Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Metodologia da descoberta cientifica e inteligencia artificial

By Maria Eunice Quilici Gonzales

Abstract

Analisamos nesta dissertação questões relativas à descoberta científica e aos processos cognitivos subjacentes a atividade de resolução humana de problemas. No que diz respeito à descoberta científica, nossa análise limita-se basicamente a uma investigação dos trabalhos de Hanson e Simon sobre a lógica da descoberta científica. Quanto aos processos cognitivos subjacentes à atividade de resolução humana de problemas, nosso estudo estará apoiado nas idéias de Polya, Newell e Simon, Hintikka e Remes. O presente trabalho divide-se em duas partes centrais que se desdobram nos capítulos I-V. No capítulo I, iniciamos o estudo da descoberta confrontando os pontos de vista de Hanson e Popper sobre a lógica da descoberta científica. A seguir, com base nas obras de Buchanan Logics of Scientific Discovery e de Kuhn A Estrutura das Revoluções Científicas, desenvolvemos uma análise do conceito de descoberta e discutimos algumas dificuldades concernentes à noção da lógica da descoberta. Concluímos o capítulo I discutindo algumas das teses centrais que poderiam caracterizar uma metodologia da descoberta científica. No capítulo II, analisamos as principais teses de Hanson sobre a lógica da descoberta, em três secções que correspondem aos três estágios da obra desse autor. Iniciamos o capítulo discutindo as teses de Patterns of Discovery. A seguir, o artigo "Is There a Logic of Scientific Discovery?? é analisado e, finalmente, ?Retroductive Inference" completa a nossa análise do trabalho de Hanson. No capítulo III examinamos algumas idéias relativas a uma possível metodologia da descoberta científica. Iniciamos o capítulo investigando, com base na obra de Polya - A Arte de Resolver Problemas, uma área de estudos denominada "Heurística", a qual trata de métodos de resolução de problemas e de processos de descoberta. Após uma breve análise acerca da natureza dos problemas, discutimos a tese segundo a qual a descoberta científica pode ser entendida como um processo de resolução de problemas. Concluímos o capítulo apresentando um método conhecido como método de análise (o qual foi utilizado pelos antigos para a descoberta de provas de teoremas e soluções de problemas da geometria) e sugerindo que o estudo desse método poderia ser útil para uma análise da metodologia da descoberta científica. Nos capítulos IV e V, que constituem a segunda parte da tese, discutimos, respectivamente, a teoria de resolução de problemas de Newell e Simon e a teoria da descoberta de Simon, desenvolvidas na área de Inteligência Artificial. No capítulo IV I damos especial destaque ao estudo de um método conhecido nessa área como método heurístico de busca e mostramos em que sentido ele poderia ser entendido como uma versão do método de análise. No capítulo V apresentamos a teoria da descoberta elaborada por Simon, na versão psicológica e sociológica, de um lado, e na versão "lógica", de outro. Concluímos a dissertação fazendo um balanço daquilo que foi apresentado nos capítulos anteriores, e questionando as contribuições da Inteligência Artificial, no que diz respeito ao esclarecimento das noções apresentadas sobre o processo da descoberta científica Abstrac

Topics: Ciencia - Metodologia, Inteligencia artificial, Logica
Publisher: Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Year: 1984
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UNICAMP:oai:unicamp.br:vtls000052003
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.