7 research outputs found

    Influência de diferentes concentrações de óxido de bismuto na solubilidade e desintegração do cimento portland branco

    Get PDF
    TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Curso de Odontologia.O MTA apresenta como radiopacificador o óxido de bismuto (Bi2O3), que tem recebido criticas por não participar da presa do material e torná- lo mais poroso. Por apresentar composição química semelhante e menor preço, o cimento Portland tem substituído o MTA nas pesquisas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a solubilidade e desintegração do cimento Portland branco com diferentes concentrações de Bi2O3 (10, 15, 20 e 30%). Foram utilizados 12 anéis de teflon, com 4 mm de espessura e 12 mm de diâmetro, preenchidos com os cimentos. Após a presa, as amostras foram pesadas (peso hidratado inicial = PH0) e depois de 24 h, em dessecador, foram pesadas novamente (peso desidratado inicial = PD0). Em seguida as amostras foram divididas e imersas em água deionizada por 7 e 30 dias. Passados os períodos, os mesmos procedimentos foram realizados obtendo novos pesos (PH7d, PD7d, PH30d e PD30d). A solubilidade e esintegração dos cimentos corresponderam à perda de massa identificada pelo peso de cada amostra, expressa como percentual de peso perdido em comparação ao peso original. Para analise estatística foi empregado o teste ANOVA two-way, em cada período, e o de Tukey HSD para localizar as diferenças entre os grupos (a=5%). Não foi observado desintegração dos cimentos. Houve diferença entre os grupos na avaliação de 7 dias (hidratados e desidratados) e entre os períodos para o cimento Portland puro quando pesado desidratado (p<0,05). Apesar de haver diferença estatística na solubilidade dos cimentos aos 7 dias, todos apresentaram comportamento semelhante após 30 dias de armazenamento em água

    Análise das propriedades do MTA manipulado com diferentes concentrações de propileno glicol

    Get PDF
    Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Florianópolis, 2014.O emprego do propileno glicol (PG) como veículo do Agregado de Trióxido Mineral (MTA) demonstrou melhorar algumas de suas propriedades físico-químicas e não alterou sua biocompatibilidade. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do PG na estabilidade dimensional, na resistência à compressão, na solubilidade e desintegração, e no pH do MTA. O MTA foi preparado com diferentes proporções de PG: G1= MTA + 100% água destilada (AD); G2 = MTA + 80% AD e 20% PG; G3= MTA + 50% AD e 50% PG e G4= 20% AD e 80% PG. Os testes de estabilidade dimensional e de resistência à compressão foram realizados após 24 horas de imersão em água e após 30 dias. Para a análise da solubilidade e do pH, anéis de teflon foram preenchidos com os cimentos e individualmente colocados em potes plásticos com 50 ml de AD (n= 6). Passadas 3 h, 24 h e 7 dias o pH foi analisado, e a solubilidade após 7 dias. A análise estatística foi realizada através do teste ANOVA para comparações entre os grupos e teste Tukey para comparações individuais. O PG não interferiu na estabilidade dimensional e na resistência à compressão do MTA. A solubilidade dos cimentos com 50% e 80% de PG foi menor do que a do grupo preparado com AD (p=0,0194 e p=0,0221) quando úmidos. O PG aumentou o pH do MTA nas primeiras 3 h com diferença estatística para o grupo da AD (p=0,004; p2014-08-06T18:12:37

    SUCCESS RATE OF ENDODONTIC TREATMENTS PERFORMED BY UNDERGRADUATE STUDENTS OF THE UNIVERSITY OF SOUTHERN SANTA CATARINA

    Get PDF
    Introduction: Apical periodontitis is an inflammatory disease of the periradicular tissues caused by microbial(re)contamination of the root canal system. Due to its direct relationship to the quality of endodontictreatment, it is extremely important to carry out longitudinal and cross-sectional studies, following-uptreatments carried out in universities. Aim: To evaluate the success rate of endodontic treatments performedby undergraduate students of the University of Southern Santa Catarina - UNISUL, Pedra Branca, betweenAugust 2015 and July 2017.Materials and Methods: One hundred twenty-four patients with endodontic treatment were contacted. Ofthese, only 27 attended for treatment follow-up, adding up to a total of 32 treatments analyzed. All teeth wereclinically and radiographically evaluated, and the potential indicators related to endodontic treatment successor failure were analyzed. The frequencies of each criterion were calculated, and the data analyzed using theChi-Square test (α = 5%).Results: 9 cases (28.13%) were considered failure, either because they were associated with symptoms or becausethere was a periapical alteration. In addition, 88.88% of the failure cases had temporary restorative material.Association was observed only between the number of root canals and symptoms (P = 0.049). Two of the 3treated teeth with multiple root canals showed symptoms at the follow-up. The endodontic success rate was71.87%.Conclusion: The success rate of the 32 endodontic treatments performed by undergraduate students fromUNISUL was 71.87%

    Influência do óxido de bismuto na solubilidade e desintegração do Cimento Portland Branco

    No full text
    TCC (graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Odontologia.O MTA apresenta como radiopacificador o óxido de bismuto (Bi2O3), que tem recebido criticas por não participar da presa do material e torná-lo mais poroso. Por apresentar composição química semelhante e menor preço, o cimento Portland tem substituído o MTA nas pesquisas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a solubilidade e desintegração do cimento Portland branco com diferentes concentrações de Bi2O3 (10, 15, 20 e 30%). Foram utilizados 12 anéis de teflon, com 4 mm de espessura e 12 mm de diâmetro, preenchidos com os cimentos. Após a presa, as amostras foram pesadas (peso hidratado inicial = PH0) e depois de 24 h, em dessecador, foram pesadas novamente (peso desidratado inicial = PD0). Em seguida as amostras foram divididas e imersas em água deionizada por 7 e 30 dias. Passados os períodos, os mesmos procedimentos foram realizados obtendo novos pesos (PH7d, PD7d, PH30d e PD30d). A solubilidade e desintegração dos cimentos corresponderam à perda de massa identificada pelo peso de cada amostra, expressa como percentual de peso perdido em comparação ao peso original. Para analise estatística foi empregado o teste ANOVA two-way, em cada período, e o de Tukey HSD para localizar as diferenças entre os grupos (α=5%). Não foi observado desintegração dos cimentos. Houve diferença entre os grupos na avaliação de 7 dias (hidratados e desidratados) e entre os períodos para o cimento Portland puro quando pesado desidratado (p<0,05). Apesar de haver diferença estatística na solubilidade dos cimentos aos 7 dias, todos apresentaram comportamento semelhante após 30 dias de armazenamento em águ

    Influência da temperatura de armazenamento nas propriedades físico-químicas e adesivas de diferentes cimentos endodônticos e os efeitos da sobre-extensão da obturação na incidência de dor pós-operatória

    No full text
    Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Odontologia, Florianópolis, 2023.O presente estudo investigou a influência de três diferentes temperaturas de armazenamento no escoamento, na alteração dimensional, na solubilidade, no pH e na resistência de união (RU) de cimentos endodônticos à dentina do canal radicular. Ainda, revisou sistematicamente a literatura com o objetivo de responder a seguinte pergunta de pesquisa: a sobre-extensão de material obturador aumenta a incidência de dor pós-operatória? Para isso, os cimentos BioRoot RCS, Endomethasone N, Bio-C Sealer e AH Plus Jet, permaneceram por 30 dias em temperaturas controladas de 5oC, 20oC ou 35oC. O teste de escoamento foi baseado nas normas ISO 6876 (2012). Os testes de alteração dimensional e a solubilidade foram avaliados pelas normas ISO 6876 (2002, 2012). A avaliação do pH deu-se pela análise da água, na qual os discos utilizados no teste de solubilidade foram individualmente imersos. A análise estatística foi realizada por meio dos testes de Kruskal-Wallis, post hoc de Dunn (a = 0,05), ANOVA de Friedman e post hoc de Durbin-Conover (a = 0,05). Para o teste de RU à dentina, fatias de dentina radicular humana com 1,0 mm de espessura tiveram três cavidades de 1,2mm de diâmetro realizadas paralelamente à parede do canal radicular e preenchidas com os cimentos BioRoot RCS, Endomethasone N e AH Plus Jet (n=24). Após 7 dias, o teste de RU (push-out) foi realizado e o modo de falha foi analisado em esteomicroscópio. A análise estatística foi realizada por meio dos testes de Kruskal-Wallis e post hoc de Dunn (a = 0,05). Para a revisão sistemática (RS), foram incluídos apenas estudos clínicos randomizados (ECR) comparando a incidência de dor pós-operatória em até 7 dias, em dentes permanentes que receberam tratamento endodôntico primário, com ou sem sobre-extensão de material obturador. A qualidade dos estudos foi avaliada pela ferramenta 2.0 da Cochrane e a meta-análise realizada através do método Mantel-Haenszel e efeito randômico com intervalo de confiança de 95%. As diferentes temperaturas de armazenamento influenciaram nas propriedades físico-químicas dos cimentos testados. No escoamento, só o cimento AH Plus Jet apresentou alteração estatisticamente significativa. Os valores de RU à dentina do canal radicular obtidos para os cimentos BioRoot RCS e Endomethasone N armazenados em 5oC e 35oC foram menores (p<0,05) quando comparados aos cimentos armazenados em 20 oC. A falha mais comum foi a falha adesiva. Doze ECR foram incluídos na RS e as informações necessárias foram extraídas. Seis estudos foram classificados como baixo risco de viés, três como risco incerto e três como alto risco de viés. Três metanálises foram realizadas. Observou-se, nos estudos laboratoriais, que as diferentes temperaturas de armazenamento influenciaram no escoamento, na alteração dimensional, na solubilidade, no pH e na resistência de união à dentina de pelo menos um dos cimentos testados. De modo geral, os cimentos armazenados à 20ºC, temperatura dentro da recomendada por todos os fabricantes, apresentaram melhor desempenho. Além disso, a maioria dos ECR incluídos encontrou uma associação positiva entre a maior incidência de dor pós-operatória e a sobre-extensão de material obturador.Abstract: The present study investigated the influence of three different storage temperatures on flow, dimensional change, solubility, pH, and bond strength (BS) of endodontic sealers to root canal dentin. Also, it aimed to systematically review the literature and answer the following question: does overextension of filling material increase the incidence of postoperative pain? For this, BioRoot RCS, Endomethasone N, Bio-C Sealer and AH Plus Jet sealers remained for 30 days at controlled temperatures of 5ºC, 20ºC or 35ºC. The flow test was based on ISO 6876 (2012) standards. The dimensional change and solubility tests were evaluated according to the ISO 6876 standards (2002, 2012). The pH evaluation was carried out by analyzing the water, in which the disks used in the solubility test were individually immersed. Statistical analysis was performed using Kruskal-Wallis, Dunn's post hoc (a = 0.05), Friedman's ANOVA and Durbin-Conover's post hoc tests (a = 0.05). For the BS to dentin test, slices of human root dentin with 1.0 mm thickness had three 1.2 mm diameter cavities made parallel to the root canal wall and filled with BioRoot RCS, Endomethasone N and AH Plus Jet (n=24). After 7 days, the BS (push-out) was performed, and the failure mode was analyzed under a stereomicroscope. Statistical analysis was performed using Kruskal-Wallis and Dunn's post hoc tests (a = 0.05). For the systematic review (SR), only randomized clinical trials (RCTs) comparing the incidence of postoperative pain within 7 days, in permanent teeth that received primary endodontic treatment, with or without obturation material overextension were included. Study quality was assessed using the Cochrane 2.0 tool and meta-analysis was performed using the Mantel-Haenszel method and random effect with a 95% confidence interval. The different storage temperatures influenced the physicochemical properties of the tested sealers. In terms of flow, only the AH Plus Jet cement showed a statistically significant change. The BS values obtained for BioRoot RCS and Endomethasone N sealers stored at 5ºC and 35ºC were lower (p<0.05) when compared to sealers stored at 20ºC. The most common failure mode was the adhesive failure. Twelve RCTs were included in the SR and the necessary information was extracted. Six studies were classified as low risk of bias, three as uncertain risk of bias and three as high risk of bias. Three meta-analyses were performed. It was observed in laboratory studies that the different storage temperatures influenced the flow, dimensional change, solubility, pH and bond strength to dentin of at least one of the tested sealers. In general, sealers stored at 20ºC, a temperature within the range recommended by all manufacturers, performed better. Furthermore, most RCTs included found a positive association between a higher incidence of postoperative pain and overextension of obturation material
    corecore