Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Política de gestão de recursos materiais em enfermagem

By Maria Terezinha Honório

Abstract

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.O presente estudo trata da construção coletiva de uma Política de Gestão de Recursos Materiais Assistenciais, a partir de reflexões com os trabalhadores de enfermagem dos Serviços de Enfermagem Médica e Cirúrgica do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina (HU/UFSC). Nas instituições de saúde, em especial nos hospitais, a gestão de recursos materiais constitui-se numa questão particularmente importante, considerando a diversidade de materiais utilizados e o seu elevado custo. Entendendo a Enfermagem como aliada incontestável junto a esta gestão, buscou-se conhecer as percepções dos trabalhadores de Enfermagem em relação aos aspectos da política de recursos materiais da instituição, a importância dada a esses recursos, sua repercussão na assistência e a co-responsabilização no controle e emissão de pareceres técnicos. A busca por um espaço de reflexão-ação no ambiente de trabalho foi desenvolvida por meio de oficinas, com respaldo teórico-metodológico problematizador de Paulo Freire. Para facilitar a operacionalização dos pressupostos da problematização, lançou-se mão do esquema pedagógico proposto por Charles Maguerez, descrito por Bordenave e Pereira e, cuja trajetória pedagógica permitiu, a partir das percepções pessoais dos sujeitos do estudo a respeito da gestão de materiais, identificar os problemas relacionados àquela gestão, os pontos-chave seguindo da teorização, formulação de hipóteses de solução, definindo formas de aplicá-las para transformar a realidade. A trajetória pedagógica, aliada ao modelo de estrutura de encontro referenciado pelo Sistema de Aprendizagem Vivencial (SAV), propiciou uma maior interação dialógica, dinamizando os processos presentes no grupo, facilitando a aprendizagem, possibilitando emergir expressões de relevância para a construção do presente estudo. Para nortear o agir no desenvolvimento do mesmo, foram definidos pressupostos, fundamentados em Capella (1998). Como resultado da reflexão, foi evidenciado o reconhecimento da importância de construir, participativamente, uma política para gestão de recursos materiais, que norteasse as ações para a área. Indicaram um plano com ações voltadas à integração entre as áreas envolvidas na gestão de recursos materiais, que resultaria num maior envolvimento da Enfermagem. Para a construção da política, tomou-se por base as premissas filosóficas já existentes e aprovadas pela Diretoria de Enfermagem do HU, considerado-as o eixo aglutinador das diversas políticas. Utilizando-se essas premissas, categorizou-se as hipóteses de solução (ações), por afinidade/área, nominando, então, as políticas a serem desenvolvidas. O somatório de todas as políticas, descritivamente, conformou aquilo que chamamos de Política para a Gestão de Recursos Materiais da Diretoria de Enfermagem, do Hospital Universitário (PGRM/DE/HU-UFSC). Os sujeitos do estudo, demonstrando o potencial metodológico adotado, que colaborou na construção daquela política, afirmaram-se agentes-criativos, para a consolidação da PGRM para a Enfermagem, colocando-se como co-responsáveis em sua implementação. The present study deals with the collective construction of a Management Policy of Material Resources for Care, as taken from reflections of nursing workers of the Medical and Surgical Nursing Services of the University Hospital of the Federal University of Santa Catarina, Brazil (HU/UFSC). In health care institutions, especially hospitals, material resource management constitutes a particularly important issue, considering the diversity of materials utilized and their elevated cost. Understanding Nursing as an incontestable ally to this management, this study seeks to understand the perceptions of the nursing workers in relation to the policy aspects of material resources of the institution, the importance placed upon such resources, their repercussion in care and the co-responsibility of control and emission of technical reports. The search for a space for reflection-action in the workplace was developed through workshops, using the theoretical-methodological support of Paulo Freire's problem definition system. In order to facilitate the operationality of the presuppositions of defining the problem, the proposed pedagogical scheme of Charles Maguerez, described by Bordenave and Pereira was given up. Through personal perceptions of the subjects of the study concerning material management, the eventual pedagogical trajectory permitted an identification of the problems related to such management, the key points according to the theory, formulation of solution hypotheses, once forms of applying them in order to transform that reality were found. The pedagogical trajectory, allied to the structural meeting model referenced by the Living Learning System (SAV), provided a greater dialogical interaction, which made the processes present in the group more dynamic, facilitated learning, made it possible for relevant expressions to emerge for the construction of the present study. In order to guide the actions of the development of these processes, presuppositions were defined, based on Capella (1998). As a result of this reflection, recognition of the importance of participative construction of a management policy for material resources that guides the actions of this area was evidenced. A plan of actions geared towards integration among the areas involved in material resource management was indicated, which would result in a greater involvement on the part of nursing. The construction of such a policy was based on already existing philosophical premises. These premises were approved by the Nursing Directory of the HU and were considered the connecting link among diverse policies. Utilizing these premises, the solution hypotheses (actions) were categorized by affinity/area, then naming the policies to be developed. The sum of all these policies, descriptively, became was is called the Management Policy for Material Resources of the Nursing Directory, of the University Hospital (PGR/DE/HU/UFSC). The subjects of the study who demonstrated the adopted methodological potential and collaborated in the construction of this policy affirmed themselves to be creative-agents for the consolidation of the PGRM for Nursing, placing themselves as co-responsible members of its implementation

Topics: Enfermagem, Hospitais -, Administracao, Administração de material, Hospitais universitarios, Administração
Publisher: Florianópolis, SC
Year: 2005
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/102663
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.