95 research outputs found

    A contínua descontinuidade administrativa e de políticas públicas

    Get PDF
    A continua descontinuidade administrativa e de políticas públicas são temas persistentes na vida política brasileira. Neste sentido o objetivo do artigo é discutir por meio de pesquisas realizadas, o problema continua descontinuidade de políticas públicas. Embora esta discussão somente aflore com mais intensidade a cada troca de governantes, o problema é mais visível nas cidades de médio e pequena porte, principalmente quando o mesmo segmento político-partidário não permanece no poder local. Esta troca no comando político suscita dúvidas sobre se haverá ou não a continuidade das políticas anteriormente desenvolvidas. Desta forma as suspeitas ganham notoriedade nos debates políticos, na mídia, entre os servidores públicos, nas entidades conveniadas, enfim nas conversas cotidianas da população. Curiosamente, ainda, são raros os estudos sobre o assunto, como também são poucas as reflexões em relação aos fatores que contribuem para a continua descontinuidade de políticas públicas e administrativas no Brasil. A metodologia utilizada para alcançar o objetivo proposto foi a bibliográfica descritiva, baseada em pesquisas realizadas no país. Contudo, os resultados apontam, se por um lado não se pode negar os avanços conquistados nessa direção; por outro, o fato é que o modus operandi desse processo também evoluiu e a interferência político-partidária continua, agora de forma mais sutil, manifestada por meio de cortes nos orçamentos, remanejamento e substituição de servidores e de projetos, troca de nome de programas, enfim são fatores que comprometem a continuidade e a efetividade das políticas públicas, levando-as a um eterno recomeço. Popularizada no dito popular: “as coisas mudam, mais continuam iguais”

    Feira de economia solidária da UNESC (FES-UNESC): espaços coletivos de trocas de sabores e saberes

    Get PDF
    Este artigo trata da experiência da Feira de Economia Solidária (FES) da Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC). A primeira FES-UNESC foi realizada em 2011, com o objetivo de possibilitar a produção e a comercialização dos produtos da agricultura familiar e do artesanato da região no campus da UNESC. A segunda FES-UNESC aconteceu em outubro de 2012. A partir desta data, a feira passou a funcionar regularmente todas as quartas-feiras do período letivo. O presente artigo discute os espaços de produção e de comercialização numa perspectiva da Economia Solidária, com ênfase na FES-UNESC. Como procedimentos metodológicos, foram utilizados: fontes bibliográficas e documentais, obtidas em arquivos das cooperativas, associações e no Programa de Apoio à Economia Solidária (PAES) da UNESC, sendo complementadas por uma pesquisa de campo, por meio da qual os consumidores da FES-UNESC foram entrevistados. Atualmente, quatro cooperativas da agricultura familiar e cinco associações de artesãos da Região participam da FES-UNESC

    A formação do profissional em Ciências Econômicas no Brasil

    Get PDF
    This article is based on the author’s presentation at the II International Conference on Professional Practices in Economic Sciences (JIPPCE), organized by the Faculty of Economic Sciences of the National University of Entre Ríos (UNER), Paraná. The conference was related to the formation of the professional in Economics in Brazil, whose profession was regulated by law no. 1,411/1951, which designates the professional practice of economist to bachelors in Economic Sciences. Objectively, the article analyzes general aspects of the trajectory of the economist’s professional training in Brazil. The methodological procedure, in the research, was based on bibliographic and documentary sources, with the description of the information collected. The result presents changes in the professional training of the economist, in his trajectory, with continuous fall of the demand and of courses of Economic Sciences in the Country.El presente artículo tiene por base la exposición del autor en la II Jornada Internacional de Prácticas Profesionales en Ciencias Económicas (JIPPCE), organizada por la Facultad de Ciencias Económicas de la Universidad Nacional de Entre Ríos (UNER), Paraná. La conferencia fue relativa a la formación del profesional en Economía en Brasil, cuya profesión fue reglamentada por la ley no 1.411/1951, la cual designa el ejercicio profesional de economista a bachilleres en Ciencias Económicas. Objetivamente, el artículo analiza aspectos generales de la trayectoria de la formación profesional del economista en Brasil. El procedimiento metodológico, en la pesquisa, se basó en fuentes bibliográficas y documentales, con la descripción de las informaciones recogidas. El resultado presenta mudanzas en la formación profesional del economista, en su trayectoria, con caída continua de la demanda y de cursos de Ciencias Económicas en el País.O presente artigo tem por base a exposição do autor na II Jornada Internacional de Práticas Profissionais em Ciências Econômicas (JIPPCE), organizada pela Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Nacional de Entre Ríos (UNER), Paraná. A conferência foi referente à formação do profissional em economia no Brasil, cuja profissão foi regulamentada pela lei no 1.411/1951, a qual designa o exercício profissional de economista a bacharéis em Ciências Econômicas. Objetivamente, o artigo analisa aspectos gerais da trajetória da formação profissional do economista no Brasil. O procedimento metodológico na pesquisa se baseou em fontes bibliográficas e documentais, com a descrição das informações coletadas. O resultado apresenta mudanças na formação profissional do economista, em sua trajetória, com queda contínua da demanda e de cursos de Ciências Econômicas no País

    Casa Familiar Rural: a formação com base na pedagogia da alternância em Santa Catarina

    Get PDF
    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-EconômicoO objetivo do presente estudo consiste em analisar a proposta de formação das Casas Familiares Rurais e a sua prática a partir de um estudo de caso, na qual tem sua origem no modelo das Maisons Familiales Rurales francesas. Utilizam como método de ensino a Pedagogia da Alternância onde o jovem passa uma semana na Casa Familiar e duas semanas na propriedade aplicando na prática o aprendizado adquirido na instituição, na semana anterior. É desta forma que acontece na França, no Brasil e em outros países. A proposta é considerada uma alternativa de formação para jovens filhos de agricultores. Em Santa Catarina este modelo de ensino tem se expandido através de parcerias envolvendo organizações governamentais e não-governamentais, principalmente as vinculadas à agricultura e à educação. O estudo procurou resgatar as origens do projeto, com ênfase nas experiências Catarinense, no intuito de compreender a realidade da experiência no Estad

    Avaliação dos resultados da formação por alternância: um estudo do caso dos egressos da Casa Familiar Rural de Armazém - SC

    Get PDF
    Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico, Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Florianópolis, 2010A presente tese consiste em avaliar os resultados alcançados pela formação por alternância e a sua prática, a partir do estudo de caso dos egressos da Casa Familiar Rural (CFR) de Armazém - SC, localizada no município de Armazém Sul do Estado de Santa Catarina. Esta experiência tem por objetivo proporcionar ao jovem do campo uma formação integral interdisciplinar que envolve todos os aspectos da vida: pedagógicos, culturais, sociais, políticos e econômicos. Desta forma, buscou-se avaliar os resultados e as repercussões nas condições de vida e trabalho destes jovens envolvidos no projeto. Diante disto, o objetivo da tese foi avaliar os resultados obtidos. A proposta de formação das CFRs é oferecer ao jovem e seus familiares uma formação adequada a sua realidade, para alcançar esses objetivos as Casas Familiares utilizam como base de formação a Pedagogia da Alternância (PA), cujo modelo foi inspirado nas Maisons Familiales Rurales francesas, presentes naquele país desde a década de 1930. Neste sistema, o jovem passa uma semana na CFR e duas semanas na propriedade, executando na prática o aprendizado adquirido na CFR. Esta proposta é considerada uma das alternativas de formação e profissionalização para os jovens do campo, como uma forma de melhorar autoestima, obter novos conhecimentos, conhecer novas formas de organização de trabalho e produção, praticar a agricultura familiar sustentável, além de possibilitar o convívio do jovem junto da família. Para que o processo de formação profissional do jovem se realize são necessárias parcerias envolvendo diversas organizações governamentais e não-governamentais. Neste sentido para avaliar os resultados concretos da experiência foram aplicados questionários aos jovens egressos da primeira e segunda turma de egressos da CFR de Armazém, totalizado 19 jovens entrevistados. O questionário foi constituído de perguntas fechadas e abertas sendo o mesmo agrupado em três grupos de análises. Os resultados alcançados pela experiência indicam inúmeros fatores positivos no que tange aos aspectos gerais da proposta e que processo de formação mostrou-se eficiente no que se refere ao relacionamento estabelecido entre a CFR e as famílias e os jovens envolvidos. No que se refere aos resultados alcançados pelos PPVJs, os mesmos foram analisados a partir de dois prismas: o primeiro foi em relação aos aspectos subjetivos em se verificou grandes avanços em termos da melhoria no relacionamento familiar entre pais e filhos, na valorização da profissão de empreendedor rural, na autoestima entre outros; o segundo aspecto analisado foi os Projetos de Vida dos jovens em que os resultados alcançados, ainda não foram muito expressivos, se constatou que os PPVJs estão sendo implantados, mais os resultados, ainda estão longe de obter os resultados esperados. Embora os resultados dos PPVJs não tenham alcançados os resultados esperados, o que se constatou é que houve depois da formação dos jovens em todas as UFPs houveram um aumento significativo de renda familiar. Percebeu-se que depois da formação recebida há certo isolamento dos jovens, os mesmo não conseguiram se articular quer seja por meio de redes como, por exemplo, a criação de cooperativas ou mesmo associações de produtores, com o objetivo de diminuir custos de produção, agregar valor na comercialização de seus produtos, desenvolver marca conjunta para dar mais visibilidades aos produtos produzidos, este fato não tem ocorrido. Diante disto se deixa como recomendação para as lideranças da CFR de Armazém e aos jovens e pais, bem como para próximos estudos, o desafio de propor a criação de organizações cooperativas como complemento as atividades de formação desenvolvidas na Casa Familiar; ou seja, o caminho que deve ser percorrido no processo de formação desemboque em organizações coletivas, porque senão o isolamento pode levá-los com o tempo a retornar ao seu estágio anterior de isolamento

    Segurança alimentar e consumismo na contemporaneidade : A agricultura familiar como resposta aos desafios para uma alimentaçâo saudável

    Get PDF
    As transformações recentes na economia brasileira e da orientação política com relação aos problemas relacionados à pobreza, fome e iniquidade social, provocaram mudanças no padrão de consumo da população. Consequentemente a melhoria na distribuição de renda abrandou o problema da fome e de acesso aos alimentos. No entanto, se por um lado essa mudança apresentou resultados positivos, por outro, houve um aumento de doenças relacionadas à má alimentação. O objetivo do artigo é discutir aspectos da segurança alimentar, tendo como alternativa a contribuição da agricultura familiar, sobretudo das cooperativas de agricultores familiares da região Sul do Estado de Santa Catarina. A metodologia utilizada foi a bibliográfica, através de fontes secundárias ? como artigos acadêmicos, documentos de órgão públicos - e fontes primárias obtidas a partir de reuniões realizadas no ano de 2011 e 2012. Os resultados da pesquisa de campo evidenciam novas formas alternativas de produção e consumo, baseadas em produtos tradicionais da agricultura familiar. Verificou-se que já são sete cooperativas de agricultores familiares em funcionamento, produzindo mais de oitenta produtos diferenciados, e que além da produção de alimentos saudáveis, estão revitalizando formas alternativas de produção, oportunizando aos consumidores da região a aquisição de produtos com melhor qualidade

    A Formação Superior como Instrumento de Ascensão Social: Um Estudo de Caso dos Egressos do Curso de Economia da UNESC

    Get PDF
    O indivíduo que freqüenta o ensino superior busca melhorias para sua condição de vida e solução dos seus problemas como falta de oportunidade, desemprego e problemas financeiros. Dessa forma ele busca um meio de fuga e de negação da sua condição de vida como uma maneira de garantia de ascensão social. Objetivos: Neste artigo busca-se analisar se a universidade tem preparado o seu acadêmico para o mercado de trabalho e em que medida a formação superior representa um instrumento de ascensão social, na visão dos egressos do Curso de Economia da UNESC e se a formação obtida proporcionou uma melhoria na sua condição de vida, partindo do pressuposto de que a educação facilita o acesso ao mercado de trabalho. Metodologia: A pesquisa se deu por meio de pesquisa bibliográfica de abordagem quantitativa e qualitativa e através da aplicação de questionários. Conclusão: De acordo com os resultados obtidos destaca-se entre outros o seguinte: os egressos tiveram como objetivos ao cursar economia melhoraria e ampliação da cultura geral, o engajamento na vida profissional, a compreensão do contexto em que vivem e a estabilidade profissional. Ainda conforme os resultados da pesquisa a grande maioria acredita que a formação proporcionada pelo curso está em parte adequada para as funções desempenhadas. Para aqueles que ainda não se alocaram na sua área de formação o motivo apresentado foi a falta de oportunidade no mercado de trabalho. Outro ponto de destaque foi que e a grande maioria continua na mesma atividade profissional depois de formado

    ESTADO E POLÍTICAS DE ENSINO SUPERIOR NO BRASIL: UMA ANÁLISE COM BASE NO PLANO NACIONAL DA EDUCAÇÃO (2001 A 2010).

    Get PDF
    Esta pesquisa objetivou conhecer as diretrizes do Estado sobre a Educação Superior no Brasil e, especificamente, as características, origens e lógica das políticas adotadas. Para tal, realizou-se uma pesquisa documental, com base em leis, relatórios e entrevistas disponíveis no Ministério de Educação e Cultura do Brasil, pós anos de 1990. Dos documentos principais, destacamos: o Plano Nacional de Educação (PNE), o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), a Conferência Nacional de Educação (CONAE). A análise buscou conhecer o planejamento em Educação Superior proposto pelo Estado e as contradições inerentes. Como resultado, destacamos os programas de expansão, democratização do acesso e avaliação do Ensino Superior (REUNI, PNAES, PROUNI, FIES e SINAES). Entretanto, são alvos de questionamento principalmente no que diz respeito ao seu aspecto democratizante e autonomia das universidades

    OS IMPACTOS ECONÔMICOS NUM PEQUENO MUNICÍPIO COM A INSTALAÇÃO DE UMA GRANDE EMPRESA: UM ESTUDO DE CASO DO MUNICÍPIO DE MORRO GRANDE-SC

    Get PDF
    Este artigo aborda os reflexos na economia de um município de pequeno porte a partir da instalação de uma grande empresa. O crescimento e/ou desenvolvimento econômico de um município ou região depende grandemente de investimentos públicos ou privados. Neste sentido o objetivo deste artigo é estudar os impactos econômicos gerados a partir da instalação de uma grande empresa num pequeno município, nesse caso Morro Grande que está localizado na Região da Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense (AMESC). O município possui uma população de 2.727 habitantes, sendo que a grande maioria de seus habitantes reside no campo e somente a empresa emprega 1.422 trabalhadores diretos, isso se possível seria mais da metade da população trabalhando na empresa, incluindo todas as faixas etárias. O artigo, ainda, apresenta a história  socioeconômica do município, destacando como aconteceu todo o processso de instalação da empresa, analisa através de dados os reflexos gerados na economia local e regional, tendo como parametro de análise o período anterior e depois da instalação. A metodologia utilizada na pesquisa foi a bibliográfica e descritiva, com abordagem qualitativa e quantitativa para interpretação dos dados coletados. A maioriadas informações foram obtidas na Prefeitura Municipal, na empresa, na Amesc e em outras fontes. Em relação aos resultados alcançados, conclui-se que houve um grande crescimento da economia local, a partir da instalação da empresa no município
    • …
    corecore