Location of Repository

Avaliação do estresse oxidativo em humanos com doença periodontal

By Ivan Borges Junior

Abstract

Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pos-Graduação em Nutrição.As espécies reativas de oxigênio (ERO) estão continuamente relacionadas com o consumo de oxigênio nos organismos aeróbicos, incluindo os seres humanos. Sua produção é aumentada em eventos patológicos, como no processo inflamatório, dentre eles a doença periodontal. O principal objetivo do presente estudo foi avaliar a incidência do estresse oxidativo no tecido gengival em indivíduos com doença periodontal crônica. Dezoito indivíduos participaram do estudo e foram divididos em dois grupos (n=9 em cada grupo): controle (pacientes saudáveis # média de idade 46,77 ± 12,94 ), com profundidade de sondagem de até 3mm; e grupo experimental (pacientes com periodontite # média de idade 55,5 ± 11,32), com profundidade de sondagem entre 6-9mm. A avaliação nutricional baseou-se no consumo alimentar e em medidas antropométricas. Fragmentos de tecido gengival foram coletados para análise enzimática de antioxidantes: catalase (CAT), glutationa peroxidase (GPx), glutationa S-transferase (GST), glutationa redutase (GR); antioxidantes não enzimáticos: glutationa total (GT), glutationa reduzida (GSH); e biomarcadores do estresse oxidativo, tal como, glutationa oxidada (GSSG) e lipoperoxidação tecidual, avaliado como TBARS (substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico). A atividade da mieloperoxidase (MPO) também foi analisada. Em relação ao estado nutricional, foram obtidos os seguintes resultados no grupo controle: índice de massa corporal (IMC) = 24,88 ± 3,72; circunferência braquial (CB) = 30,30 ± 3,86; prega cutânea triciptal (PCT) = 14,55 ± 5,56; circunferência muscular do braço (CBM) = 24,23 ± 3,86. No grupo experimental índice de massa corporal (IMC) = 27,65 ± 4,32; circunferência braquial (CB) = 33,56 ± 2,66; prega cutânea triciptal (PCT) = 32,26 ± 10,76; circunferência muscular do braço (CBM) = 23,34 ± 3,12. O consumo alimentar do grupo controle (indivíduos considerados normais em relação ao estado nutricional) mostrou uma presença elevada de antioxidantes comparado ao grupo experimental (considerados indivíduos pré-obesos). Os indivíduos com doença periodontal mostraram um aumento da GSSG e concentrações de TBARS no tecido gengival, comparados ao pacientes saudáveis. Além disso, o grupo experimental, mostrou também um aumento da atividade da GPx, GST e MPO e concentrações de GT nos fragmentos gengivais analisados, quando comparado ao grupo controle. As atividades da CAT e da GR não apresentaram significância estatística entre os grupos. A análise das amostras obtidas em relação estado dos antioxidantes, atividade da MPO e o estado nutricional, sugere uma forte correlação entre biomarcadores do estresse oxidativo e doença periodontal, a qual provavelmente estava associada com o estado nutricional dos indivíduos pesquisados

Topics: Nutrição, Doença periodontal, Estresse Oxidativo
Publisher: Florianópolis, SC
Year: 2004
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFSC:oai:repositorio.ufsc.br:123456789/87288
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.