Location of Repository

Hospedeiros de microorganismos patogénicos: detecção e caracterização de amibas de vida livre

By 1983- Rodrigo Mamede dos Santos Costa

Abstract

Tese de mestrado. Biologia (Biologia Humana e Ambiente). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011O interesse microbiológico e clínico pelas amibas de vida livre têm vindo a crescer nas últimas décadas graças à demonstração da sua patogenicidade em indivíduos imunodeprimidos e do seu papel como reservatório de microorganismos potencialmente patogénicos (microorganismos resistentes às amibas) como por exemplo Legionella pneumophila e vírus da família Mimiviridae. Estes são resistentes à destruição após serem fagocitados, existindo em associação com a amiba hospedeira e com a qual podem desenvolver diversos tipos de interacções que nalguns casos tem implicações na sua evolução e patogenicidade, particularmente na selecção de características de virulência e resistência a antibióticos e defesas celulares do hospedeiro animal. Esta associação facilita também a entrada dos microorganismos no hospedeiro, na qual as amibas funcionam como “cavalos de Tróia”, ocultando a presença dos microorganismos resistentes às amibas. O presente trabalho teve como objectivo isolar, identificar e caracterizar, pela primeira vez em Portugal, amibas presentes em meio hospitalar e marinho, e investigar a presença de potenciais microorganismos resistentes às amibas nos isolados. No decurso da tese foi desenvolvido um conjunto de metodologias que permitiram isolar, cultivar, identificar e observar por microscopia óptica e electrónica amibas dos dois ambientes estudados. Isolaram-se sete tipos morfológicos diferentes de amibas e identificaram-se molecularmente três delas como pertencentes ao género Acanthamoeba. O isolado hospitalar foi identificado como pertencente à espécie Acanthamoeba castellanii. Num dos isolados de amibas marinhas foi detectada a presença de um microorganismo resistente às amibas.The microbiological and clinical interest for free-living amoebae has been growing in the last decades due to the demonstration of their pathogenicity for immunocompromised individuals and for their role as reservoir of potentially pathogenic microorganisms (amoeba resistant microorganisms) such as Legionella pneumophila and Mimiviridae family viruses. These are resistant to destruction after phagocytosis, living in association with the amoebal host with which several types of interaction can develop, particularly in the selection of virulence traits and resistance to antibiotics and the animal host’s cellular defences. This association also facilitates the entry of the microorganisms in the host, with the amoeba acting as a Trojan horse and hiding the amoeba resistant microorganisms. The objective of this project was to isolate, identify and characterize, for the first time in Portugal, amoebae present in marine and hospital environments, and search for potential amoeba resistant microorganisms in the isolates. During the work we developed a set of methodologies that enabled the isolation, cultivation, identification and visualization of the amoebae from the two environments by optical and electron microscopy. Seven different types of amoeba were isolated and three of them were molecularly identified as belonging to the genus Acanthamoeba. The hospital isolate was identified as Acanthamoeba castellanii. In one of the marine amoebae isolates we detected the presence of an amoeba resistant microorganism

Topics: Amibas de vida livre, Zonas húmidas, Hospitais, Teses de mestrado - 2011
Year: 2011
OAI identifier: oai:repositorio.ul.pt:10451/6130

Suggested articles

Preview


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.