Location of Repository

Um tecido encharcado de tensões: as formas elementares da memória do SINDITÊXTIL - Bahia

By Helyom Viana Telles

Abstract

O presente trabalho tem como objetivo analisar a memória social do Sinditêxtil - Bahia. Compreendemos a memória como uma importante dimensão constituinte das classes sociais e procuramos investigar as diferentes variações que a memória pode assumir no interior de um mesmo grupo, atentando para o modo como o enquadramento social da memória foi realizado a partir de experiências culturais como trabalho, gênero, ideologia política e geração. Esse não é um processo pacífico. Construção social da memória envolve um conjunto de lutas pelo controle das representações sobre o passado implicando na produção de lembranças e esquecimentos. Metodologicamente, nos valemos de contribuições oriundas da história oral e das ciências sociais, em particular, a técnica da entrevista narrativa. Concluímos que na memória social do Sinditêxtil - Bahia há duas formas narrativas essenciais e um elemento afetivo que atuam como centros semânticos que estruturam e conferem significados às demais narrativas, constituindo-se enquanto as suas formas elementares, a saber, a narrativa da tomada do sindicato, a narrativa das lutas heróicas travadas nos anos 1980 em prol dos direitos dos trabalhadores e da redemocratização do Brasil. Há também o sentimento de orgulho nostálgico em relação a esse passado recordado. O período anterior a 1982 é remetido ao esquecimento e marcado com sinais negativos. A memória das diretoras e dos diretores mais antigos é permeada por um forte enquadramento partidário, não observável nos diretores mais novos. Para os primeiros, a história da instituição sindical confunde-se com a história do controle do seu grupo partidário sobre a instituição. This work has as purpose to analyze the social memory of Sinditêxtil - Bahia. We understand memory as an important dimension that comprises the social classes and we sought to investigate the different variations that memory can take within a same group, highlighting the way how the social fitting of memory was carried out from cultural experiences such as work, gender, political ideology and generation. This is not a peaceful process. The social construction of memory comprises a set of fights for the control of the representations on the past, causing the production of remembrances and oblivions. Methodologically, we make use of contributions from the oral history and social sciences, in particular, the technique of narrative interview. We concluded that in the social memory of Sinditêxtil - Bahia, there are two essential narrative forms and an affective element that act as semantic cores, structuring and giving meanings to the other narratives, constituting as its elementary forms, namely, the narrative of takeover of the labor union, the narrative of the heroic fights that occurred in the 1980’s for the worker’s rights and the redemocratization of Brazil. There is also the feeling of nostalgic proud regarding this remembered past. The period before 1982 is sent to the oblivion and is marked with negative signs. The memory of the older directors is covered by a strong partisan fitting, which is not noticeable in the younger directors. For the former, the history of the union institution mixes up with the history of the control of their partisan group over the institution

Topics: Memória, Gênero, Sindicato, Memory, Gender, Union, Sociologia
Year: 2013
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFBA:oai:192.168.11:11:ri/13617
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.