Location of Repository

A Produção e o emprego industrial no Brasil e o impacto da abertura comercial (1990-2008)

By Luis Emmanuel Rodrigues Monteiro and Ivan Targino Moreira (thesis advisor)

Abstract

Analisou-se a liberalização comercial, o nível de emprego e a produção industrial no período entre 1990 e 2008. Em 1980, o Modelo de Substituição de Importações (MSI) sofreu com os efeitos retardados de três grandes choques adversos que estrangularam a balança de pagamentos gerando estagflação. Era evidente o MSI tinha se esgotado. O modelo adotado em 1990, o Modelo do Consenso de Washington, prega a liberalização comercial e financeira como base para uma economia de fundamentos macroeconômicos sólidos. Seus princípios foram postos em prática no Brasil através da PICE. Em relação à indústria, o período entre 1990 e 2008 foi um período de ganho extraordinário de produtividade. A relação entre produção industrial e desemprego total mostrou-se positiva entre 1990 e 2008, como prediz a Lei de Okun adaptada ao estudo da indústria. O Teorema SS demonstrou que para se incentivar o setor agropecuário deve-se facilitar a importação de maquinário e para incentivar o setor industrial deve-se tornar a mão-de-obra mais produtiva e barata. O Modelo de Blanchard demonstrou como os sindicatos de trabalhadores reagem diante das mudanças estruturais da economia. Durante a liberalização econômica e sob um quadro de crises externas, a força dos sindicatos se reduziu em relação à década de 1980. Como o processo de liberalização econômica trouxe consigo uma elevação do desemprego natural, os sindicatos perderam a força para defender eficientemente os interesses dos trabalhadores. O governo Lula marcou uma melhora nos indicadores de emprego e produção industrial. Não há como negar que a economia estável foi a melhor herança que o governo passado deixou para a gestão Lula. No entanto, sabe-se hoje, que o custo da política de estabilização e da liberalização comercial da década de 1990 poderia ter sido menor, caso o medo de se repetir os fracassos observados no próprio histórico e de outros países, quando sob pressão das crises econômicas internacionais, não tivesse levado a medidas extremas de contenção de demanda.

OAI identifier:

Suggested articles

Preview


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.