2,686 research outputs found

    The Standard Model Higgs boson search at LEP: combined results

    Full text link
    During the run in the year 2000, with data collected at collision energies up to 209 GeV, the LEP experiments have possibly unearthed the first evidence of a Higgs boson signal at mh=115 GeV/c2. The preliminary combined results prepared immediately after the end of the data-taking, in November 2000, are presented here. Overall, a 2.9 sigma excess over the background is found, consistent with a Standard Model Higgs boson signal with mh=115.0 GeV/c2.Comment: 4 pages. Contributed to the Moriond EW 2001 proceeding

    Isolation, screening and characterization of microorganisms with potential for biofuels production

    Get PDF
    Tese de mestrado. Biologia (Microbiologia Aplicada). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ci√™ncias, 2012Rapid global population growth has increased the demand for food and energy supply. The limited oil reserves, pollution concerns, global warming and political instability and disagreements, lead to an increased financial support for sustainable and environmental sources of energy, biofuels. In the last decades there is an increasing interest in the development of the bioethanol production from lignocellulosic residues, which do not compete directly with food. However, the low efficient conversion of cellulosic biomass to biofuels hinders its success. Alternative substrates are inulin containing plants, as Jerusalem artichoke, representing a renewable and inexpensive raw material for industry and biofuel production. In this work, the main goal was to search for new microorganisms, with high potential to produce bioethanol, due to the presence of better ethanologenic characteristics or ability to produce relevant hydrolytic enzymatic machinery. From the isolation and screening of 98 novel strains, 7 were selected and further characterized. A preliminary identification was performed using FISH. Three isolates which showed inulinase capacity gave a putative identification as Z. bailii strains, and the best (Talf1) was optimized and characterized for inulinase production. Talf1 enzymatic extract presented maximum activity (8.7 U/ml) at 45 ¬ļC and pH 5.5, and high stability at 30¬ļC. Talf1 isolate was used in a Consolidated Bioprocessing (CBP) and its enzymatic extract in a Simultaneous Saccharification and Fermentation (SSF) process, for bioethanol production, obtaining an ethanol yield of 45% and 47% from pure inulin; and a yield of 51% and 48% from Jerusalem artichoke juice, respectively. Four selected isolates from strawberry tree fruit (STF) were used in a fermentation assay using STF juice, producing 86 - 100 g/l of ethanol from this raw material, at a very high yield (47-50%). These results show the enormous potential of inulin and Jerusalem artichoke as substrates for bioethanol production and the application of these novel yeasts as ethanol and/or inulinase producers.A explora√ß√£o de novos recursos energ√©ticos foi crucial para a revolu√ß√£o tecnol√≥gica que ocorreu no in√≠cio do s√©culo 19. J√° nesse s√©culo se conhecia o enorme potencial do √°lcool como fonte de energia, visto que o primeiro prot√≥tipo de motor de igni√ß√£o foi desenhado para funcionar com este combust√≠vel. No in√≠cio do s√©culo 20, a produ√ß√£o de etanol foi substitu√≠da pela gasolina, devido ao baixo custo de extra√ß√£o. Os combust√≠veis f√≥sseis t√™m sido, desde ent√£o, a principal fonte de energia utilizada. O r√°pido aumento da popula√ß√£o tem intensificado a necessidade do aumento de produ√ß√£o alimentar e energ√©tica. As limitadas reservas de petr√≥leo, preocupa√ß√Ķes ambientais, o aquecimento global e a instabilidade pol√≠tica renovaram o interesse e, consequentemente, o apoio financeiro direcionada para o desenvolvimento de fontes renov√°veis de energia, como os biocombust√≠veis. V√°rios tipos de biocombust√≠veis t√™m sido estudados, mas apenas dois s√£o produzidos √† escala industrial: o biodiesel e o bioetanol. O bioetanol apresenta as melhores qualidades para a sua utiliza√ß√£o nos atuais motores, podendo ser utilizado como aditivo na gasolina, sendo por isso, o biocombust√≠vel mais utilizado a n√≠vel mundial (Antoni et al., 2007). A produ√ß√£o mundial de bioetanol √† escala industrial utiliza principalmente duas fontes naturais: Saccharum officinarum (cana-de-a√ß√ļcar) e Zea mays L. (milho). A cana-de-a√ß√ļcar √© sobretudo utilizada no Brasil, sendo o segundo maior produtor mundial de bioetanol, enquanto o milho √© a principal fonte natural utilizada nos E.U.A., o maior produtor mundial. Estes dois pa√≠ses representam 88% da produ√ß√£o global (REN21). Na produ√ß√£o de bioetanol ocorre a fermenta√ß√£o alco√≥lica dos substratos naturais, diretamente a partir da cana-de-a√ß√ļcar (que cont√©m principalmente sacarose); para a bioconvers√£o do milho (composto principalmente por amido) h√° necessidade de um passo pr√©vio de hidr√≥lise enzim√°tica para a sua convers√£o em a√ß√ļcares simples. O bioetanol obtido a partir de culturas agr√≠colas produzidas exclusivamente para esse fim, ocupando assim √°rea cultiv√°vel, denomina-se Bioetanol de 1¬™ Gera√ß√£o (1G). Este tipo de produ√ß√£o levanta quest√Ķes morais e √©ticas porque, deste modo, o bioetanol compete diretamente com a produ√ß√£o alimentar (Luo et al., 2009). Para ultrapassar este problema, tem sido proposto a utiliza√ß√£o de res√≠duos lenhocelul√≥sicos, como substratos, para produ√ß√£o de Bioetanol de 2¬™ Gera√ß√£o (2G). Este bioetanol n√£o compete diretamente com a produ√ß√£o alimentar, apesar de consumir recursos agroindustriais. Atualmente a convers√£o de biomassa lenhocelul√≥sica em bioetanol √© ainda um procedimento caro e de baixa efici√™ncia, sendo economicamente desfavor√°vel a sua aplica√ß√£o (Gibbons and Hughes, 2009). O principal obst√°culo √© o custo do pr√©-tratamento para convers√£o dos v√°rios pol√≠meros (celulose, hemicelulose, xilano, etc.) em a√ßucares simples (glucose e xilose principalmente) que esta biomassa necessita, quer seja por degrada√ß√£o enzim√°tica (com custos associados de produ√ß√£o de extratos enzim√°ticos); quer seja a aplica√ß√£o de m√©todos qu√≠micos, como hidr√≥lise √°cida (que para al√©m do seu custo, leva √† produ√ß√£o de composto inibidores do crescimento microbiano). Existem v√°rios bioprocessos propostos para a produ√ß√£o em larga escala de 2G nomeadamente a hidr√≥lise separada da fermenta√ß√£o (SHF), em que o passo de hidr√≥lise da biomassa lenhocelul√≥sica antecede a fase de produ√ß√£o de bioetanol; a fermenta√ß√£o e sacarifica√ß√£o simult√Ęneas (SSF), neste caso h√° a adi√ß√£o ex√≥gena de enzimas ou a co-fermenta√ß√£o de biomassa com um microrganismo produtor das enzimas necess√°rias √† convers√£o dos pol√≠meros nos seus mon√≥meros, disponibilizando assim os a√ß√ļcares simples para o microrganismo etanolog√©nico os converter em etanol; e o bioprocesso consolidado (CBP), em que a produ√ß√£o de enzimas para a hidr√≥lise enzim√°tica e a produ√ß√£o de etanol ocorrem por a√ß√£o do mesmo microrganismo (considerado o melhor processo conceptual) (Lynd, 1996). Infelizmente n√£o est√° descrito nenhum microrganismo que, simultaneamente, seja capaz de produzir a maquinaria enzim√°tica necess√°ria para a hidr√≥lise da biomassa lenhocelul√≥sica e que a produ√ß√£o de etanol atinja valores de rendimento e produtividade economicamente vi√°veis. Dadas as dificuldades de implementa√ß√£o √† escala industrial do 2G e movidos por preocupa√ß√Ķes ambientais, de utiliza√ß√£o de solos cultiv√°veis e o desequil√≠brio atual no ciclo de carbono, levou alguns cientistas a desenvolver o Bioetanol de 3¬™ Gera√ß√£o (3G). Este bioetanol recorre a microalgas com elevado conte√ļdo nutritivo para a sua produ√ß√£o. Ao inv√©s de aproveitar res√≠duos agroindustriais como substrato, as algas s√£o produzidas explorando os recursos h√≠dricos para a produ√ß√£o de biomassa. Desta forma, n√£o h√° competi√ß√£o com produ√ß√£o alimentar nem √°rea cultiv√°vel e n√£o h√° utiliza√ß√£o de recursos agroindustriais. No entanto, o baixo rendimento de produ√ß√£o de biomassa torna este processo, ainda, economicamente invi√°vel √† escala industrial (Goh and Lee, 2010). Uma alternativa a estas op√ß√Ķes √© a utiliza√ß√£o de plantas produtoras de inulina, como Helianthus tuberosus (tupinambo), que representam um recurso renov√°vel, barato e abundante para a produ√ß√£o de bioetanol. O tupinambo tem v√°rias caracter√≠sticas importantes que justificam a sua utiliza√ß√£o, nomeadamente a toler√Ęncia a frio, √† seca, ao vento e a terrenos arenosos e/ou salinos, com uma alta taxa de fertilidade e de resist√™ncia a pestes e doen√ßas, n√£o necessitando obrigatoriamente de terrenos f√©rteis para se desenvolver. Estas caracter√≠sticas tornam-no numa fonte apetec√≠vel de biomassa para convers√£o em bioetanol que n√£o compete pelos terrenos cultiv√°veis utilizados para produ√ß√£o alimentar (Neagu and Bahrim, 2011; Chi et al., 2011; Bajpai and Margaritis, 1982). Este trabalho teve como objetivo a procura de novos microrganismos, especialmente leveduras, a partir de isolamentos de diferentes fontes naturais, nomeadamente dos frutos de alfarrobeira (Ceratonia s√≠liqua), ameixeira (Prunus domestica), cerejeira (Prunus avium), figueira (Ficus carica), medronheiro (Arbutus unedo) e pessegueiro (Prunus persica) e tub√©rculos de tupinambo (Helianthus tuberosus). Os microrganismos foram selecionados com base nas suas caracter√≠sticas etanolog√©nicas (maior toler√Ęncia a elevadas concentra√ß√Ķes de etanol, pH e temperatura e, por isso, capazes de fermenta√ß√Ķes alco√≥licas mais longas); e/ou na capacidade de produ√ß√£o de enzimas relevantes, como inulinases, para posterior aplica√ß√£o em bioprocessos industriais. A partir de 98 isolados, dos quais 90 eram leveduras e 8 bact√©rias, foram selecionados 7 isolados diferentes. Destes, 3 isolados foram selecionados porque apresentaram capacidade de converter inulina purificada em etanol; os outros 4 isolados foram selecionados porque foram capazes de produzir etanol mais rapidamente, utilizando sumo de medronho como meio completo. √Äs 7 estirpes foi aplicado um procedimento de identifica√ß√£o preliminar, utilizando sondas marcadas com um fluor√≥foro, para hibrida√ß√£o de fluoresc√™ncia in situ (FISH), especificas para v√°rias esp√©cies de leveduras v√≠nicas, nomeadamente: Hanseniaspora uvarum, Kluyveromyces marxianus, Lachancea thermotolerans, Metschnikowia pulcherrima, Saccharomyces cerevisiae, Torulaspora delbrueckii e Zygosaccharomyces bailii. As 7 estirpes apresentaram um resultado positivo para apenas uma destas sondas, distribuindo-se por tr√™s esp√©cies diferentes: Lachancea thermotolerans (AP1), Saccharomyces cerevisiae (DP2 e GluP4) e Zygosaccharomyces bailii (GerP3, Calf2, Talf1 e Talf2). Foi realizado um controlo positivo em cada experiencia de FISH para cada sonda testada, utilizaram-se estirpes identificadas e existentes no laborat√≥rio, nomeadamente: CBS 314 (Hanseniaspora uvarum), Kluyveromyces marxianus 516F, CBS 2803 (Lachancea thermotolerans), NRRL Y-987 (Metschnikowia pulcherrima), Saccharomyces cerevisiae CCMI 885, PYCC 4478 (Torulaspora delbrueckii) e Zygosaccharomyces bailii 518F. Foi tamb√©m utilizada uma sonda universal para c√©lulas eucariotas (EUK516) em todas as c√©lulas utilizadas, como controlo positivo, de forma a assegurar a presen√ßa de RNA acess√≠vel nas c√©lulas ap√≥s o procedimento de fixa√ß√£o, essencial na t√©cnica de FISH. Esta identifica√ß√£o preliminar dever√° ser validada com t√©cnicas moleculares mais precisas, complementadas com estudos completos de morfologia e fisiologia. Das estirpes preliminarmente identificadas como Z. bailii, tr√™s (Calf2, Talf1 e Talf2) apresentaram capacidade de produ√ß√£o de inulinases, uma carater√≠stica n√£o referenciada em estirpes desta esp√©cie (Kurtzman et al., 2011). Foi tra√ßado um perfil metab√≥lico das estirpes, Calf2, Talf1 e Talf2, em confronto com a estirpe Z. bailii 518F utilizando duas galerias API distintas: API ZYM and the API 20C AUX. Conclui-se que as tr√™s estirpes t√™m perfiz metab√≥licos semelhantes entre si e com Z. bailii 518F, revelando caracter√≠sticas fisiol√≥gicas importantes para aplica√ß√£o futura. A produ√ß√£o de inulinases √© uma caracter√≠stica essencial para a fermenta√ß√£o de inulina em etanol, permitindo a utiliza√ß√£o de mat√©rias-primas ricas em inulina como substrato para produ√ß√£o de bioetanol. Com esta finalidade, foi avaliada a produ√ß√£o de inulinases extracelulares das 3 estirpes, utilizando dois substratos indutores: a inulina (extra√≠da de chic√≥ria) e o sumo de tupinambo. A estirpe Talf1 apresentou maior atividade enzim√°tica extracelular quando induzida com sumo de tupinambo (8,7 U/ml) do que a estirpe Calf2 e Talf2, que atingiram 4,1 e 7,8 U/ml respetivamente. Utilizando inulina purificada como substrato indutor, todas as estirpes atingiram aproximadamente 0,6 U/ml de atividade enzim√°tica no extrato celular, o que demonstra a fraca capacidade de indu√ß√£o por parte da inulina purificada. De forma a otimizar a produ√ß√£o de inulinases, utilizando a estirpe Talf1, foram testados outros substratos como indutores de inulinases: duas inulinas comerciais, extra√≠das de fontes naturais diferentes; e tr√™s mat√©rias-primas: ra√≠zes de acelga, tub√©rculos de d√°lia e o res√≠duo s√≥lido de tupinambo, obtido ap√≥s extra√ß√£o do sumo. Conclui-se que as inulinas comerciais purificadas s√£o fracos indutores, n√£o atingindo valores superiores a 0,6 U/ml, enquanto todas as mat√©rias-primas naturais induziram positivamente a produ√ß√£o de inulinases, obtendo 1,9 U/ml com ra√≠zes de acelga, 1,5 U/ml com tub√©rculos de d√°lia e 5,9 com o res√≠duo s√≥lido de tupinambo. Concluiu-se que o tupinambo, em particular o sumo, √© o melhor substrato indutor, para a produ√ß√£o de inulinases extracelulares utilizando a estirpe Talf1. Foi feita a caracteriza√ß√£o bioqu√≠mica do extrato enzim√°tico desta estirpe, revelando que a temperatura e o pH √≥timos de atividade s√£o 45¬ļC e 5,5 respetivamente. Foi determinada a estabilidade √† temperatura e ao pH; o extrato enzim√°tico manteve 57% da sua atividade inicial ao fim de 24 dias, quando mantido a 30¬ļC e ao pH natural (5,5). No entanto altera√ß√Ķes de pH diminuem drasticamente a estabilidade do extrato (a 30 ¬ļC). As caracter√≠sticas do extrato enzim√°tico da estirpe Talf1 s√£o promissoras para a sua posterior utiliza√ß√£o em bioprocessos que utilizem inulina ou fontes ricas em inulina como substrato desde que ocorram a pH √°cido (aproximadamente 5,5) e √† temperatura de 30¬ļC. Dadas as caracter√≠sticas descritas, a estirpe Talf1 foi utilizada num bioprocesso consolidado (CBP) e o respetivo extrato enzim√°tico utilizado num processo de fermenta√ß√£o e sacarifica√ß√£o simult√Ęneas (SSF) para produ√ß√£o de bioetanol. Para o processo SSF foi utilizada a estirpe etanolog√©nica S. cerevisiae CCMI 885 e o meio foi suplementado com o extrato enzim√°tico produzido por Talf1. Na utiliza√ß√£o de inulina como √ļnica fonte de carbono, o processo SSF apresentou maior rendimento e produtividade m√°ximos de etanol (47% e 2,75 g.l-1.h-1) e obteve-se maior concentra√ß√£o de etanol no meio (78 g/l), enquanto no processo CBP produziram-se 67 g/l de etanol, com um rendimento e produtividade m√°ximos de 45% e 1,70 g.l-1.h-1 respetivamente. Foi realizado, em paralelo, um crescimento controlo com S. cerevisiae CCMI 885 e inulina como √ļnica fonte de carbono. Nestas condi√ß√Ķes, foram produzidas apenas 50 g/l de etanol, o que demonstra que a adi√ß√£o do extrato enzim√°tico levou √† hidr√≥lise de pol√≠meros de inulina que n√£o s√£o utilizados naturalmente por S. cerevisiae, apesar desta estirpe conseguir produzir enzimas que degradam parcialmente pol√≠meros de inulina. A produ√ß√£o de bioetanol a partir diretamente de sumo de tupinambo foi testada pelos dois bioprocessos (SSF e CBP). Neste caso obtiveram-se melhores resultados utilizando a levedura Talf1 no bioprocesso consolidado. A estirpe Talf1 atingiu melhor produtividade (3,62 g.l-1.h-1,), rendimento (51%) e concentra√ß√£o m√°ximas de etanol (67 g/l), do que a estirpe S. cerevisiae CCMI 885 em sumo de tupinambo (SSF), suplementado com o extrato enzim√°tico contendo inulinases, que produziu 62 g/l de etanol, com um rendimento e produtividade m√°ximos de 48% e 2,40 g.l-1.h-1, respetivamente. No ensaio controlo, utilizando a levedura S. cerevisiae CCMI 885 sem adi√ß√£o de qualquer enzima, obtiveram-se menores resultados de rendimento e produtividade m√°xima (42% e 2,07 g.l-1.h-1) e apenas 55 g/l de etanol produzido, um valor inferior aos resultados obtidos com os anteriores bioprocessos. Estes resultados s√£o consistentes com os obtidos apenas com inulina como fonte de carbono, refor√ßando a hip√≥tese de que esta estirpe, S. cerevisiae CCMI 885, seja capaz de hidrolisar algumas cadeias de inulina, mas n√£o utilizar todos os a√ß√ļcares presentes no sumo de tupinambo. Estes resultados mostram o potencial da inulina e fontes naturais ricas em inulina, como o tupinambo, para fontes alternativas na produ√ß√£o de bioetanol. No entanto para a aplica√ß√£o industrial das estirpes descritas neste trabalho, ser√° necess√°ria posterior otimiza√ß√£o de todo o processo. As 4 leveduras selecionadas a partir do rastreio inicial de fermenta√ß√£o de sumo de medronho (L. thermotolerans AP1, S. cerevisiae DP2, S. cerevisiae GluP4 e Z. bailii GerP3), foram utilizadas num ensaio de fermenta√ß√£o de sumo de medronho, em compara√ß√£o com S. cerevisiae CCMI 885. O melhor resultado foi obtido com a estirpe S. cerevisiae CCMI 885, atingindo-se 108 g/l de etanol, com um rendimento m√°ximo de 51%, igual ao te√≥rico poss√≠vel, e uma produtividade m√°xima de 1,29 g.l-1.h-1. No entanto, a estirpe de Z. bailii GerP3, com valores m√°ximos de etanol, produtividade e rendimento m√°ximos de 100 g/l, 1,11 g.l-1.h-1 e 50%, respetivamente, s√£o pr√≥ximos daqueles obtidos com a levedura S. cerevisiae. A estirpe Z. bailii GerP3 obteve, por isso, os resultados mais promissores para a aplica√ß√£o num sistema de fermenta√ß√£o em estado s√≥lido diretamente a partir de medronho. O desenvolvimento de um processo eficiente e economicamente vi√°vel para produ√ß√£o de bioetanol √© crucial para a sociedade atual, servindo como alternativa √† utiliza√ß√£o de combust√≠veis f√≥sseis, para uma popula√ß√£o mundial que requer cada vez mais energia. A utiliza√ß√£o de fontes naturais como o tupinambo e o medronho, para a produ√ß√£o de bioetanol, pode ajudar a reduzir a depend√™ncia energ√©tica dos combust√≠veis f√≥sseis. No entanto, para produzir industrialmente bioetanol a partir destas fontes naturais renov√°veis, e ainda necess√°ria a otimiza√ß√£o do processo a escala industrial

    New microbial inocula for bioaugmentation : novel product design and valorization

    Get PDF
    Biological processes as bioremediation hold a promising alternative to overcome pollution accumulation worldwide. There are commercial products available for bioremediation, most based on strains from few species of Bacillus and Pseudomonas. In the present work, both direct isolation and adaptive evolution experiments (AEx) were set-up to screen new and improved microbial biodegraders towards fat, oils and grease (FOG) and polycyclic aromatic hydrocarbon (PAH) contaminants. By the direct isolation, 196 microorganisms were screened and fingerprinted by PCR with primers csM13 and PH, allowing the selection of two bacterial strains, identified as Aeromonas sp. and Staphylococcus sp., with good biodegradation capacity for FOG residues. The AEx focused on PAH pollution and insoluble triglycerides, and were conducted for 110 cycles, creating a collection of 455 microorganisms (bacteria and yeast) by selective solid media isolation. All isolates were analysed by PCR-fingerprint with multiple primers (csM13, PH and [GTG]5), to assess genomic diversity and detect indistinguishable isolates. The microbial population changes during AEx were also followed by third generation sequencing, to assess limitations and bias of the isolation strategy. A total of 19 microorganisms were selected and identified as belonging to Acinetobacter, Brevundimonas, Paraburkholderia, Pigmentiphaga, Pseudomonas, Sphingobacterium and Yarrowia, genera with known biodegradative ability. Methods were developed for effective pollutant removal quantification to compare the selected isolates. Concerning FOG residues, a gravimetric approach showed that the two best isolates removed 90% and 55% of FOG, after 5 days assay. For PAH, a HPLC quantification method revealed that the two best isolates were capable to remove 40% of anthracene and 60% phenanthrene, after 5 days assay. These results pave the way for the integration of the selected strains into new products, with high added value and effectiveness as an ecological bioremediation alternative, to deal with recalcitrant pollutants as FOG and PAH

    Aplicação em tempo-real para deteção automática de fraturas ósseas em imagens de ultrassom

    Get PDF
    Disserta√ß√£o de mestrado, Engenharia Electr√≥nica e Telecomunica√ß√Ķes, Faculdade de Ci√™ncias e Tecnologia, Universidade do Algarve, 2017A popula√ß√£o mundial est√° atualmente exposta a um n√≠vel de radia√ß√£o consider√°vel. N√£o se refere apenas √† radia√ß√£o solar, que s√≥ por si √© bastante preocupante, mas tamb√©m √† radia√ß√£o proveniente de outras fontes, nomeadamente as relacionadas com m√©todos imagiol√≥gicos que utilizam radia√ß√£o ionizante. A utiliza√ß√£o de raios-X, √© uma pr√°tica bastante comum nos m√©todos de diagn√≥stico e a sua frequ√™ncia de utiliza√ß√£o √© alarmante quando os pacientes s√£o ainda jovens ou crian√ßas por o seu organismo ainda se encontrar em crescimento e ser potencialmente afetado pelas radia√ß√Ķes. A utiliza√ß√£o de m√©todos imagiol√≥gicos baseados em ultrassom, devem ser levados em considera√ß√£o nestes casos, por serem m√©todos com radia√ß√£o n√£o-ionizante. Apesar de estes m√©todos necessitarem de maior experi√™ncia por parte do t√©cnico, a instrumenta√ß√£o √© de menor dimens√£o, s√£o mais econ√≥micos e mais port√°veis. No sentido de promover a utiliza√ß√£o de m√©todos imagiol√≥gicos alternativos, este projeto de disserta√ß√£o deu seguimento a projetos anteriormente desenvolvidos pelo Nuno Fernandes e pelo Lu√≠s Nascimento, de forma a facilitar a utiliza√ß√£o da imagiologia ultrass√≥nica de diagn√≥stico mediante a cria√ß√£o de uma aplica√ß√£o em tempo-real para dete√ß√£o de fraturas √≥sseas em imagens de ultrassom. As imagens de ultrassom s√£o caracterizadas pela presen√ßa de ru√≠do aleat√≥rio causado por reflex√Ķes microsc√≥picas que ocorrem nas diversas estruturas internas do paciente. O ru√≠do Speckle, √© caracterizado por apresentar um efeito de pequenos salpicos, em v√°rios tons de cinza ao longo de toda a imagem. Para reduzir o problema gerado pela presen√ßa deste tipo de ru√≠do, s√£o utilizados dois filtros intitulados como Mean Filter e SSR (Simple Speckle Removal). No que diz respeito √† identifica√ß√£o da linha de osso na imagem ultrassonogr√°fica, os m√©todos leftright, middle ou 3split+middle apresentaram bons resultados, segundo a literatura, e posteriormente, atrav√©s de uma soma de intensidade de pix√©is na regi√£o da linha de osso identificada, √© poss√≠vel encontrar a fratura √≥ssea. Tendo presente esta informa√ß√£o, o primeiro objetivo foi pesquisar se estaria dispon√≠vel algum aplicativo m√≥vel que permitisse a identifica√ß√£o de fraturas √≥sseas em imagens de ultrassom. Ap√≥s pesquisa, verificou-se que apenas est√£o dispon√≠veis aplicativos de caracter educacional. Aplicativos que exemplificam o modo de se obter as imagens, ao mostrar a posi√ß√£o e a zona onde a sonda dever√° ser ocupada e sugest√Ķes de poss√≠veis patologias encontradas nessas regi√Ķes. Para al√©m destes, apenas existe um aplicativo que permite a identifica√ß√£o de fraturas √≥sseas ao utilizar este tipo de imagens e foi o aplicativo desenvolvido pelo Lu√≠s Nascimento. Foi definido como segundo objetivo a liga√ß√£o do algoritmo desenvolvido em MATLAB, com o aplicativo m√≥vel que se iria desenvolver. Este objetivo foi conseguido com a utiliza√ß√£o de um pacote que ap√≥s instala√ß√£o, torna poss√≠vel a comunica√ß√£o entre a linguagem Python, JAVA ou C++, e o engine do MATLAB. Este pacote, o MATLAB engine para Pyhton, permite a utiliza√ß√£o de fun√ß√Ķes previamente desenvolvidas em MATLAB, numa aplica√ß√£o desenvolvida em Python. O terceiro e √ļltimo objetivo definido, foi criar a aplica√ß√£o que conseguisse gerar a resposta no mesmo formato da aplica√ß√£o desenvolvida pelo Lu√≠s Nascimento e aproximadamente no mesmo espa√ßo temporal. Tratando-se de um aplicativo em tempo-real, o tempo de resposta era fulcral para o sucesso deste aplicativo. Era necess√°rio ter alguns fatores em considera√ß√£o, tais como, o tempo de resposta da aplica√ß√£o em MATLAB e o tempo da comunica√ß√£o entre servidor e cliente. O objetivo inicialmente delineado foi conseguido apenas na segunda vers√£o do aplicativo, em que se colocou a inicializa√ß√£o do MATLAB engine no momento em que o servidor era inicializado, evitando esta perda de tempo no momento em que utilizador submeteria a imagem para ser analisada pelo aplicativo. Tendo como compara√ß√£o um teste preliminar feito √† aplica√ß√£o do Lu√≠s, verificou-se que os resultados, no que diz respeito ao tempo de resposta da nova aplica√ß√£o, s√£o bastante satisfat√≥rios. Pelo que se considera que a aplica√ß√£o em tempo-real desenvolvido apresentou uma boa performance

    An√°lise dos efeitos do ambiente de opera√ß√Ķes e do poder de mercado da firma na posi√ß√£o competitiva de firmas brasileiras

    Get PDF
    Purpose: The study aims to analyze the effects that task environment and firm‚Äôs market power exerts on Brazilian firm‚Äôs competitive position, during the period of 2012 to 2017, which encompasses the effects of the 2008 crisis.Design/methodology/approach: We used Partial Least Squares path modeling when estimating the effects of competitive environment and market power on a firm‚Äôs competitive position, considering the effects of time. The size of firm was used as a weighting factor. The sample is comprised by manufacturing industry Brazilian publicly traded firms, active in the period 2012 to 2017. Findings: The capacity of firms to achieve and sustain a favorable competitive position is directly dependent on the degree of market power they own. Under a reactive managerial point of view, managers should make strategic choices that allow the firm to stay close to consumers, to maintain and reinforce market power, avoiding reductions in market share. Under a proactive managerial point of view, managers should take advantage of market power by building barriers that would make it difficult for competitors to have access to consumers.Originality/value: This research brings two original contributions. The first one is the identification of the determining factors of the competitive position of Brazilian firms, during the period after the 2008 financial crisis. The second one is the proposition and test of a structural equations model to estimate the effects of market power and task environment on firm‚Äôs competitive position.Objetivo: Este estudo tem por objetivo analisar os efeitos que o ambiente competitivo e o poder de mercado da firma exercem na posi√ß√£o competitiva de firmas, no per√≠odo de 2012 a 2017, que abarca os efeitos da crise de 2008.Desenho/metodologia/abordagem: Os par√Ęmetros do modelo estrutural foram estimados por meio de modelagem de caminhos com m√≠nimos quadrados parciais. O tamanho da firma foi utilizado como fator de pondera√ß√£o. A amostra √© composta por firmas brasileiras de capital aberto, atuantes na ind√ļstria manufatureira e ativas no per√≠odo de 2012 a 2017.Resultados: A capacidade das firmas de alcan√ßar e sustentar uma posi√ß√£o competitiva favor√°vel √© dependente do seu poder de mercado. Sob uma perspectiva gerencial reativa, gestores devem fazer escolhas estrat√©gicas que permitam √† firma se manter pr√≥xima aos consumidores, e manter e refor√ßar o seu poder de mercado, evitando redu√ß√Ķes em sua participa√ß√£o de mercado. Sob uma perspectiva gerencial proativa, os gestores devem tirar vantagem do poder de mercado, com o estabelecimento de barreiras que dificultem o acesso dos concorrentes aos consumidores.Originalidade/valor: Esta pesquisa apresenta duas contribui√ß√Ķes originais. A primeira delas √© a identifica√ß√£o dos fatores determinantes da posi√ß√£o competitiva de firmas brasileiras, durante o per√≠odo ap√≥s a crise financeira de 2008. A segunda √© a proposi√ß√£o e o teste de um modelo de equa√ß√Ķes estruturais, com o objetivo de estimar os efeitos do poder de mercado e do ambiente competitivo, na posi√ß√£o competitiva da firma

    Reverse Engineering Static Content and Dynamic Behaviour of E-Commerce Websites for Fun and Profit

    Get PDF
    Atualmente os websites de com√©rcio eletr√≥nico s√£o uma das ferramentas principais para a realiza√ß√£o de transa√ß√Ķes entre comerciantes online e consumidores ou empresas. Estes websites apoiam- se fortemente na sumariza√ß√£o e an√°lise dos h√°bitos de navega√ß√£o dos consumidores, de forma a influenciar as suas a√ß√Ķes no website com o intuito de otimizar m√©tricas de sucesso como o CTR (Click through Rate), CPC (Cost per Conversion), Basket e Lifetime Value e User Engagement. A utiliza√ß√£o de t√©cnicas de data mining e machine learning na extra√ß√£o de conhecimento a partir dos conjuntos de dados existentes nos websites de com√©rcio eletr√≥nico tem vindo a ter uma crescente influ√™ncia nas campanhas de marketing realizadas na Internet.Quando o provedor de servi√ßos de machine learning se deparada com um novo website de com√©rcio eletr√≥nico, inicia um processo de web mining, fazendo recolha de dados, tanto hist√≥ricos como em tempo real, do website e analisando/transformando estes dados de forma a tornar os mesmos utiliz√°veis para fins de extra√ß√£o de informa√ß√£o tanto sobre a estrutura e conte√ļdo de um website assim como dos h√°bitos de navega√ß√£o dos seus utilizadores t√≠picos. Apenas ap√≥s este processo √© que os data scientists s√£o capazes de desenvolver modelos relevantes e algoritmos para melhorar e otimizar as atividades de marketing online.Este processo √©, na sua generalidade, moroso em tempo e recursos, dependendo sempre da condi√ß√£o em que os dados s√£o apresentados ao data scientist. Dados com mais qualidade (p.ex. dados completos), facilitam o trabalho dos data scientists e tornam o mesmo mais r√°pido. Por outro lado, na generalidade dos casos, os data scientists tem de recorrer a t√©cnicas de monitoriza√ß√£o de eventos espec√≠ficos ao dom√≠nio do website de forma a atingir o objetivo de conhecer os h√°bitos dos utlizadores, tornando-se necess√°rio a realiza√ß√£o de modifica√ß√Ķes ao c√≥digo fonte do website para a captura desses mesmos eventos, aumentando assim o risco de n√£o capturar toda a informa√ß√£o relevante por n√£o ativar os mecanismos de monitoriza√ß√£o em todas as p√°ginas do web- site. Por exemplo, podemos n√£o ter conhecimento a priori que uma visita √† p√°gina de Condi√ß√Ķes de Entrega √© relevante para prever o desejo de um dado consumidor efetuar uma compra e, desta forma, os mecanismos de monitoriza√ß√£o nessas p√°ginas podem n√£o ser ativados.No contexto desta problem√°tica, a solu√ß√£o proposta consiste numa metodologia capaz de ex- trair e combinar a informa√ß√£o sobre um dado website de com√©rcio eletr√≥nico atrav√©s de um pro- cesso de web mining, compreendendo a estrutura de p√°ginas de um website, assim como do conte√ļdo das mesmas, baseando-se para isso na identifica√ß√£o de conte√ļdo din√Ęmico das p√°ginas assim como informa√ß√£o sem√Ęntica recolhida de locais predefinidos. Adicionalmente esta informa√ß√£o √© complementada, usando dados presente nos registos de acesso de utilizadores, com modelos preditivos do futuro comportamento dos utilizadores no website. Torna-se assim poss√≠vel a apresenta√ß√£o de um modelo de dados representando a informa√ß√£o sobre um dado website de com√©rcio eletr√≥nico e os seus utilizadores arquet√≠picos, podendo posteriormente estes dados serem utiliza- dos, por exemplo, em sistemas de simula√ß√£o.Nowadays electronic commerce websites are one of the main transaction tools between on-line merchants and consumers or businesses. These e-commerce websites rely heavily on summarizing and analyzing the behavior of customers, making an effort to influence user actions towards the optimization of success metrics such as CTR (Click through Rate), CPC (Cost per Conversion), Basket and Lifetime Value and User Engagement. Knowledge extraction from the existing e- commerce websites datasets, using data mining and machine learning techniques, has been greatly influencing the Internet marketing activities.When faced with a new e-commerce website, the machine learning practitioner starts a web mining process by collecting historical and real-time data of the website and analyzing/transforming this data in order to be capable of extracting information about the website structure and content and its users' behavior. Only after this process the data scientists are able to build relevant models and algorithms to enhance marketing activities.This is an expensive process in resources and time since it will always depend on the condition in which the data is presented to the data scientist, since data with more quality (i.e. no incomplete data) will make the data scientist work easier and faster. On the other hand, in most of the cases, data scientists would usually resort to tracking domain-specific events throughout a user's visit to the website in order to fulfill the objective of discovering the users' behavior and, for this, it is necessary to perform code modifications to the pages themselves, that will result in a larger risk of not capturing all the relevant information by not enabling tracking mechanisms in certain pages. For example, we may not know a priori that a visit to a Delivery Conditions page is relevant to the prediction of a user's willingness to buy and therefore would not enable tracking on those pages.Within this problem context, the proposed solution consists in a methodology capable of extracting and combining information about a e-commerce website through a process of web mining, comprehending the structure as well as the content of the website pages, relying mostly on identifying dynamic content and semantic information in predefined locations, complemented with the capability of, using the user's access logs, extracting more accurate models to predict the users future behavior. This allows for the creation of a data model representing an e-commerce website and its archetypical users that can be useful, for example, in simulation systems

    Aumento da autossuficiência energética de uma ETAR com a implementação conjunta de um regime de co-digestão anaeróbia e de um sistema solar fotovoltaico em regime de autoconsumo

    Get PDF
    Atualmente, uma esta√ß√£o de tratamento de √°guas residuais (ETAR) de m√©dia/grande dimens√£o apresenta-se como consumidor intensivo de energia, com um balan√ßo energ√©tico consideravelmente negativo. A produ√ß√£o interna de bioenergia cobre apenas uma parte do consumo energ√©tico total inerente ao seu funcionamento. A produ√ß√£o de bioenergia em ETAR resulta de um processo denominado de digest√£o anaer√≥bia (DA), que origina biog√°s (constitu√≠do essencialmente por CH4 e CO2). O biog√°s produzido vem sendo utilizado principalmente para produ√ß√£o combinada de energia t√©rmica e el√©trica, em grupos de co-gera√ß√£o, direcionada para o autoconsumo da ETAR. Diversos estudos indicam que o potencial de produ√ß√£o de bioenergia numa ETAR √© bastante elevado, podendo mesmo tornar-se um produtor excedent√°rio de energia. A co-digest√£o anaer√≥bia apresenta-se como uma solu√ß√£o comprovada para melhorar o rendimento de produ√ß√£o de biog√°s no processo de DA. Adicionalmente, os sistemas fotovoltaicos apresentam-se como uma solu√ß√£o tecnol√≥gica comprovada para produ√ß√£o de energia em regime de autoconsumo. A presente disserta√ß√£o prop√Ķe a implementa√ß√£o integrada de duas tecnologias de produ√ß√£o de energia renov√°vel, co-digest√£o anaer√≥bia e sistema solar fotovoltaico em regime de autoconsumo, contribuindo para o aumento da autossufici√™ncia energ√©tica de uma ETAR
    • ‚Ķ
    corecore