REPOSITÓRIO ABERTO do Instituto Superior Miguel Torga

    Open Space – Estratégia e Concretização: o caso EDP Porto

    No full text
    Este estudo centra-se numa investigação sobre o conceito de trabalho em open space na nova sede no Porto da empresa Energias de Portugal - SA, tendo em conta a estratégia implementada e os resultados conseguidos. Para isso, dissecámos as premissas apresentadas aos trabalhadores na cerimónia de inauguração do novo espaço - “O Open Space opera como plataforma de comunicação e de partilha de informação” e “O Open Space responde às necessidades dos trabalhadores, criando ambientes de trabalho modernos e funcionais”. A fim de avaliarmos o campo empírico, construímos e enviámos em formato eletrónico para o e-mail de todos os trabalhadores da amostra um instrumento de medida que denominámos de open space (OS). As ilações retiradas estão baseadas nos resultados analisados e discutidos após processamento em SPSS - predictive analytics software and solutions e em reports gráficos. O open space da EDP Porto é um local moderno e funcional, privilegiado em relação à fluidez e partilha de informação, capaz de manifestar estratégias de negócio e de salientar aspetos da marca e da cultura da Empresa. A formação/informação sobre comportamentos e regras básicas a seguir na partilha de um mesmo espaço, as razões de negócio que levam a organização a mudar o espaço de trabalho, a par das vantagens que ambas as partes podem tirar do novo conceito, influencia positivamente ou negativamente a perceção da mudança e o estado emocional dos trabalhadores. O ruído, a temperatura ambiente, a concentração ou a privacidade, são alguns dos fatores que poderão variar com o layout e funcionam como condicionantes de uma maior ou menor satisfação ambiental. No entanto, existem sempre questões que permanecem pendentes e foi nesse contexto que deixámos algumas propostas para novas investigações num trabalho científico que nunca se esgota. / This study focuses on researching the concept of working in an open space in the new Oporto’s headquarters of the company Energias de Portugal - SA, given the strategy implemented and the results achieved. For this, we dissected the assumptions presented to workers at the inauguration ceremony of the new space - "The Open Space operates as a platform for communication and information sharing" and "The Open Space responds to the needs of workers, creating modern and functional workplaces". In order to evaluate the empirical side, we built and sent, in electronic format, an e-mail to all the workers of the sample with a measurement tool that we called the open space (OS). The conclusions are based on the results analyzed and discussed after being processed in SPSS - predictive analytics software and solutions and graphs in reports. The open space of the EDP Oporto is a modern and functional place, privileged in relation to fluidity and information sharing, capable of manifesting business strategies and highlight aspects of the brand and culture of the Company. The training/information on behaviors and basic rules to follow when sharing the same space, the business reasons that lead the organization to change the workspace, along with the advantages that both parties can benefit from the new concept, influence positively or negatively the perception of change and the emotional state of workers. Noise, temperature, concentration or privacy, are some of the factors that may vary with the layout and function as constraints in a greater or lesser environmental satisfaction. However, there are always issues that remain outstanding and it was in this context that we made some proposals for further research in a scientific paper that never runs out

    O impacto dos sintomas depressivos no défice cognitivo em idosos institucionalizados

    Get PDF
    Os sintomas depressivos relacionam-se com o défice cognitivo em idosos, mostrando várias investigações que os doentes com sintomas depressivos perdem algumas competências cognitivas, como a sua concentração, atenção, dificuldades de memória, aprendizagem, fluência verbal e funções executivas (Ávila e Bottino, 2006; Chodosh, Reuben, Albert e Karlamangla, 2007; Crocco e Loewenstein, 2010; Gotlib e Joormann, 2010). Os sintomas depressivos e o défice cognitivo constituem risco para a demência (Mariani, Monastero e Mecocci, 2007), mas, pela análise da literatura não fica claro se os sintomas depressivos aumentam o risco para o défice cognitivo (Ganguli, Du, Dodge, Ratcliff e Chang, 2006; Gotlib e Joormann, 2010). Os objetivos do estudo são, assim, avaliar a prevalência dos sintomas depressivos em idosos institucionalizados com e sem défice cognitivo, verificar a relação entre sintomas depressivos e défice cognitivo e o impacto dos sintomas depressivos no défice cognitivo, controlando o potencial papel das variáveis sociodemográficas na análise preditiva

    Um Estudo sobre a Ludoterapia nas Dificuldades de Aprendizagem: estudo de caso

    Get PDF
    O objectivo deste estudo centra-se na análise reflexiva da importância do papel da técnica de Ludoterapia no apaziguamento das Dificuldades de Aprendizagem de uma criança. Para tal, debruçamo-nos num estudo de caso de uma criança de seis anos de idade, no qual, metodologicamente, é aplicada uma bateria de instrumentos em dois momentos distintos. Foram realizadas, no total, 25 sessões de Ludoterapia e de apoio psicopedagógico. A bateria de testes é composta pelas provas Bar-Ilan, Escala de Inteligência de Wechsler para a Idade Pré-Escolar e Primária e pela Bateria de Provas Fonológicas. Ao fim de 25 sessões de Ludoterapia, no segundo momento de avaliação verificou-se um desenvolvimento cognitivo adequado para a sua idade, ao contrário dos resultados do primeiro momento de avaliação

    Grupo de Ajuda Mútua e Qualidade de Vida dos Cuidadores dos Doentes de Alzheimer: um estudo sobre o GAM de Pombal

    Get PDF
    Perante a falta ou escassez das redes familiares, de amigos e vizinhos, os Grupos de Ajuda Mútua surgem como uma rede social de apoio que proporciona aos doentes de Alzheimer e seus cuidadores a mudança para melhorar a sua qualidades de vida. O objectivo do estudo foi analisar o contributo do Grupo de Ajuda Mútua na melhoria da qualidade de vida dos cuidadores dos doentes de Alzheimer. Utilizou-se uma abordagem essencialmente qualitativa, mas com alguns aspectos quantitativos, para entrevistar nove cuidadores e dois elementos da equipa técnica da Alzheimer Portugal- -Centro. As informações foram analisadas pela Analise de Conteúdo percorrendo dezassete categorias, onze referentes aos cuidadores dos doentes de Alzheimer: conhecimento da associação, conhecimento do GAM, instituições/organismos de apoio, integração no GAM, informação e formação, partilha de experiências e conhecimentos, rotina diária, contributos, necessidades, apoios do GAM e comunicação/ relacionamento com a equipa técnica. Foram ainda analisadas seis categorias referentes à equipa técnica: comunicação com os cuidadores, informação/formação, orientação para a prestação do cuidado, construção da capacidade pessoal e social, necessidades dos cuidadores e estratégias de intervenção. Este estudo permitiu identificar as necessidades dos cuidadores de doentes de Alzheimer e verificar de que modo o GAM possibilita o promoção da qualidade de vida deste cuidadores, que estratégias de intervenção utiliza

    Personal social network of young people in institutional care

    No full text
    Objetivos: A rede social pessoal tem sido considerada um fator de proteção importante para lidar com a adversidade. Este estudo pretende caracterizar as redes sociais pessoais de jovens em regime de acolhimento prolongado, comparando os resultados segundo o sexo. Métodos: Participaram neste estudo 84 jovens, 49 raparigas e 35 rapazes, com idades entre os 12 e os 20 anos (M ± DP = 15,26 ± 2,17), acolhidos em 6 Lares de Infância e Juventude do distrito de Santarém (Portugal), tendo sido avaliados com o Instrumento de Análise da Rede Social Pessoal para caracterizar as dimensões estrutural, funcional e relacional-contextual das redes. Resultados: As redes dos jovens em situação de acolhimento residencial são constituídas, em média, por 12 elementos, são fragmentadas, diversificadas e predominantemente compostas por familiares. O nível de apoio social percebido é elevado, especialmente na função emocional e informativa, registando-se uma elevada satisfação com o suporte social. A frequência de contactos com os membros da rede associa-se à distância geográfica. Quanto à análise segundo o sexo, os rapazes apresentam redes ligeiramente maiores e valorizam mais as relações familiares que as raparigas (p < 0,05). As raparigas identificam mais elementos de famílias amigas (p < 0,05), tendem a identificar redes mais diversificadas e mais densas, assim como percebem as relações como sendo mais simétricas (p < 0,05). As raparigas identificam redes maioritariamente femininas e os rapazes tendencialmente masculinas (p < 0,01). Os rapazes percebem maiores níveis de apoio informativo (p = 0,031), companhia social (p = 0,040) e acesso a novos contactos (p = 0,001). Conclusões: Este estudo confirma a importância da família para os jovens em regime de acolhimento, apesar da distância, da frequência de contactos e dos motivos subjacentes ao acolhimento. Estas conclusões remetem-nos para a importância de perceber a perspetiva dos próprios jovens sobre as suas relações interpessoais, de forma a potenciar o suporte social informal e a planificar um processo de autonomização sustentado. / Aims: The social personal network has been considered an important protection factor when dealing with adversity. This study aims to characterize the social personal network of youngsters in foster homes during extended periods of time, by comparing the results according to sex. Method: Eighty-four young people participated in this study, 49 girls and 35 boys, aged between 12 and 20 years old (M = 15.26; SD = 2.17), living in 6 institutions of foster care from Santarém (Portugal). All were assessed through the Personal Social Networks Analysis Tool to characterize the structural, functional, and contextual/relational dimensions of networks. Results: The social network of youngsters in foster care are composed by 12 elements, in average, they are fragmented, diversified, and primarily composed of family members. The level of social support perception is high in the emotional and informative function, having a high satisfaction with social support. The contact frequency with the social network members is associated with the geographic distance. According to the sex, boys have networks slightly bigger than girls and they value more the family relations. Girls tend to identify more elements from “friend-families” (p < 0.05), they tend to identify more diverse and denser networks, and they see the relationships as more symmetric (p < 0.05). Girls identify networks mainly feminine and boys tendentiously masculine (p < 0.01). Boys recognize a higher level of informative support (p = 0.031), companionship (p = 0.040), and access to new contacts (p = 0.001). Conclusions: This study confirms the relevance of family to the young people in foster care, despite the distance, the frequency of contacts, and the underlying reasons that lead them to foster homes. These findings leads us to the importance of understanding the perspective from young people themselves about their interpersonal relationships, in order to enhance the informal social support and to plan a supported autonomization process

    Funções Executivas (Frontal Assessment Battery), Capacidade Visuo Construtiva e Memória (Rey Complex Figure) numa Amostra de Idosos sob Resposta Social

    Get PDF
    Introdução: As funções executivas (FE) têm sido sistematicamente associadas ao funcionamento dos lobos frontais e sabemos que o declínio cognitivo se associa a piores resultados em provas que avaliam estas funções. Para além de pretendermos analisar se um teste que avalia as FE (Frontal Assessment Battery/FAB) discrimina idosos com/sem declínio cognitivo, avaliado através do Montreal Cognitive Assessment (MoCA) e se existem associações entre os resultados obtidos com a Figura Complexa de Rey-Osterreith/FCR-O (qualidade da cópia, memória de 3 e de 20 minutos) e a presença/ausência de declínio cognitivo, queremos sobretudo analisar se a qualidade e exactidão da cópia (capacidade visuo construtiva) e a memória de 3 minutos na FCR-O se associam ao resultado obtido com a FAB, dado que as duas provas estão supostamente associadas às FE e ao funcionamento dos lobos frontais avaliados com o FAB, por oposição à memória de 20 minutos (supostamente associada à área temporal, não avaliada pela FAB). Não deixámos de considerar, ainda, a associação entre as variáveis sociodemográficas e os resultados na FAB, na FCR-O e no MoCA. Metodologia: A amostra total incluiu 556 idosos (média de idades, M = 80,2; Desvio-padrão, DP = 5,23; variação = 60-100) sob resposta social em diferentes instituições do Concelho de Coimbra que aceitou responder voluntariamente (ou cujos familiares/cuidadores concederam consentimento) a uma bateria de testes (incluindo questões sociodemográficas, a FCR-O, o MoCA e a FAB). Estas variáveis foram estratificadas de acordo com a idade e escolaridade dos idosos e dicotomizadas. Para testar os nossos objetivos recorremos a diferentes sub amostras compostas pelos sujeitos que tinham resultados nas provas cujas associações queríamos testar. Resultados: De acordo com o MoCA, 59,7% dos idosos apresentavam declínio cognitivo, com 73,9% a apresentar défice executivo ligeiro, de acordo com a FAB. Quanto à FCR-O, 24,0% dos idosos apresentavam défice práxico ligeiro a moderado, 73,9% défice mnésico visual a curto prazo leve (3 minutos) e 60.9% défice mnésico visual a longo prazo leve a moderado (20 minutos). Não se verificaram associações estatisticamente significativas entre o género, estado civil e tipo de resposta social e as três variáveis centrais do estudo (MoCA, FAB e FCR-O). Quer a FAB, quer a FCR-O (as três provas: qualidade e exatidão da cópia, memória de 3 e 20 minutos) revelaram associações com a ausência/presença de declínio cognitivo. Considerando as variáveis estratificadas pela idade e escolaridade dos idosos e dicotomizadas, um teste do qui quadrado para a independência mostrou que a prova qualidade da FCR-O não estava associada ao resultado na FAB (com/sem défice executivo), ao contrário da prova memória de 3 minutos da FCR-O, que se mostrou associada a este resultado. A prova memória de 20 minutos da FCR-O voltou a não estar associada à ausência/presença de défice executivo (usando o mesmo teste). Analisando as diferentes provas da FCR-O e a FAB, sem estratificação, correlações de Spearman confirmaram as associações encontradas, mas também entre a prova qualidade da cópia da FCR-O e a FAB. Conclusão/Discussão: Os resultados seguem a literatura quanto à associação entre a prova da FCR-O memória a curto prazo/3 minutos e as funções executivas (associadas aos lobos frontais e testadas através da FAB), por oposição com a memória a longo prazo que aparece, na literatura, como mais associada/ou envolvendo à/a área temporal e que, de facto, não se mostrou associada ao resultado na FAB. Os resultados não são tão claros/consensuais no que toca à prova qualidade da cópia da FCR-O

    Funcionamento Familiar, Comportamento de Crianças e Adolescentes e Variáveis Psicológicas Maternas: autocompaixão, autocriticismo e sintomatologia psicopatológica

    Get PDF
    Objetivos: 1) Analisar as associações entre as variáveis em estudo (funcionamento familiar e variáveis psicológicas maternas – autocompaixão, autocriticismo e sintomatologia psicopatológica – e o comportamento dos filhos (crianças e adolescentes). 2) Estudar as diferenças no funcionamento familiar, nas variáveis psicológicas maternas e no comportamento dos filhos em função das variáveis: idade, sexo e comportamento precoce do filho, faixa etária da mãe, nível de escolaridade dos pais, tipo de família, relação mãe-pai, história psiquiátrica da mãe e perceção dos rendimentos familiares. Método: A amostra foi constituída por 431 mães com idades compreendidas entre os 25 e os 59 anos de idade (M = 39,37; DP = 5,47), com filhos entre os 4 e os 17 anos de idade (M = 8,77; DP = 3,87), sendo a maioria (55,5%) do sexo masculino. As mães foram convidadas a participar neste estudo e foram avaliadas através do Questionário de Capacidades e Dificuldades (SDQ), Systemic Clinical Outcome Routine Evaluation (SCORE-15), Escala de Autocompaixão (SELFCS), Escala das Formas do Autocriticismo e Autotranquilização (FSCRS) e Inventário de Sintomas Psicopatológicos (BSI). Resultados: As correlações são maioritariamente significativas entre todos os instrumentos do estudo, observando-se associações mais elevadas entre a psicopatologia da mãe e o autocriticismo. Também se encontram associações do funcionamento familiar com a autocompaixão (negativas) e com o comportamento dos filhos (positivas). A história psiquiátrica da mãe está associada a mais autocriticismo e à perceção de mais dificuldades no comportamento dos filhos. Os filhos do sexo masculino e que tiveram alterações no comportamento precoce apresentam mais dificuldades comportamentais atualmente. Por fim, as mães entre os 50-59 anos identificam mais dificuldades familiares e as famílias reconstituídas percecionam mais dificuldades no comportamento dos seus filhos e têm pior funcionamento familiar. Discussão: Confirma-se a existência de uma associação entre o funcionamento familiar, variáveis psicológicas maternas (nomeadamente autocompaixão, autocriticismo e sintomatologia psicopatológica) e o comportamento dos filhos. Os resultados obtidos realçam a importância da intervenção junto dos pais, através da implementação de programas focados na parentalidade com o objetivo de maximar competências pessoais e familiares e promover o bem-estar. / Purpose: 1) Analyze the associations between the variables under study (family functioning and maternal psychological variables: self-compassion, self-criticism and psychopathological symptomatology) and the behavior of children and adolescents. 2) Study the differences in family functioning, maternal psychological variables and child behavior according to variables: age, sex and early behavior of the child, parent’s qualifications, mother-father relationship, mother's psychiatric history and perception of family income. Method: The sample consisted of 431 mothers aged between 25 and 59 years old (M = 39.37; SD = 5,47), with children between 4 and 17 years old (M = 8.77; SD = 3,87), being mostly 55, 5% male. Mothers were invited to participate in this study and were assessed through the Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ), Systemic Clinical Outcome Routine Evaluation (SCORE-15), Self-Compassion Scale (SELFCS), Forms Of Self Criticising and Self Reassuring Scale (FSCRS) and Brief Symptom Inventory (BSI). Results: Correlations are mostly significant among all study instruments, with higher associations between mother's psychopathology and self-criticism. There are also associations of family functioning with self-compassion (negative) and the behavior of children (positive). The mother's psychiatric history is associated with more self-criticism and more perceived behavioral difficulties. Male children who have had early behavioral changes present more behavioral difficulties today. Mothers aged 50-59 identify more family difficulties and reconstituted families perceive more difficulties in their children's behavior and have worse family functioning. Discussion: It is confirmed that there is an association between family functioning, maternal psychological variables (self-compassion, self-criticism and psychopathological symptomatology) and the behavior of children. The results show the importance of intervention with parents, through the implementation of parenting programs aimed at maximizing personal and family skills and promoting well-being

    O Serviço Social nas Autarquias e a sua Importância para o Desenvolvimento Social Local

    Get PDF
    Aprofundar o conhecimento do Serviço Social e reflectir sobre a prática profissional do Assistente Social e a criação de políticas sociais com vista ao desenvolvimento social local, nomeadamente, na Câmara Municipal da Batalha, constituíram o objectivo de estudo. A descentralização do Poder Central para o Poder Local, assente na proximidade ao cidadão, mantém-se em discussão na agenda política e ganha maior relevo na conjuntura actual, com a reforma do Poder Local. Contudo, até ao momento, as transferências no âmbito da Acção Social mantêm-se bastante genéricas e sem regulamentação. Por essa razão, o Poder Local intervém na área social sem que essas competências estejam delineadas pela tutela e muitas vezes sem o devido financiamento, deixando aos Executivos Municipais a decisão sobre a criação de políticas sociais. Neste sentido, com o intuito de assegurarem os interesses das suas populações, as Câmaras Municipais implementam medidas sociais de âmbito local, que se revelam mais ou menos intensas, consoante o importância que lhes é dada por cada Executivo, que define as áreas de intervenção prioritárias e quais os recursos disponíveis para investir no domínio social. O Serviço Social revela ser um importante recurso das autarquias na criação das políticas sociais locais, na medida em que o Assistente Social, ao conhecer o território e intervir mais próximo dos cidadãos, pode propor programas de desenvolvimento local, adequados aos interesses da população. No caso particular da Câmara Municipal da Batalha, reflectiu-se sobre a prática da Assistente Social e evocaram-se as políticas sociais por esta planeadas e desenvolvidas, revelando o seu contributo para o desenvolvimento social do concelho. Atestou-se, em género de conclusão, que, apesar do Assistente Social ter um papel cada vez mais preponderante na execução das políticas de desenvolvimento local, a sua prática profissional tem limitações por não ser capaz, por si só, de resolver problemas sociais de génese estrutural, influenciados pela conjuntura nacional e internacional

    A Perceção do Funcionamento Familiar e Saúde Mental dos Bombeiros

    Get PDF
    A literatura tem-se debruçado no estudo do funcionamento familiar em diferentes contextos familiares, de forma identificar quais as características que se associam a uma maior capacidade de ajustamento das famílias. Dada a pertinência da temática, optámos por estudar o funcionamento familiar e a saúde mental dos bombeiros portugueses. Participaram 232 bombeiros de diferentes corporações do país, 97 mulheres e 135 homens, com idades compreendidas entre os 18 e os 61 anos. O protocolo de investigação incluiu os seguintes instrumentos de recolha de dados: Questionário Sociodemográfico, Family Adaptability and Cohesion Evaluation Scale (FACES IV; Sequeira, Cerveira, Silva, Neves, Vicente, Espírito-Santo & Guadalupe, 2015) e Inventário de Saúde Mental (MHI-5; Pais Ribeiro, 2011). Os resultados evidenciam que bombeiros revelaram níveis elevados de bem-estar psicológico e de saúde mental. Também percecionaram o funcionamento das suas famílias como equilibrado, com uma boa comunicação, mas com uma baixa satisfação com a família. Conclui-se que é importante pensar intervenções no sentido do ajustamento ao contexto de adversidade com que os bombeiros de deparam, mantendo e melhorando a sua saúde mental, bem como potenciar o funcionamento ajustado das famílias para que estas se constituam como fontes de suporte e ajustamento. / Family functioning has been a issue of study in different family contexts, in order to identify the characteristics that are associated with a greater adjustment of families and individuals. Given the pertinence of the theme, we chose to study the family functioning and mental health of Portuguese firefighters. In this study participated 232 firemen, who belong to different corporations in the country, 97 women and 135 men, with aged between 18 and 61 years. The investigation protocol included the following instruments: Sociodemographic Questionnaire, Family Adaptability and Cohesion Evaluation Scale (FACES IV; Sequeira, Cerveira, Silva, Neves, Vicente, Espírito-Santo & Guadalupe, 2015) and Inventory of Mental Health (MHI-5; Pais Ribeiro, 2011). Results showed that firefighters have high levels of psychological well-being and mental health. They perceived the functioning of their families as balanced, with good communication, but with low family satisfaction. We conclude that it is important to develop interventions that promote adjustment to adversity and improvement of mental health. The adjustment of family functioning is very important, so that family constitutes a support source.AO (Author's Original

    A Criação de um Departamento de Felicidade: estudo de caso no Grupo Bernardo da Costa

    No full text
    Atualmente, ter colaboradores felizes faz parte da cultura de muitas organizações. A Felicidade no Trabalho é uma preocupação que tem vindo a crescer de dia para dia. Neste contexto, o objetivo deste trabalho de investigação passa por explorar um departamento de felicidade, recentemente criado numa empresa portuguesa. Foi realizada uma entrevista semiestruturada, de forma a poder responder à pergunta de partida e aos objetivos do trabalho. Ao analisar as repostas do inquirido, foi possível entender que a criação do departamento de felicidade foi uma boa opção. Os benefícios que traz consigo, contribuem claramente para a felicidade dos colaboradores e como consequência, para a produtividade da organização. Desta forma, pretende-se que este trabalho contribua para o crescimento desta área de investigação, que contribua para o mundo organizacional e que os gestores tomem em consideração estes benefícios que podem levar à Felicidade no Trabalho dos seus colaboradores. / Nowadays, having happy employees is part of many organizational cultures. Happiness at Work is a concern that has been growing day by day. In this context, the goal of this research was to explore a happiness department, recently created in a Portuguese enterprise. A semistructured interview was conducted, in order to answer the key question and the goal of this project. After analyzing the respondent’s answers, it was possible to conclude that the establishment of the happiness department was a great option. The benefits it brings clearly contribute to employee happiness and, as a result, to the productivity of the organization. Thus, it is intended that this paper contributes to the growth of this research area, to the organizational world, and that managers should take into consideration these benefits that can lead to Happiness at Work of their employees.AO (Author's Original
    REPOSITÓRIO ABERTO do Instituto Superior Miguel Torgais based in PT
    Repository Dashboard
    Do you manage REPOSITÓRIO ABERTO do Instituto Superior Miguel Torga? Access insider analytics, issue reports and manage access to outputs from your repository in the CORE Repository Dashboard!