research

Identificação e não notificação

Abstract

Monografia realizada no âmbito da unidade de Estágio Curricular do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade de CoimbraObjetivo: Identificar razões que conduzem à não notificação de Reações Adversas a Medicamentos (RAM’s) pelos médicos, em Portugal. Material e Métodos: Preenchimento de um questionário por médicos das especialidades de Cardiologia, Dermatologia e Medicina Interna dos hospitais de norte a sul do país, Hospital S.João (HSJ) - Porto, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) e Hospital Sousa Martins (ULSG) - Centro e Hospital Garcia de Orta (HGO) – Almada, Sul. Contato prévio dos Diretores de Serviço, Comissão de Ética e Saúde (CES) e Direção Clínica para aprovação da realização do estudo. Resultados: Após submissão do pedido de realização do estudo aos hospitais supra, excluiu-se a participação do HSJ e CHUC. O presente estudo foi realizado com a participação do HGO e ULSG, tendo obtido um total de 10 respostas. Discussão: Os resultados deste estudo são consistentes com os de outros estudos, designadamente no que diz respeito à sub notificação espontânea de RAM’s. Conclusão: De acordo com os resultados obtidos, verifica-se uma tendência por parte dos médicos a não dar a devida importância à prática da notificação de RAM’s ao Sistema Nacional de Farmacovigilância (SNF).Introduction: Knowing the reasons that lead physicians in Portugal to not report adverse reactions to medicines. Material and Methods: Form filling by Cardiologists, Dermatologists and Internal Medicine Specialists from hospitals of north to south, S. João Hospital (HSJ), Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), Sousa Martins Hospital (ULSG) and Garcia de Orta Hospital (HGO) - Almada. Previous contact with Service Directors, Ethics and Health Committee and Clinics Board to get aproval for the study. Discussion: The results of this study are consistent with previous studies, especially regarding the sub reports of adverse reactions to medicines. 8 Results: According to the results obtained, we can see a clear pattern by doctors to not give due importance to reporting the adverse reactions to medicines to the National pharmacovigilance System

    Similar works