Location of Repository

Imunohistoquímica como método de estudo das fibras elásticas em prega vocal humana Immunohistochemistry as a method to study elastic fibers of human vocal fold

By Hugo Valter Lisboa Ramos, Manuel de Jesus Simões, Paulo Augusto de Lima Pontes, Luciano Rodrigues Neves, Luiz Henrique Fonceca Barbosa, Noemi Grigoletto De Biase and Celina T.S. Oshima

Abstract

OBJETIVO: O objetivo deste trabalho é o de verificar a aplicabilidade do método imunohistoquímico na quantificação das diferentes formas das fibras elásticas em prega vocal humana. FORMA DE ESTUDO: coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: Foram seguidos os seguintes critérios de inclusão: idade entre 25 e 40 anos, gênero masculino, cor branca, morte causada por ferimento de arma de fogo, menos de doze horas de morte, ausência de intubação traqueal e de trauma na região cervical e que, por análise microscópica, não apresentassem qualquer alteração da mucosa das pregas vocais. Por estes critérios dez pregas vocais foram obtidas e selecionou-se, aleatoriamente, uma prega vocal que pertencia a um indivíduo de 28 anos. A prega vocal foi transversalmente seccionada em nove regiões e três cortes de cada fragmento foram utilizados para a realização das colorações Verhoeff e resorcina-fuchsina de Weighert e para a realização do estudo imunohistoquímico. Realizou-se quantificação colorimétrica das fibras elásticas. RESULTADO: As camadas intermediária e profunda da prega vocal apresentam valores muito superiores aos da camada superficial, nas colorações histológicas. A quantidade de tropoelastina identificada pelos anticorpos não apresentou grandes diferenças entre os valores da camada superficial e os da camada intermediária e profunda. CONCLUSÃO: A imunohistoquímica é uma técnica que identifica, em prega vocal humana, todas as formas de fibras elásticas e que também possibilita a realização de medidas objetivas.<br>AIM: Verify the use of immunohistochemistry as a method to measure all forms of elastic fibers at human vocal folds. STUDY DESIGN: transversal cohort. MATERIAL AND METHOD: We collected vocal folds following these criterion: age between 25 and 40, Caucasian men, dead by gun shot, within 12 hours of death, without instrumentation of the larynx or suspicion of neck injury and without mucosal lesions noted by microscopy. Ten vocal folds were collected and one, of a man aged 28 years, was selected to study. The vocal fold was transversely cut in 9 regions and in each segment three slides were made. These slides were stained by Verhoeff and Weighert's resorcin-fuchsin and used for immunohistochemistry. The elastic compound was measured by colorimetric software analysis. RESULTS: In Verhoeff and Weighert's resorcin-fuchsin, the intermediate and deep layer showed values higher than those of the superficial layer. The amount of tropoelastin identified by the antibody at the superficial layer was close to those of intermediate and deep layer. CONCLUSION: Immunohistochemistry is a method that can identify and measure all forms of elastic fibers at human vocal fold

Topics: laringe, prega vocal, elastina, imunohistoquímica, larynx, vocal fold, elastin, immunohistochemistry, Otorhinolaryngology, RF1-547, Medicine, R, DOAJ:Otorhinolaryngology, DOAJ:Medicine (General), DOAJ:Health Sciences
Publisher: Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia
Year: 2005
DOI identifier: 10.1590/S0034-72992005000400015
OAI identifier: oai:doaj.org/article:0daf52767088405faa867e2994665876
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • https://doaj.org/toc/0034-7299 (external link)
  • http://www.scielo.br/scielo.ph... (external link)
  • https://doaj.org/article/0daf5... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.