slides

Uso de Resíduos de Construção e Demolição para a Produção de Concreto Ecoeficientes

Abstract

Anais do II Encontro de Iniciação Científica e de Extensão da Unila - Sessão de Engenharia II - 03/07/13 – 13h30 às 18h30 - Unila-PTI - Bloco 03 – Espaço 04 – Sala 03Este trabalho tem como objetivo geral desenvolver um eco-concreto, tendo como princ ́ ıpios a menor emiss ̃ao de CO2 e o uso de res ́ ıduos de constru ̧c ̃ao e demoli ̧c ̃ ao (RCD) e de outras ind ́ ustrias para a sua produ ̧c ̃ao. Tamb ́em se busca diagnosticar os RCDs com potencialidades de uso na produ ̧c ̃ao de concretos ecoeficientes; identificar as adi ̧c ̃ oes necess ́ arias para a correta dosagem e produ ̧c ̃ao desses concretos; selecionar e caracterizar os materiais usados para produzir concretos ecoeficientes, dosar concretos convencionais e especiais a partir do emprego de RCDs; analisar as caracter ́ ısticas f ́ ısicas e qu ́ ımicas dos concretos produzidos. No estudo de concre- tos com baixa emiss ̃ao de CO2, pesquisaram-se os tipos de cimentos, os agregados e principais adi ̧c ̃ oes com potencial de utiliza ̧c ̃ao na produ ̧c ̃ao destes concretos. Definiu-se pela utiliza ̧c ̃ ao do CP IV, cimento Portland Pozolˆanico, dispon ́ ıvel na regi ̃ao, devido ao elevado volume de cinza volante em substitui ̧c ̃ao ao cl ́ ınquer. Ainda relacionado ao concreto ecoeficiente revisou-se sobre a utiliza ̧c ̃ ao de fibras como adi ̧c ̃ao ao concreto, tipos e propriedades, onde selecionou-se fibras de vidro, polipropileno e l ̃a de rocha como parte das substitui ̧c ̃ oes. Para a produ ̧c ̃ao desse concreto ́e necess ́ ario uma s ́erie de testes laboratoriais normatizados pelas Normas do Mercosul (NM) ou NBRs da Associa ̧c ̃ao Brasileira de Normas T ́ecnicas (ABNT). Ap ́ os verifica ̧c ̃ao dos procedimen- tos normativos para a produ ̧c ̃ao de um concreto especial, fez-se o estudo de dosagem utilizando o m ́etodo da ABCP/ACI, que ́e basicamente um modelo emp ́ ırico, onde as quantidades de cada componente do concreto s ̃ao definidas por meio de formulas matem ́ aticas que consideram as caracter ́ ısticas f ́ ısicas dos agregados e aglomerantes. Foram produzidos no LTCI dois tra ̧cos pilotos de concreto convencional: um de referˆencia (sem RCD), designado como tra ̧co 01(um), e outro utilizando RCD em substitui ̧c ̃ao parcial do agregado mi ́ udo, no teor de 30% em rela ̧c ̃ao a ` massa, denominado tra ̧co 02(dois). Os resultado do ensaio ` a compress ̃ ao axial aos 14 dias para o tra ̧co referˆencia foi de 17,7 MPa e para o tra ̧co com 30% de RCD de 20 MPa. J ́a aos 28 dias os resultados para o tra ̧co 01 foi de 22,86 MPa e para o tra ̧co 02 de 25,44 MPa. Essa diferen ̧ca nos valores de resistˆencia `a compress ̃ao entre os dois concretos ́e, principalmente, em fun ̧c ̃ao da alta absor ̧c ̃ao do RCD, o que propicia uma maior aderˆencia entre a pasta e o agregado, melho- rando assim a resistˆencia `a compress ̃ao desses concretos. Os valores tamb ́em expressam que a resistˆencia de projeto estipulada como sendo de 20 MPa aos 28 dias, foi alcan ̧cada. Os resultados obtidos vˆem ao encontro da literatura, que destaca um ganho de resistˆencia com a substitui ̧c ̃ ao de agregado mi ́ udo natural por agregado mi ́ udo reciclado. Futuramente ser ̃ao realizadas novas dosagens para obter-se um concreto autoadens ́ avel ecoeficiente, os estudos em laborat ́orio para a avalia ̧c ̃ ao das propriedades do concreto no estado fresco e endurecido e a an ́alise das emiss ̃oes de CO2 dos concretos produzidos.Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA

    Similar works