Location of Repository

Efeitos de formulas experimentais do peroxido de carbamida a 10% com ou sem calcio ou fluor na microdureza e rugosidade superficial do esmalte dental humano

By Rogerio de Oliveira

Abstract

Alguns estudos têm sugerido que o contato dos agentes clareadores com a estrutura dental por um prolongado período de tempo possa afetar o conteúdo mineral e orgânico do esmalte. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de agentes clareadores contendo peróxido de carbamida a 10% (PC) com flúor (F) ou cálcio (Ca) sobre a microdureza (M) e rugosidade superficial (R) do esmalte dental humano. Para uma primeira etapa do trabalho, fragmentos de esmalte de 5x5 mm2 de terceiros molares foram incluídos em resina de poliestireno e polidos com lixas de Ab03 e pastas de diamante para que fossem feitas as análises de microdureza e rugosidade. Os espécimes foram divididos aleatoriamente em sete grupos experimentais (n = 14), os quais estão descritos a seguir: G1 (PC); G2 (PC + Ca 0,05%); G3 (PC + Ca 0,1%); G4 (PC + Ca 0,2%); G5 (PC + F 0,2%); G6 (PC + F 0,5%); e G7 (controle). Os agentes cIareadores foram diariamente aplicados durante 6 horas; por 14 dias. Entre os tempos de clareamento os espécimes foram armazenados em saliva artificial em estufa a 37° C. O grupo controle (G7) não foi submetido a nenhum tratamento clareador e permaneceu em saliva artificial. Testes de microdureza e rugosidade superficial foram realizados antes, ao final de 7 e 14 dias de clareamento e uma semana depois do tratamento clareador (21 dias). Os dados foram estatisticamente analisados pela ANOVA e teste de Tukey (p <0,05). Não houve diferenças estatísticas significantes na M e R entre os grupos durante os tempos de tratamento. Ao término do clareamento (14 dias), uma diminuição significante na M e um aumento na R foi observada para os grupos tratados com todos os agentes contendo PC. Em uma segunda parte do experimento, foi realizada apenas avaliações de microdureza e seguiu-se o mesmo protocolo de preparo dos corpos-de-prova da primeira etapa, sendo que o armazenamento em saliva artificial, foi substituído por armazenamento em 100% de umidade relativa sendo que o número de amostras era de 11 corpos de prova. Os valores de microdureza dessa etapa não foram estatisticamente diferentes do grupo controle. Os resultados sugerem que: (1) o clareamento com PC a 10% modifica a superfície do esmalte aumentando a rugosidade; (2) dependendo do meio de armazenamento dos espécimes entre as sessões de clareamento, a microdureza pode ser reduzida ou não alterada; (3) a presença de F ou Ca na composição dos agentes clareadores não influencia a microdureza e a rugosidade superficial do esmalte quando os espécimes foram armazenados em saliva artificial.Studies have suggested that the contact of bleaching agents with the teeth for a long period of time may affect the mineral and organic content of enamel. The aim of this study was to evaluate the effect of 10% carbamide peroxide (CP) with fluoride (F) or calcium (Ca) on enamel microhardness (M) and surface roughness (R). In the first part of the study, enamel fragments of 5x5 mmzwere obtained from sound third molars and were included in polystyrene resin and polished with AlzO3 sandpapers and diamond pastes. Specimens were randomly divided into the following experimental groups (n = 14): G1 (CP); G2 (CP + Ca 0.05%); G3 (CP + Ca 0.1%); G4 (CP + Ca 0.2%); G5 (CP + F 0.2%); G6 (CP + F 0.5%); and G7 (control- no bleaching treatment). Bleaching agents were daily applied for 6 hours, during 14 days. Between gel applications, specimens were stored in artificial saliva at 37°C. Microhardnesss and roughness tests were performed before bleaching and after 7 and 14 days of treatment. Data were statistically analysed by ANOVA and Tukey test (p <0.05). There were no significant differences in M and R among groups during bleaching treatment periods. At the end of bleaching regimen (14 days), a significant decrease in M was observed and an increase in R for groups treated with ali formulations of CP. For the second part, microhardness tests were performed and artificial saliva was not used. Specimens were submitted to whitening procedures during 14 days and there were no statistical differences among groups. Results suggest that (1) bleaching treatment with 10% CP may affect enamel surface, increasing roughness; (2) depending on the storage media enamel microhardness may decrease; (3) when specimens were kept in artificial saliva, bleaching agents containing F or Ca did not influence enamel microhardness and roughness

Topics: Dentistica, Dentes - Branqueamento
Publisher: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Odontologia de Piracicaba
Year: 2003
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UNICAMP:oai:unicamp.br:vtls000297135
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.