Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Agricultura camponesa e desenvolvimento rural/local: um estudo da Organização de Juta e Malva na Várzea do município de Manacapuru

By Alciane Matos de Paiva

Abstract

A agricultura camponesa familiar se caracteriza em linhas gerais por pequenos empreendimentos familiares administrados pela própria família, e neles a família trabalha diretamente, com ou sem auxílio de terceiros, vale dizer: a gestão é familiar e o trabalho é predominantemente familiar. Podemos dizer, também, que um estabelecimento familiar, é ao mesmo tempo, uma unidade de produção e de consumo; uma unidade de produção e de reprodução social, onde acima de tudo a produção é voltada a um modelo de auto-consumo, ficando apenas uma pequena parcela para gerar renda. Nesse modelo de subsistência podemos assinalar então a cultura da juta e da malva no Município de Manacapuru no Estado do Amazonas. Uma cultura que já por quase meio século é importante para a Região Amazônica, em função de sua capacidade de fixação da população no campo e da utilização de forma produtiva nas áreas de várzeas na extensão dos rios do Estado do Amazonas. Por ser uma cultura de produtividade simples, mesmo tendo uma alta capacidade de fixação, seu desenvolvimento esteve estagnado durante esse meio século, interferindo para o Desenvolvimento rural/local. No entanto, mesmo com essa pouca significância, a cultura tenderá a ser um fator desenvolvimento local, pois com um modelo atual de sustentabilidade a fibra vegetal de juta e malva tenderá a aquecer sua demanda, pois a fibra sintética sua atual concorrente tenderá a ser reduzida, devido à consciência ambiental e da pressão decorrente, dado ao seu tempo de decomposição na natureza. Contudo, só este fator não é suficiente, o modelo de produtividade da cultura é muito obsoleto sendo insuficiente para desenvolver um processo de desenvolvimento rural/local para a agricultura camponesa familiar. O trabalho então demonstra a atual estrutura produtiva, tendo por base, referências sobre a organização camponesa e o desenvolvimento rural/local, focando sobre as principais teorias do surgimento do campesinato e o destino que essas teorias julgam sobre o camponês, individuo discutido neste trabalho. Os camponeses citados são os produtores de fibras das várzeas do município de Manacapuru, e sua hipótese do seu modo de produção esta baseado na subordinação de mercadorias simples a vontade do diversos tipos de capital.Agriculture familiar peasant if characterizes in general lines for small familiar enterprises managed by the proper family, and in them the family works directly, with or without aid of third, valley to say: the management is familiar and the work is predominantly familiar. We can say, also, that a familiar establishment, is at the same time, a unit of production and consumption; a unit of production and social reproduction, where above all the production is come back to a model of auto-consumes, being only one small parcel to generate income. In this model of subsistence we can designate then the culture of jute and the mauve in the City of Manacapuru in the State of Amazon. A culture that already per almost half century is important for the Amazon region, in function of its capacity of setting of the population in the field and the use of productive form in the fertile valley areas in the extension of the rivers of the State of Amazon. By being a culture of simple productivity, exactly having one high capacity of setting, its development was estagnado during this half century, intervening for local the agricultural Development/. However, exactly with this little significance, the culture will tend to be a factor local development, therefore with a current model of sustentabilidade the vegetal fiber will tend to heat its demand, therefore the synthetic fiber its current competitor will tend to be reduced, due to ambient conscience and of the decurrent pressure, given to its time of decomposition in the nature. However, this factor is not only enough, the model of productivity of the culture is very obsolete being insufficient to develop a process of local agricultural development/for agriculture familiar peasant. The work then demonstrates the current productive structure, having for base references on the organization peasant and local the agricultural development/

Topics: Agricultura familiar, Campesinato, Juta e Malva, Familiar agriculture, Campesinato, Local agricultural development, CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
Year: 2009
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UFAM:oai:http://200.129.163.131:tede/2480
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.