Location of Repository

Estrutura ocupacional e rendimentos nas macrorregiões brasileiras : estudo do período 2002-2007

By Adriana Evarini

Abstract

Este estudo tem por objetivo analisar a estrutura e o perfil das ocupações e seus efeitos sobre os rendimentos no Brasil e em suas macrorregiões no período de 2002 a 2007. Para tanto, utiliza-se a PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) como base de dados para traçar o perfil das ocupações, um modelo econométrico denominado "diferenças em diferenças" para investigar o efeito sobre o rendimento e o índice de Gini para medir a desigualdade do rendimento. Os resultados revelam para o Brasil e suas macrorregiões que os grupos ocupacionais denominados Dirigentes e Profissionais das Ciências e das Artes são brancos (exceto no Norte) e mais qualificados, apresentaram um maior crescimento da participação feminina, possuem rendimento mais elevado, estão mais presentes nas classes de renda AB e C. Os grupos dos Trabalhadores dos Serviços e da Produção são em maior proporção, são menos qualificados, porém apresentaram crescimento significativo nas faixas mais escolarizadas, ocupam a posição de empregados, têm entre 25 e 39 anos, possuem renda mais baixa, são mais alocados na classe E, embora tenham sua participação aumentada nas classes AB C e D. Não houve diferenças significativas em relação à variação da taxa de crescimento das ocupações (exceto no Nordeste) e uma queda na taxa de crescimento da renda em todo período em todos os grupos ocupacionais. Por fim, ressalta-se que os Trabalhadores dos Serviços Administrativos e dos Serviços contribuíram para a queda da desigualdade dos rendimentos em todas as regiões brasileiras.This study aims to analyze the structure and profile of occupations and their effects on earnings in Brazil and its macro-regions in the period 2002 to 2007. For this, we use the PNAD (National Household Sample Survey) as a database to profile occupations, an econometric model called the "difference-in" to investigate the effect on income and Gini index to measure income inequality. The results show for Brazil and its geographical regions occupational groups called Managers and Professionals in Science and Arts are white (except in the north) and more skilled, showed a greater increase in female participation, have higher income, are more present in income classes AB and C. Groups of Workers and Production Services are in greater proportion, are less qualified, but showed significant growth in the bands more educated, occupy the position of employees are between 25 and 39, have lower incomes, most are assigned in class And, although they have increased their participation in classes AB C and D. No significant differences regarding changes in the growth rate of occupations (except the Northeast) and a decrease in the rate of growth of income in every period in all occupational groups. Finally, we emphasize that the Workers' Services and Administrative Services contributed to the decline in income inequality in all regions

Topics: Economia regional, Macrorregiões - Brasil, Renda (Agricultura), Renda - Distribuição, Regional economics, Income distribution, Macroregions
Publisher: Universidade Estadual de Londrina. Centro de Estudos Sociais Aplicados. Programa de Pós-Graduação em Economia Regional.
Year: 2010
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UEL:oai:uel.br:vtls000161209
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.