Racismo e educação: os finais felizes para sempre começam no recreio

Abstract

Nesta breve reflexão apresentamos algumas perspetivas que nos remetem para a persistência de racismo nas sociedades contemporâneas. Após um breve enquadramento sobre o racismo sistémico, o racismo aversivo e o modo como as representações construídas durante o colonialismo moldam as relações interculturais atuais, convocamos um exemplo de uma atividade desenvolvida no quadro da disciplina de Cidadania no 5º ano do ensino básico, que serviu como ponto de partida para o debate com os estudantes, sobre a importância de dizer não, levantar a voz e contribuir para a discussão e contestação de injustiças, desigualdades sociais e racismo

    Similar works