Article thumbnail

Avaliação da qualidade de vida e fotopletismografia em pacientes com insuficiência venosa crônica tratados através de escleroterapia com espuma

By Felipe Coelho Neto, Gilson Roberto Araújo and Iruena Moraes Kessler

Abstract

Contexto: a escleroterapia com espuma guiada por ultrassom (EGUS) ocupa lugar de destaque no tratamento da insuficiência venosa crônica (IVC), proporcionando melhora clínica e hemodinâmica aos pacientes submetidos ao tratamento. Objetivos: verificar a correlação entre dados obtidos por questionário de qualidade de vida e de sintomas com dados obtidos por fotopletismografia (FPG), antes e depois do tratamento por escleroterapia com espuma guiada por ultrassom (EGUS) da insuficiência venosa crônica (IVC). Métodos: um grupo de 32 pacientes, classificados como C4, C5 e C6, foi submetido à aplicação de questionário de qualidade de vida e sintomas, sendo aferido o tempo de enchimento venoso (TEV) por FPG antes e 45 dias depois do tratamento da IVC através de EGUS. O teste do sinal foi utilizado para análise estatística da melhora dos escores dos questionários e do TEV. O teste de McNemar foi utilizado para avaliação da melhora nos sintomas e do impacto do tratamento nas atividades laborais e sociais dos pacientes. Resultados: houve melhora nos escores dos questionários de qualidade de vida e no TEV, com significância estatística (p<0,0001). Houve melhora estatisticamente significativa nos sintomas: dor, cansaço, edema, queimação, pernas inquietas e latejamento (p<0,0001). Incremento na qualidade laboral e social após o tratamento apresentou melhora estatisticamente significativa (p<0,0001). Não ocorreram complicações maiores ou efeitos adversos nesta série. Conclusões: a EGUS mostrou-se eficaz, com alto índice de satisfação e baixas taxas de complicacões maiores, ratificada pelos escores dos questionários e pelos TEVs aferidos pela FPG.Backgrond: ultrasound-guided foam sclerotherapy plays a major role in treatment of chronic venous insufficiency, providing clinical and hemodynamic improvement to patients undergoing treatment. Objectives: to examine the relationships between venous refilling time and impact of venous disease on quality of life and between changes in venous refilling time and improvement of symptoms after ultrasound-guided foam sclerotherapy for chronic venous insufficiency. Methods: thirty-two patients classified as C4, C5 or C6 answered a questionnaire on quality of life and symptoms and their venous filling time was measured using photoplethysmography before and 45 days after treatment of chronic venous insufficiency with ultrasound-guided foam sclerotherapy. Results: statistically significant improvements were observed in quality of life scores and in venous filling time and in the following symptoms: aching, heavy legs, restless legs, swelling, burning sensations, and throbbing (p<0.0001). A similar improvement was also seen in the work and social domains of quality of life (p<0.0001). Conclusions: as confirmed by questionnaire scores and venous refilling times, ultrasound-guided foam sclerotherapy demonstrated efficacy and resulted in high satisfaction levels and low rates of major complications

Topics: Qualidade de vida, Escleroterapia, Ultrassonografia, Varizes
Publisher: 'FapUNIFESP (SciELO)'
Year: 2015
DOI identifier: 10.1590/1677-5449.8314.
OAI identifier: oai:repositorio.unb.br:10482/29870

To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.

Suggested articles