Produção de Conhecimento, Reparação Histórica e Construção de Futuros Alternativos. Entrevista Com Miguel de Barros

Abstract

The COVID-19 pandemic dramatically exacerbated pre-existing social inequalities and added urgency to the awareness of the need for social transformation. Social movements for the decolonisation of knowledge and governance systems have gained new momentum and the demands for historical reparation and climate, health and food justice. Historical reparation has sometimes been equated only to restitution of material goods or financial compensation. Still, it is a much more complex endeavour that necessarily involves making knowledge production a more engaging and participatory process, inside and outside the academy, linking different knowledge to build fairer and more inclusive futures...A pandemia da COVID-19 exacerbou de modo dramático desigualdades sociais pré-existentes e tornou mais urgente a consciencialização da necessidade de transformação social. Os movimentos sociais para a descolonização do conhecimento e dos sistemas de governança ganharam novo ímpeto assim como as demandas de reparação histórica e de justiça climática, sanitária e alimentar. A reparação histórica tem sido por vezes equacionada apenas em termos de restituição de bens materiais ou de compensação financeira, mas trata-se de uma tarefa bem mais complexa que passa necessariamente por tornar a produção de conhecimento um processo mais envolvente e participativo, dentro e fora da academia, colocando em diálogo diversos saberes com vista à construção de futuros mais justos e inclusivos..

    Similar works