Análise da actividade do checkpoint mitótico em linhas celulares do cancro da cavidade oral

Abstract

A instabilidade cromossómica é uma característica frequente nas células do carcinoma escamoso da cavidade oral (OSCC, Oral Squamous Cell Carcinoma), pensando-se estar associada a defeitos no checkpoint mitótico, mecanismo de controlo e de monitorização crucial para a correcta segregação dos cromossomas durante a divisão celular. Neste contexto, tem sido sugerido que alterações nas proteínas reguladoras deste mecanismo são responsáveis pela promoção da aneuploidia que se verifica habitualmente no cancro. Tendo em conta, a necessidade de solidificar e complementar resultados anteriormente obtidos no nosso laboratório, este trabalho teve como objectivo a análise funcional e molecular do checkpoint mitótico nas linhas celulares tumorais, SCC04 e SCC09, utilizando-se como controlo uma linha celular normal da cavidade oral, a linha celular primária de queratinócitos normais humanos, HOK (Human Oral Keratinocytes). Nestas linhas foi avaliada actividade do checkpoint mitótico através da análise da resposta das células à exposição a um fármaco anti-mitótico, o nocodazole, verificando-se que as linhas SCC, quando expostas por períodos prolongados ao fármaco apresentam um baixo índice mitótico revelando-se assim incapazes de sustentar uma paragem prolongada em mitose. As alterações moleculares subjacentes a esta deficiência na actividade do checkpoint mitótico foram avaliadas através de estudos de expressão de genes do checkpoint mitótico. Verificou-se que os genes codificantes para as proteínas do checkpoint (Mad2, Bub1, BubR1, Bub3 e Cdc20) encontram-se sobre-expressos nas linhas SCC em estudo. Verificou-se também a existência de variações na expressão do gene codificante da proteína Chfr, entre as linhas celulares tumorais em estudo. Na linha celular tumoral SCC09 este gene é sobre-expresso, enquanto, na linha celular tumoral SCC04 se encontra sub-expresso. Na linha celular tumoral SCC25, a alteração na expressão do gene, Chfr, não é significativa, comparativamente à linha controlo. Assim, os resultados obtidos demonstram que as linhas celulares tumorais SCC09 e SCC04 apresentam uma actividade reduzida do checkpoint mitótico, bem como, alterações na expressão dos genes envolvidos na via de sinalização do checkpoint, sugerindo uma relação de causa-efeito

    Similar works