Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

A necrópole romana do Casal do Rebolo (Almargem do Bispo, Sintra)

By Alexandre Marques Gonçalves

Abstract

Tese de mestrado, Arqueologia, Universidade de Lisboa, Faculdade de Letras, 2012Trabalhos de prospecção realizados na década de 1980 identificaram no Casal do Rebolo (Sintra) materiais que indicavam a ocupação do local durante a Idade do Ferro e época romana. Recentemente, trabalhos de escavação desenvolvidos no local permitiram identificar uma necrópole e algumas estruturas que documentam a existência de uma villa naquele sítio, encontrando-se as duas áreas separadas por uma linha de água. Neste trabalho são apresentados os contextos funerários, como parte principal deste estudo, mas também as principais evidências da parte habitacional. A necrópole foi utilizada provavelmente desde o fim do século II d.C. até ao século IV d.C., coincidindo com uma fase de transição de rituais, com progressivo abandono da incineração e adopção da inumação como ritual principal, situação que está documentado neste conjunto de enterramentos. É também discutida a funcionalidade das estruturas hidráulicas documentadas na necrópole e a sua eventual relação com os contextos funerários. As estruturas e materiais identificados na parte habitacional, designadamente um hipocaustum, a presença de centenas de tesselae fora do seu contexto original, de terra sigillata e de alguns elementos arquitectónicos, apontam para que correspondam à pars urbana da villa, não sendo de excluir a localização das termas naquele local. O estudo de materiais revelou que a villa teve uma ocupação praticamente contemporânea da necrópole.Abstract: Prospecting work carried out in the 1980’s identified materials in Casal do Rebolo (Sintra), which bear witness to the occupation of the site during the Iron Age and the Roman times. The excavation work undertaken in the past few years on that site uncovered a necropolis and some structures that document the existence of a villa on that site. This paper lays down the funerary contexts as main part of this study, but also the main evidence of the habitation part. The necropolis was probably used from the end of the 2nd century AD to the 4th century AD, coinciding with a ritual transition phase, with a gradual abandonment of cremation and the adoption of inhumation as the main ritual, as documented in this set of burials. The functionality of the hydraulic structure documented in the necropolis is also discussed, as well as its eventual connection with the funerary contexts. The structures and materials identified in the habitation part, namely a hipocaustum, the presence of hundreds of tesselae outside their original context, terra sigillata and some architectural elements suggest that they correspond to the pars urbana of the villa; in addition to this, we also have to consider the location of thermal baths on that site. The study of the materials revealed that the occupation of the villa was practically contemporary with the necropolis

Topics: Necrópoles romanas - Almargem do Bispo (Sintra, Portugal), Escavações arqueológicas - Almargem do Bispo (Sintra, Portugal), Vestígios arqueológicos romanos - Almargem do Bispo (Sintra, Portugal), Arquitectura funerária - Almargem do Bispo(Portugal), Teses de mestrado - 2012
Year: 2011
OAI identifier: oai:repositorio.ul.pt:10451/6940

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.