Skip to main content
Article thumbnail
Location of Repository

Novas mídias, mobilização transnacional e as reestruturações das esferas públicas

By Markus S. Schulz

Abstract

A difusão acelerada das novas tecnologias interativas de comunicação confere urgência à questão sobre seu potencial democrático. Este artigo sustenta que deliberação pública está no centro da democracia. Enquanto a globalização econômica provoca a necessidade por regulação política global, são necessárias estruturas de sociedade civil ativa em nível global como uma contraforça democrática. O caso do movimento zapatista é um exemplo relativamente raro de colaboração efetiva entre atores de base dos hemisféricos sul e norte. Para um estudo empírico analisa-se como distintas interfaces midiáticas foram utilizadas para criar vínculos transnacionais entre os camponeses maias rebeldes em Chiapas e seus apoiadores em outras regiões do México e em cidades ao redor do mundo. Esses vínculos ajudaram os rebeldes a sobreviver e catalizar mobilização transnacional acima da regulação global. A transformação das redes de comunicação e a construção de alianças sugerem que esferas públicas são dinâmicas e em constante processo de reestruturação. Seu potencial democrático depende, em grande medida, da sua apropriação por atores sociais criativo

Topics: GLOBALIZAÇÃO, DEMOCRACIA, MOVIMENTOS SOCIAIS, CHIAPA - HISTÓRIA POLÍTICA, Social sciences (General), H1-99
Publisher: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Year: 2007
OAI identifier: oai:doaj.org/article:da9a2c311b614477b410d5633ac6f2fe
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • https://doaj.org/toc/1519-6089 (external link)
  • http://revistaseletronicas.puc... (external link)
  • https://doaj.org/article/da9a2... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.