Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Efeitos metabólicos da ingestão de beta-glucanos em ratos com diabetes mellitus tipo 1 induzidos por estreptozotocina

By Raquel Vieira Lobato

Abstract

Objetivou-se investigar os efeitos hipoglicêmicos e hipolipidêmicos da ingestão de BG e para tal foram redigidos dois capítulos. No primeiro Capítulo, foi realizada uma revisão sistemática que teve como objetivo avaliar os efeitos dos BG sobre a glicemia e perfil lipídico de indivíduos diabéticos. Foi conduzida uma busca nas bases de dados Pubmed, Science Direct e Scielo, utilizando as palavras-chave: diabetes mellitus e beta-gucano e glicemia e humanos. Os resultados deste estudo destacaram que doses superiores a 6,0 g/indivíduo/dia por quatro semanas, ou doses maiores que 3,0 g/indivíduo/dia durante 12 semanas, foram suficientes para reduzir a glicemia, bem como melhorar o perfil lipoproteico de portadores de DM. No Capítulo 2, os efeitos metabólicos da ingestão de BG produzidos a partir de uma levedura (Saccharomyces cerevisae) em ratos diabéticos foram testados. Foram utilizados 24 ratos machos adultos da linhagem Wistar (peso inicial 250 ± 24,78 g), distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado em 4 grupos em modelo fatorial 2 x 2 (com e sem diabetes; com e sem BG). A indução do DM tipo I nos animais dos grupos diabéticos foi realizada com o uso de uma injeção intraperitoneal de 80mg/kg de estrepzotocina (após jejum de quatro horas) e aqueles que apresentaram glicemia de jejum acima de 300mg/dl foram considerados diabéticos. Quarenta e oito horas após a indução, os roedores receberam doses diárias de 30 mg/Kg de BG ou solução salina por gavagem durante 28 dias. Os animais dos grupos com DM apresentaram glicemia inicial maior do que os roedores controle, além de menor ganho de peso; bem como maior consumo de ração, ingestão de água e volume urinário. Níveis de colesterol total (CT), lipoproteína de baixa densidade + lipoproteína de densidade muito baixa (LDL-c + VLDL-c), triacilgliceróis (TAG), glicose e alanino aminotransferase (ALT) plasmáticos também foram superiores nos animais diabéticos (p<0,05), não havendo alterações nos níveis de lipoproteína de alta densidade (HDL-c). A ingestão de BG foi eficiente em reduzir as concentrações plasmáticas de glicose (30%), TAG (32%) e ALT (41%) (p<0,05). Não foram observadas alterações histopatológicas hepáticas em quaisquer dos grupos nem alterações na composição química de carcaça. Adicionalmente, os animais diabéticos apresentaram aumento na relação vilosidade:cripta (V:C) no duodeno, sem a interferência do BG. Desta forma, concluiu-se, a partir dos resultados observados, que os BG foram eficientes na atenuação dos efeitos indesejáveis do DM, sendo que, variações quanto à fonte, dosagem e tipo de beta-glucanos podem interferir nos resultados.Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, área de concentração em Ciências Veterinárias para a obtenção do título de Mestre

Topics: Doença metabólica, Diabetes mellitus, Carboidrato, Polissacarídeo, Glucana, Metabolic disease, Carbohydrate, Polysaccharide
Year: 2014
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFLA:oai:localhost:1/2094
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.