O pragmatismo filosófico no conhecimento administrativo e na formação do administrador

Abstract

Este ensaio tem por objetivo fazer uma análise epistemológica da Administração enquanto conjunto organizado de conhecimentos e da formação de administradores no contexto dessa Ciência. Assim, o trabalho está dividido em três partes: na primeira são apresentados argumentos acerca da teoria do conhecimento, na segunda, discute-se a trajetória da formação da Administração como área de conhecimento e na terceira aborda-se o ensino da Administração em cursos superiores de graduação considerando a proposição de posicionamento epistemológico do conhecimento administrativo e abordado uma ferramenta de ensino-aprendizagem: o método do caso, como um mecanismo do instrumento pragmatista. Deste modo, concluiu-se que o pragmatismo é a parte mais evidente e marcante da identidade desse campo de conhecimento. Embora haja críticas quanto à atuação de administradores e organizações no que concerne a práticas dissociadas do bem comum, esses se alinham com a proposta inicial da Administração: resolver problemas organizacionais práticos; apesar da tentativa de legitimação de novas abordagens em substituição à unidimensionalidade do mercado, como de Guerreiro Ramos, ainda os princípios pragmatistas se configuram como paradigma predominante na Ciência da Administração

    Similar works