Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Uso dos Ministrs Non-CODIS 01 na prática forense: Estudo populacional de Santa Catarina.

By Bruna Viviane Vaz

Abstract

TCC(graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Biologia.Em muitos casos forenses a amostra de DNA encontra-se degradada ou contaminada por agentes interferentes, dificultando sua amplificação. Neste sentido, foram desenvolvidos ensaios com miniSTRs, pares de oligonucletídeos iniciadores localizados o mais próximo possível da região polimórfica repetitiva de interesse, diminuindo assim o tamanho do produto a ser amplificado. Para sua utilização na rotina forense são essenciais as etapas de validação e padronização dos protocolos bem como levantamento das frequências alélicas na população de origem das amostras. Visando a construção de bancos de dados comparativos, o presente trabalho propôs a implementação dos marcadores miniSTRs D10S1248, D14S1434 e D22S1045 na rotina de identificação forense do Estado de Santa Catarina. Uma amostra de 181 catarinenses, sem relação de parentesco entre si, doadores voluntários, foram genotipados para os locos D10S1248, D14S1434 e D22S1045 (miniplex Non-CODIS 01). Foram identificados dez alelos para o loco D14S1434, nove para D22S1045 e oito para D10S1248. O alelo mais frequente de todos os locos estudados foi o D22S1045*16, com uma frequência de 0,392 para a população total de Santa Catarina. Os alelos menos frequentes foram o D22S1045*10, D22S1045*12 e D10S1248*11, com uma frequência de 0,003 cada. As frequências alélicas obtidas foram comparadas às existentes em outras populações brasileiras e mundiais, sendo encontrada uma importante semelhança genética entre habitantes da região Sul do Brasil, e destes com populações europeias. Os três locos mostraram heterozigosidades maiores do que 0,7. Não foram detectados desvios significativos do equilíbrio de Hardy-Weinberg para nenhum dos marcadores. Os valores de FST e AMOVA indicam pouca ou nenhuma diferenciação genética (FST 0 – 0,05) entre as mesorregiões de Santa Catarina e entre as populações catarinense, gaúcha e paranaense. Os resultados obtidos neste trabalho corroboram a eficácia do miniplex NC01 para a identificação humana.In many forensic cases, DNA samples are highly degraded or contaminated by PCR interfering agents, making the amplification process very difficult. Trying to minimize these problems, studies with miniSTRs were developed, in which primers are moved as close as possible to the STR repeat region, thereby reducing the size of the product to be amplified. An essential step to begin utilizing these markers in forensic casework routine is to validate and standardize protocols and it is also necessary to establish allelic frequencies of the population of interest, so that a comparative database can be created. In this study, the objective is to implement the miniSTR markers D10S1248, D14S1434 and D22S1045 in the forensic routine of Santa Catarina state. A sample of 181 donors from Santa Catarina, unrelated to each other, were genotyped for the locos D10S1248, D14S1434 and D22S1045 (NC01 miniplex). The number of alleles per loco was ten for D14S1434, nine for D22S1045 and eight for D10S1248. The most frequent allele for all locos was D22S1045*16, with a frequency of 0,392, for the total population of Santa Catarina. The less frequent alleles were D22S1045*10, D22S1045*12 and D10S1248*11, with a frequency of 0,003 each. The obtained allele frequencies were compared to those existing in other Brazilian and Mundial populations, resulting in a significant genetic similarity between Brazilians from the South region and between these populations with Europeans. The three locos showed heterozygosity greater than 0,588. No significant deviations were detected for the Hardy-Weinberg equilibrium for all locos. The values of FST and AMOVA suggest little or no genetic differentiation (FST from 0 to 0,05) between Santa Catarina regions and between the whole Santa Catarina population and other Brazilian populations (Paraná and Rio Grande do Sul). The results of this study confirm the efficacy of miniplex NC01 for human identification

Topics: D10S1248, D14S1434, D22S1045, Genética Forense, Forensic Genetics
Publisher: Florianópolis, SC.
Year: 2012
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/132663
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.