mínimo de Relações do Idoso. A fragilidade foi avaliada mediante os seguintes critérios: perda de peso não intencional, fraqueza, baixo nível de atividade física, exaustão e lentidão. Para se observarem as possíveis associações existentes, foram realizados o teste qui-quadrado de Pearson, test t de student e análise multivariada por regressão logística binária, adotando-se um nível de significância de 5%. Resultados: Observou-se que não foram observadas associações da fragilidade com as variáveis do apoio social, com exceção da modalidade tarefas domésticas (p=0,046) do MMRI. Referente aos dados sociodemográficos, econômicos, de saúde física e apoio social, apenas a idade (p<0,001), sedentarismo (p=0,002) e saúde percebida insatisfatória (p=0,001) foram as que permaneceram no modelo de regressão logística, com forte associação para a presença de fragilidade. Conclusão: Dentre as variáveis relacionadas com o apoio social, apenas a ajuda nas tarefas domésticas esteve associada significativamente à fragilidade. No entanto, mais estudos precisam ser desenvolvidos para caracterização da vulnerabilidade social, como também serviços de saúde necessitam reconhecer a importância do apoio social como parte integrante da prestação de cuidados aos idososIntroduction: The frailty in the elderly is the result of a complex interplay between many social and clinical factors involved in its genesis. Although there is an understanding of its association with increased risk of adverse clinical outcomes, still it is unclear whether this syndrome can be aggravated due to lack of social support. So, the objective of this study was to analyze the association between social support and frailty syndrome in elderly community residents. Materials and methods: Observational analytical cross-sectional study, with a sample of 300 elderly living in the city of Natal-RN. Were collected informations about socialdemographic, economics and physical health data. The Social support was assessed by the status of cohabitation; marital status; contact frequency and diversity rate; received and given attendance frequency rate; and Map Minimum Relations of the Elderly. The frailty was assessed using the following criteria: unintentional weight loss, weakness, low physical activity, exhaustion and Slowness. To observe any possible associations, we performed the Pearson chi-square test, the Student t test and multivariate analysis using binary logistic regression, adopting a significance level of 5%. Results: It was observed that there were no associations of frailty with the social support variables, except for housekeeping mode (p = 0.046) of the MMRI. For the sociodemographic, economic, physical health and social support data, only age (p <0.001), sedentary lifestyle (p = 0.002) and poor perceived health (p = 0.001) were the ones that remained in the logistic regression model, with strong association for the presence of frailty. Conclusion: Among the variables related to social support, only to help with housekeeping was significantly associated with frailty. However, more studies need to be developed to characterize the social vulnerability, as well as health services need to recognize the importance of social support as an integral part of care for the elderl

Topics: Envelhecimento, Idoso fragilizado, Apoio social, Aging, Frail elderly, Social support, CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Year: 2014
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFRN:oai:repositorio:123456789/16710
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.