Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

The decentralization of the sector health in the municipal district of Campos of Goytacases in the decade of 90

By Viviane Aparecida Siqueira Ven??ncio

Abstract

Apresenta o perfil da descentraliza????o do setor sa??de no Munic??pio de Campos dos Goytacazes (RJ), no per??odo 1990-2000, a partir de requisitos definidos pelas Normas Operacionais B??sicas do Sistema ??nico de Sa??de (SUS), tais como habilita????o ao SUS, funcionamento do Conselho Municipal de Sa??de e municipaliza????o da rede de servi??os. Este trabalho apresenta as condi????es de gest??o assumidas pelo munic??pio durante a d??cada, em paralelo com os demais munic??pios da Regi??o Norte e Noroeste do Estado do RJ; reuni??es do CMS, programadas e realizadas, com participa????o por segmentos, funcionamento de suas comiss??es e seus pontos de pauta e resolu????es. Sobre a rede de servi??os, mostra o perfil de sua expans??o em termos de rede hospitalar, ambulatorial e SADTs e da rela????o entre os setores p??blico e privado. Por fim, na perspectiva de resultados da implementa????o do SUS, apresenta-se o perfil sanit??rio do munic??pio frente ?? m??dia do Estado do Rio de Janeiro. Possui, como pressuposto te??rico b??sico o conceito de descentraliza????o, entendido como um processo de transfer??ncia de poder decis??rio, no financiamento e gest??o, do n??vel nacional para n??veis subnacionais, o que necessariamente, aponta para redefini????es de pap??is, eselecimento de novas rela????es entre as tr??s esferas de poder, reorganiza????o institucional, reformula????o de pr??ticas e controle social. Pressup??e di??logo, negocia????o e pactua????o entre os atores que constituem a base de legitima????o das decis??es. Inicialmente descreve, a partir de marcos considerados importantes, a ocorr??ncia desse processo no Brasil. Em suas an??lises e conclus??es, indica avan??os e limites no processo de municipaliza????o realizado pelo munic??pio em estudo. Em linhas gerais, conclui que: houve descentraliza????o induzida por arranjos institucionais, apesar de uma habilita????o tardia. O Munic??pio ampliou suas responsabilidades com a Aten????o ?? Sa??de e realizou gest??o em sintonia com o Conselho Municipal de Sa??de. H?? necessidade de aprimoramentos relativos ?? organiza????o da rede de servi??os, em termos de hierarquiza????o e implementa????o do sistema de refer??ncia e contra-refer??ncia, e ?? capacidade de controle e parcerias com o CMS. Para a maioria das vari??veis epidemiol??gicas utilizadas, o Munic??pio alcan??ou resultados mais vantajosos que a m??dia do Estado do Rio de Janeiro

Topics: SISTEMAS LOCAIS DE SAUDE, DESCENTRALIZACAO, SUS (BR), CONSELHOS DE PLANEJAMENTO EM SAUDE
Year: 2001
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_FIOCRUZ:oai:localhost:icict/4933
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.