Location of Repository

As descrições da cidade de Lisboa: escrita, poder e sociedade no Portugal dos Filipes

By Daniela Rabelo Costa Ribeiro Paiva

Abstract

Portugueses ou estrangeiros, os autores que dedicaram os seus escritos à cidade de Lisboa foram muitos. Sendo que, os escritos se tornaram mais expressivos durante a União Ibérica. O incentivo que os Filipes ofereceram às atividades de impressão e o desenvolvimento da história urbana em toda Europa ajudam a compreender melhor essa produção, que ainda pode ser explicada pela própria condição de Lisboa na época. Quando Portugal foi incorporado à monarquia católica, os reis Filipes optaram por não residir em sua principal cidade. Desta sorte, a antiga residência dos Avís perdeu seu status de corte régia e aos poucos se viu transformar em uma simples capital de província. A historiografia identificou a ausência real como tônica para se compreender o período. A proposta da pesquisa de dissertação é avaliar em que medida a retórica de uma Lisboa sem Rei está presente nas representações feitas sobre a cidade, em especial as descrições que tiveram maior repercussão na época. E também identificar outros elementos que compõem o seu imaginário, como as adversidades vivenciadas pela urbe, guerras, epidemias e crises de abastecimento, que marcaram o cotidiano dos citadinos e merecem projeção historiográfica

Topics: União Ibérica, Lisboa, Cultura escrita, Ausência real, Calamidades, História de Lisboa (Portugal), Cultura, Escrita, Guerra, Epidemia, Fome, Iberian Union, Capital of Portugal, Writing culture, Absence real, Calamities
Year: 2013
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.RI_UFF:oai:localhost:1/216
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.