Article thumbnail

O contrabando de escravos na Colônia do Sacramento (1722-1777)

By Fábio Kühn

Abstract

Resumo: Abordamos o papel estrutural do comércio ilegal de escravos na história da Colônia do Sacramento durante o século XVIII. Inicialmente, fazemos uma avaliação da dimensão da população escrava na povoação platina, mostrando que os números apontam para contingentes muito superiores às necessidades efetivas de mão de obra na localidade. Isso leva ao destaque dado às redes transimperiais de contrabando de escravos, acionadas a partir do entreposto lusitano. Em seguida, colocamos à prova o potencial informativo das fontes paroquiais para a análise da dinâmica de funcionamento do tráfico de escravos, evidenciando que os registros de batismos e óbitos de africanos adultos são um indicador confiável das conexões entre o rio da Prata e a América portuguesa por meio principalmente dos portos negreiros da cidade da Bahia e do Rio de Janeiro

Topics: Colônia do Sacramento, contrabando, registros paroquiais, History (General), D1-2009
Publisher: Universidade Federal Fluminense
DOI identifier: 10.1590/tem-1980-542x2017v230302
OAI identifier: oai:doaj.org/article:351c146deb3a49838c7dfe563c48d86e
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • https://doaj.org/toc/1980-542X (external link)
  • https://doaj.org/toc/1980-542X (external link)
  • http://www.scielo.br/scielo.ph... (external link)
  • http://www.scielo.br/scielo.ph... (external link)
  • https://doaj.org/article/351c1... (external link)
  • https://doaj.org/article/351c1... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.