Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Formação política dos integrantes de uma associação de usuários de um serviço de saúde mental

By Jeferson Rodrigues

Abstract

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem.Trata-se de estudo que faz análise crítica e reflexiva de uma prática assistencial que propõe a formação política de integrantes de uma associação de usuários de um serviço de saúde mental. Os integrantes do estudo foram pessoas que participam da associação de usuários, que convivem diariamente com o transtorno mental, cuja história de vida é marcada pela experiência da crise. Apóia-se no referencial teórico metodológico de Paulo Freire e nas teorias que informam o processo da Reforma Psiquiátrica Brasileira. Utilizou-se a metodologia problematizadora cujo objetivo visa aumentar a capacidade do indivíduo em se tornar um participante e um agente de transformação social, desenvolver no e com o indivíduo a capacidade de observar a realidade imediata ou circundante, detectar suas problemáticas, bem como recursos disponíveis e encontrar formas de organização para uma ação coletiva de resposta. Foram obedecidos os passos do Arco da Problematização de Maguerez: observação da realidade, situação problema, pontos chave, teorização, hipóteses de solução e as aplicações da realidade. Estes passos permitiram a aproximação com o contexto e a realidade individual e do grupo, contribuiram para a troca de informações, reflexões e construção de propostas de ações para as situações problemas encontrados. Foram abordadas as seguintes situações problemas: Formação Política; Direitos e Legislação no campo da Saúde Mental; Reforma Psiquiátrica; Controle Social; Relações de Poder; Organização Política de Usuários no Contexto da Saúde Mental; Teoria e Prática no campo da Saúde Mental. Nesta perspectiva, a construção de uma proposta de formação política em saúde mental baseia-se na premissa do respeito a sua especificidade, na clareza que o conceito deste processo tem para o grupo envolvido e de que forma este faz sentido na vida dos participantes. Para a formulação do processo da formação política é indicado planejá-la esta diante dos objetivos que se pretenda alcançar. Formação Política em Saúde Mental é uma prática reflexiva que busca desenvolver a consciência crítica por parte do usuário ou cidadão para objetivos a serem desenvolvidos de acordo com sua necessidade ético-político e existencial, contribuindo para militância e participação política, para o exercício da cidadania inventiva, da defesa de direitos e na intervenção no serviço de saúde mental, entre outros. This study refers to a critical and reflexive analysis of an assistential practice that provides a political formation of the integrants of an association of a mental health service. The study's participants were users of the association who have had daily experiences related to mental disorders and which histories are scared by the experiences originated by the crisis. It has its base on the theoretical methodological reference of Paulo Freire and the theories that inform the process of the Brazilian Psychiatric Reform. It was used the problematical methodology which objective is to reinforce the individual's capacity of become a participant and an agent of social transformation, to develop in and with the individual the capacity to observe the immediate reality, to detect his difficulties, as well as available tools and find ways of organization to promote a group action of response. The steps of the Arco da Problematizacao of Maguerez were followed: reality observation, problem situation, key points, theorization, solution hypothesis and reality applications. These steps allowed the approximation among the context and the individual and group's reality, contributed to exchanging of information, reflexions and construction of action proposals related to the problem-situation found. The following problem-situations were approached: Political Formation; Rights and Legislation in the Mental Health Segment; Psychiatric Reform; Social Control; Relationships of Power; Political Organization of Users in the Mental Health Context, Theory and Practice in the Mental Health Segment. Looking through this perspective, the construction of a proposal of political formation in mental health is based on the respect for its specificity, the clarity that the concept of this process has to the group involved and how it makes sense in the participant's life. To stimulate the process of political formation it is indicated to create a solid plan and be aware of the objectives that are aimed to achieve. Political Formation in Mental Health is a reflexive practice that aims to develop critical consciousness by the user or citizen towards the objectives that will be developed according to the ethical-political and existential necessity, contributing to political dedication and participation, the implementation of citizenship, defense of rights and intervention in the mental health service, and others

Topics: Enfermagem, Serviços de saude mental, Associações, instituições, etc., Aspectos politicos, Reforma psiquiátrica
Publisher: Florianópolis, SC
Year: 2005
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/102348
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.