2 research outputs found

    Supervisão em Psicanálise: uma revisão sistemática (2012-2022)

    Get PDF
    Introduction: Supervision is considered one of the three pillars of psychoanalyst training, along with personal analysis and theoretical study. This work aims to identify the main characteristics attributed to supervision in psychoanalysis. Method: A systematic review was carried out with narrative analysis of academic articles between 2012 and 2022 found in the Scielo and Pepsic databases with the descriptors “supervision” in Boolean association “AND” “psychoanalysis” and “psychoanalytic supervision”. We selected 25 articles. Results and discussion: A greater number of articles were published in psychoanalysis journals. The most used methods were qualitative, especially experience reports, case reports and theoretical essays. There was a downward trend in the number of publications on the subject in the analyzed period of time. The supervision device has its origins in the medical practice of obtaining professional experience accompanied by a more experienced supervisor. Different ways of understanding supervision cross the history of psychoanalysis and its practice is inserted in the training of new professionals in psychoanalytic institutions and universities. Psychoanalytic orientation was also found in clinical-institutional supervision in public policy assistance services. Supervisions can be individual or group, with specific characteristics, as well as the necessary handling by the supervisor. The need to discuss the effects of supervision from the supervisee's point of view was identified.Introducción: La supervisión se considera uno de los tres pilares de la formación del psicoanalista, junto con el análisis personal y el estudio teórico. Este trabajo tiene como objetivo identificar las principales características atribuidas a la supervisión en psicoanálisis. Método: Se realizó una revisión sistemática con análisis narrativo de artículos académicos entre 2012 y 2022 encontrados en las bases de datos Scielo y Pepsic con los descriptores “supervisión” en asociación booleana “AND” “psicoanálisis” y “supervisión psicoanalítica”. Se seleccionaron 25 artículos. Resultados y discusión: Se publicó un mayor número de artículos en revistas de psicoanálisis. Los métodos más utilizados fueron los cualitativos, especialmente los informes de experiencia, relatos de casos y ensayos teóricos. Hubo una tendencia a la baja en el número de publicaciones sobre el tema en el período de tiempo analizado. El dispositivo de supervisión tiene su origen en la práctica médica de obtener experiencia profesional acompañada de un supervisor más experimentado. Distintas formas de entender la supervisión atraviesan la historia del psicoanálisis y su práctica se inserta en la formación de nuevos profesionales en instituciones psicoanalíticas y universidades. La orientación psicoanalítica también se encontró en la supervisión clínico-institucional en los servicios de asistencia a las políticas públicas. Las supervisiones pueden ser individuales o grupales, con características específicas, así como el manejo necesario por parte del supervisor. Se identificó la necesidad de discutir los efectos de la supervisión desde el punto de vista del supervisad.Introdução: A supervisão é considerada um dos três pilares da formação do psicanalista, junto da análise pessoal e do estudo teórico. Este trabalho tem por objetivo identificar as principais características atribuídas à supervisão em psicanálise. Método: Foi realizada uma revisão sistemática com análise narrativa de artigos acadêmicos entre 2012 e 2022 encontrados nos bancos de dados Scielo e Pepsic com os descritores “supervisão” em associação booleana “AND” “psicanálise” e “supervisão psicanalítica”. Foram selecionados 25 artigos. Resultados e discussão: Como resultado, foi identificada maior publicação de artigos em revistas de escopo sobre psicanálise. Os métodos mais utilizados foram qualitativos, em especial relatos de experiência, relatos de caso e ensaios teóricos. Notou-se uma tendência de queda do número de publicações sobre o assunto no período de tempo analisado. O dispositivo da supervisão tem sua origem na prática médica de obtenção de experiência profissional acompanhado de um supervisor mais experiente. Diferentes formas de compreender a supervisão atravessam a história da psicanálise e sua prática se insere na formação de novos profissionais nas instituições psicanalíticas e nas universidades. A orientação psicanalítica também foi encontrada em supervisões clínico-institucionais em serviços de assistência de políticas públicas. As supervisões podem ser individuais ou grupais, com características específicas, bem como o manejo necessário por parte do supervisor. Identificou-se a necessidade de discutir os efeitos da supervisão do ponto de vista dos supervisionandos

    “Exu Corona”: Demonization of Exu and Religious Intolerance

    Get PDF
    Identifica-se o racismo como problema estrutural da sociedade ao cotejar os casos de violência e preconceito contra as religiões de matrizes africanas no Brasil, O trabalho analisa a intolerância religiosa como reflexo do processo de colonização do país que ainda reflete no comportamento fenomenológico da atualidade pelo processo de demonização de determinadas entidades. Exu é uma das figuras que melhor representa o afastamento imposto sobre as culturas africanas, o que inclusive condiciona sua incompreensão por parte da população brasileira, predominante negra. A demonização desta divindade africana em específico, retrata heranças da moralidade e medos europeus estimulados durante a Idade Média, ligados principalmente à doenças e à sexualidade. Atributos pejorativos a Exu, como “Exu Corona” ou “Pandemônia”, indicam processo de demonização de divindades de religião de matriz africana como forma de canalizar angústias sociais para ganhos próprios. O processo de educação religiosa pode ser importante meio de transformação social pela problematização do contraste entre essência e aparência associados a Exu como forma de resistência. This article seeks to reflect on the question: If Exu were learned from the understanding of his original culture, what would be the social impact? Pejorative attributes to Exu, such as "Exu Corona", indicate the process of demonizing its characteristics. When analyzing the alarming increase in violence and prejudice towards religions of African origin in Brazil, we turn our eyes to a structural problem in society, racism. The religious intolerance that is part of the country's colonization still reflects the current phenomenological behavior, where ignorance and the distance from critical thinking are present. Exu is one of the figures that best represents the imposing distance from African culture, which also conditions his incomprehension on the part of the Brazilian population, predominantly black people. The demonization of this African deity in particular portrays European moralities and fears during the Middle Ages, linked mainly to sexuality. The concept of the word demon in the Christian system does not even exist within Afro-Brazilian cosmology, therefore, we speak of the same divinity from the point of view of two different religious and cultural strands
    corecore