Article thumbnail

A estátua amazônica: uma peça de Manuel Araújo de Porto Alegre

By Claudia Poncioni

Abstract

International audienceEm 1851, Araújo Porto-Alegre publicou na Biblioteca Guanabarense uma “comédia arqueológica”, A Estátua amazônica, sátira paródica da expedição do Conde Francis de Castelnau que, entre 1843 e 1847, percorreu a América do Sul para determinar o divisor de águas da bacia do Prata e do Amazonas. A peça de Araújo-Porto Alegre – nunca encenada – ao buscar criticar o olhar estrangeiro sobre o Brasil e suas riquezas naturais, através de um jogo de espelhos, apresenta também o retrato da sociedade erudita do Brasil do início do Segundo Império onde pintores, geógrafos, historiadores, arqueólogos, políticos e escritores construíam a imagem do império brasileiro e lutavam por um lugar ao sol

Topics: relatos de viagem, identidade nacional, [SHS.HIST]Humanities and Social Sciences/History, [SHS.LITT]Humanities and Social Sciences/Literature
Publisher: http://seer.ufrgs.br/index.php/brasilbrazil/
Year: 2015
OAI identifier: oai:HAL:hal-01494075v1
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://seer.ufrgs.br/index.php... (external link)
  • http://seer.ufrgs.br/index.php... (external link)
  • http://seer.ufrgs.br/index.php... (external link)
  • http://seer.ufrgs.br/index.php... (external link)
  • https://hal-univ-paris3.archiv... (external link)
  • https://hal-univ-paris3.archiv... (external link)
  • https://hal-univ-paris3.archiv... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.