research

Survival of Fusarium oxysporum f. sp. lycopersici Race 2 subjected to the solarization technique associated with cassava leaves amendment

Abstract

A solarização combinada com a prévia adição de material orgânico propicia controle efetivo de diversos fungos de solo que de outra forma são de difícil erradicação, permitindo, também, redução do tempo de tratamento. O objetivo do trabalho foi avaliar o controle do fungo Fusarium oxysporum f. sp. lycopersici Raça 2, por meio da incorporação da parte aérea de mandioca brava (Manihot utilisima) e mandioca mansa (Manihot dulcis) seguido de solarização do solo. Foi realizado experimento de campo, onde incorporou-se 3 Kg/m² da parte aérea de mandioca brava e mandioca mansa, separadamente. O experimento constou de seis tratamentos (solarização + mandioca brava; solarização + mandioca mansa; solo solarizado; solo; mandioca brava e mandioca mansa). A sobrevivência do fungo foi avaliado por meio das estruturas de resistência em meio semi-seletivo de Komada, aos 7, 14, 21 e 28 dias do início do experimento. As temperaturas do solo foram monitoradas através de um coletor de dados Tipo CR23X (Campbell Scientific) e a quantificação dos gases (CO2 e O2) foi feita pelo equipamento analisador de gases (Testo 325-1). Nos tratamentos solarizados, a temperatura do solo e aprisionamento de CO2 foram maiores em relação à testemunha (solo) e aos tratamentos apenas com a incorporação de material vegetal. A associação da incorporação de mandioca, tanto a "brava" quanto a "mansa", com a solarização, proporcionou a inativação de F. oxysporum f.sp. lycopersici Raça 2, podendo atuar no controle da doença murcha de fusarium causada por este patógeno. Os demais tratamentos foram inócuos, permitindo a sobrevivência do fungo.Soil solarization associated with organic matters provides an effective control of several soil-borne fungi, which are difficult to eliminate using other methods; in addition, this association shortens the treatment time. The aim of this study was to assess the control of Fusarium oxysporum f. sp. lycopersici Race 2 by combining the amendment of "bitter" cassava (Manihot utilisima) and "sweet" cassava (Manihot dulcis) leaves with soil solarization. A field experimental was carried out, 3Kg/m² of the two types of cassava leaves were separately amended. Six treatments were tested, (solarizated+ "bitter" cassava, solarizated+"sweet" cassava, soil solarizated, soil, "bitter"cassava and "sweet"cassava). Fungus control was assessed based on the survival resistance structures on semi-seletive Komada medium at 7, 14, 21 and 28 days after the beginning of the experiment. Soil temperature values were monitored by a DataLogger Type CR23X (Campbell Scientific), and quantity of CO2 and O2 was monitored by a gas analyzer equipment (Testo 325-1). In solarizated treatments, soil temperature and trapping of CO2 were higher than the control (soil) and treatments with organic material incorporated without solarization. The association of both "bitter" and "sweet" cassava amendment with soil solarization inatived the pathogen whereas the other treatments had no effect, allowing the survival of the fungus.Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP

    Similar works