49 research outputs found

    DIFERENTES M√ČTODOS DE PESQUISA NA AN√ĀLISE QUALITATIVA, PARA PROMOVER SA√öDE

    Get PDF
    Para compreender a An√°lise Qualitativa enquanto processo de an√°lise √© preciso entender a conceitua√ß√£o e diferencia√ß√£o entre, m√©todo e metodologia. No tocante a defini√ß√£o de metodologia entende-se que √© a arte de dirigir o esp√≠rito na investiga√ß√£o da verdade; estudo dos m√©todos e, especialmente, dos m√©todos das ci√™ncias. O m√©todo √© o caminho pelo qual se atinge um objetivo, por meio de t√©cnicas que se delineia como m√©todo direto, modo de proceder e maneira de agir. Assim ent√£o pode-se dizer que a pesquisa qualitativa √© um estudo que se define a natureza (origem) da pesquisa, onde √© necess√°rio ter uma d√ļvida, um questionamento, uma pergunta (fala-se do problema, o que se quer investigar?); onde, deve-se verificar que ela possui atividades de investiga√ß√£o que se apresentam de forma espec√≠fica e possuem caracter√≠sticas de tra√ßos comuns. Devendo-se perceber dois aspectos: o primeiro, as peculiaridades da pesquisa qualitativa e o segundo, as modalidades dos tipos de investiga√ß√£o

    QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS PRATICANTES DE ATIVIDADES F√ćSICAS

    Get PDF
    A expectativa de vida do brasileiro vem crescendo, com isso surge a necessidade de que as pessoas cuidem mais de sua sa√ļde e isso inclui a pr√°tica de atividades f√≠sicas regularmente. Entretanto essa √© uma preocupa√ß√£o recente, de modo que os idosos nem sempre estiveram atentos para tal necessidade. Diante disso surge o interesse pelo tema deste artigo, que tem como objetivo apontar a import√Ęncia da pr√°tica de atividades f√≠sicas por idosos desde que devidamente elaboradas e acompanhadas por um profissional da Educa√ß√£o F√≠sica. Para a elabora√ß√£o deste estudo foi realizada uma pesquisa bibliogr√°fica. Com base nos estudos realizados pode-se concluir que a pr√°tica de atividades f√≠sicas por idosos traz diversos benef√≠cios, tanto f√≠sicos, quanto psicol√≥gicos e sociais, sendo um fator de grande relev√Ęncia para a promo√ß√£o e manuten√ß√£o da sa√ļde e qualidade de vida dos mesmos.The life expectancy of the Brazilian peopleis growing and it arises the need for people to take better care of their health and this includes practicing physical activities regularly. However, this is a recent concern, so the elderly have not always been aware of this need. Faced with this, there is an interest in the theme of this article, which aims to point out the importance of the practice of physical activities by the elderly, since they are properly elaborated and accompanied by a Physical Education professional. For the preparation of this study a bibliographic research has been done. Based on the studies we can conclude that the practice of physical activities by the elderly brings several benefits: physical, psychologica and social, being a factor of great relevance for the promotion and maintenance of health and quality of life

    DROGAS E A FAM√ćLIA, UMA DISCUSS√ÉO DA LITERATURA

    Get PDF
    O presente estudo tem como objetivo discutir a problem√°tica das drogas e a rela√ß√£o da fam√≠lia, afim de promover uma discuss√£o integrativa em torno da tem√°tica das drogas e da fam√≠lia. Realizou-se a combina√ß√£o e a associa√ß√£o do cruzamento dos descritores para promover o levantamento bibliogr√°fico. Por meio de publica√ß√Ķes do SCIELO e Organiza√ß√Ķes de Governo e N√£o Governamental, no per√≠odo compreendido entre 2009 a 2015. Dos dados coletados foram selecionados 15 artigos, aos quais foram examinados sistematicamente, de modo a identificar os descritores, objetivos, principais resultados, e as conclus√Ķes apresentadas pelos autores. As an√°lises procederam-se por meio de s√≠nteses dos estudos, aos quais possibilitou a reflex√£o da discuss√£o da tem√°tica. Concluindo que as quest√Ķes das drogas n√£o √© um papel exclusivamente da fam√≠lia, mas de todos, cuja os desafios devem ser enfrentados com recursos j√° dispon√≠veis, mas tamb√©m com recursos que possam ser desenvolvidos por todos

    A DECORR√äNCIA DO USO DO √ĀLCOOL EM PACIENTES QUE SUBMETERAM √Ä CIRURGIA BARI√ĀTRICA

    Get PDF
    INTRODU√á√ÉO: O presente estudo tem como tem√°tica o paciente bari√°trico e o uso do √°lcool. O interesse por este tema deu-se em decorr√™ncia do aumento do n√ļmero de cirurgias bari√°tricas indicadas como estrat√©gia ao combate da obesidade, vista complica√ß√Ķes √† sa√ļde e qualidade de vida, atingindo crian√ßas, adolescentes e adultos. O tratamento cir√ļrgico √© oferecido a pacientes que apresentam obesidade m√≥rbida, com insucesso em tratamentos anteriores e hist√≥rico de doen√ßas cr√īnicas agravadas pela obesidade. A quest√£o norteadora do estudo refere-se: Seria o uso do √°lcool um dos dilemas enfrentados por pacientes p√≥s-operados que se submeteram √† interven√ß√£o cir√ļrgica bari√°trica por meio de recomenda√ß√£o m√©dica? Acredita-se que um dos dilemas enfrentados por pacientes que se submeteram √† cirurgia bari√°trica seja o uso abusivo do √°lcool, sendo comum, verificar o consumo exagerado de bebida alc√≥olica, compuls√£o por compras, sexo, trabalho, dentre outros, podendo acarretar a volta do desequil√≠brio alimentar. Desta forma, deve-se dar maior aten√ß√£o, tanto no per√≠odo pr√©-operat√≥rio, quanto no p√≥s-operat√≥rio da cirurgia bari√°trica, perante tais constata√ß√Ķes e devido ao aumento do n√ļmero de cirurgias bari√°tricas como combate √† obesidade. OBJETIVO: Verificar o consumo da bebida alco√≥lica em pacientes que intercorreram ao procedimento cir√ļrgico bari√°trico e est√£o em acompanhamento psicol√≥gico M√ČTODO: Estudo do tipo qualitativo transversal, de natureza descritiva e explorat√≥ria. O estudo envolveu pacientes atendidos no Centro de Tratamento Cir√ļrgico da Obesidade, envolvendo 16 pacientes que intercorreram a interven√ß√£o cir√ļrgica, selecionados de forma aleat√≥ria incluindo aqueles maiores de 18 anos, com mais de 7 meses de procedimento e o qual fez e/ou faz uso de bebida alc√≥olica. Para tal, foi utilizado um roteiro de Entrevista sobre Estilo de vida e teste ASSIST e CAGE para verificar o envolvimento com o √°lcool. As entrevistas foram transcritas na √≠ntegra e para aferi√ß√£o dos testes utilizou-se da padroniza√ß√£o do instrumento. As an√°lises qualitativas embasar√£o no m√©todo da hermen√™utica dial√©tica, e an√°lise estat√≠stica ser√£o descritivas explorat√≥rias bivariada utilizando-se do aux√≠lio do programa SPSS, vers√£o 22. RESULTADOS: Foi registrado, no estudo realizado, a maior participa√ß√£o de mulheres e de solteiros na fase adulta. A intercorr√™ncia cir√ļrgica na maioria dos envolvidos ocorreram por indica√ß√£o m√©dica devido a quest√Ķes de sa√ļde como diabetes, problemas hep√°ticos, dores na articula√ß√£o motivada pelo peso, colesterol e hipertens√£o. Verificou-se nos participantes a necessidade de adequa√ß√£o do corpo ao padr√£o est√©tico, embora os danos de sa√ļde devido ao sobrepeso, recebendo o apoio familiar para a intercorr√™ncia cir√ļrgico. Muitos demonstraram a tentativa de mudan√ßa de h√°bitos, no entanto, o insucesso nos resultados agia como facilitador para manter-se em h√°bitos n√£o saud√°veis. Em rela√ß√£o ao uso do √°lcool todos os envolvidos demonstraram consumir a bebida alco√≥lica, em alguns casos mais elevados ap√≥s a intercorr√™ncia, evidenciando assim, para todos, a necessidade de receberem aten√ß√£o especial para o consumo, e uma parcela a necessidade de cuidados intensivos a sa√ļde por indicarem depend√™ncia da subst√Ęncia. DISCUSS√ÉO: Percebe-se que os envolvidos no estudo s√£o em sua maioria mulheres, o que reflete a cultura ocidental, pautada na valoriza√ß√£o do corpo magro como padr√£o de beleza. Apesar dos pacientes relatarem estarem preparados para a cirurgia , muitos desconhecem o processo pelo qual ser√£o submetido e a real mudan√ßa que isso acarretar√° em sua vida Al√©m de mudan√ßas em seus h√°bitos, ocorrem muitas mudan√ßas tamb√©m no campo ps√≠quico, por isso, a import√Ęncia do acompanhamento psicol√≥gico durante todo o processo, auxiliando na perda e manuten√ß√£o do peso, prevenindo e tratando poss√≠veis altera√ß√Ķes ps√≠quicas advindas da mudan√ßa corporal, do comportamento e das rela√ß√Ķes sociais do paciente. Mesmo o estudo ter demonstrado que a maioria dos envolvidos procurou a cirurgia por indica√ß√£o m√©dica no intuito de melhorar seu estado de sa√ļde, percebe-se tamb√©m, por parte de alguns, a vontade de iniciar uma nova etapa em suas vidas e, principalmente, deixarem de sofrer discrimina√ß√£o social, vendo na cirurgia a possibilidade de resgatar a autoestima a muito tempo perdida. Percebe-se tamb√©m, a import√Ęncia do apoio familiar e dos parceiros para sucesso do tratamento. Apesar de muitos relatarem terem recebido esse apoio, nota-se a necessidade de maiores informa√ß√Ķes para que o grupo familiar se envolva e possa ajudar o paciente a modificar seus h√°bitos, ponto importante para que o processo seja bem-sucedido. Observa-se que, muitas vezes o paciente n√£o estava preparado para tais mudan√ßas, principalmente em rela√ß√£o ao alimento, com isso, passa a procurar por algo que ir√° suprir o vazio antes preenchido pelo ele. A bebida alc√≥olica, por ser de f√°cil ingest√£o, √© muitas vezes utilizada para suprir as necessidades advindas da falta do alimento, al√©m de possibilitar um conv√≠vio social sem gerar constrangimentos. Verificou-se atrav√©s dos testes ASSIST e CAGE, utilizados nesse estudo, que todos os pacientes devem receber aten√ß√£o especial quanto ao consumo abusivo do √°lcool e precisam receber interven√ß√£o breve para auxili√°-los nesse campo. Esse novo h√°bito pode trazer grandes problemas a esses pacientes, sendo importante considerar n√£o apenas os efeitos do √°lcool em sua sa√ļde, mas todas as consequ√™ncias nocivas que o consumo pode provocar. CONSIDERA√á√ēES FINAIS: Observou-se, atrav√©s dos resultados encontrados no presente estudo, que o uso abusivo do √°lcool por pacientes bari√°tricos, trata-se de uma realidade. Percebe-se, que ap√≥s a cirurgia, o paciente, em sua maioria, n√£o se encontra preparado para enfrentar as mudan√ßas em seu estilo de vida e ressignificar valores que o leve a superar problemas psicossociais. A busca pelo √°lcool se d√°, muitas vezes, pela dificuldade de aderir a novos h√°bitos e apresenta como um artif√≠cio de fuga antes resolvido com o alimento, o que leva esse paciente a enfrentar novos problemas. H√° necessidade de estudos mais aprofundados sobre o consumo de √°lcool por pacientes bari√°tricos, para que ocorra uma maior conscientiza√ß√£o por parte dos profissionais envolvidos nesse processo, afim de rever ou afirmar que esse procedimento √© eficaz e seguro para tratar a obesidade, reduzir as comorbidade e promover uma melhor qualidade de vida a esse paciente

    A RELA√á√ÉO ENTRE M√ÉES E FILHOS E A INICIA√á√ÉO AO USO DO √ĀLCOOL E OUTRAS DROGAS

    Get PDF
    INTRODU√á√ÉO: Diante dos problemas das drogas que envolvem as fam√≠lias, atualmente, o avan√ßo no consumo das drogas tem sido um dilema no √Ęmbito das rela√ß√Ķes familiares, notadamente, no que tange as rela√ß√Ķes entre m√£e-filho e seus desdobramentos. Diferentes s√£o os fatores que incitam ao uso, no entanto, o meio em que se vive √© um preditor de destaque para a vulnerabilidade do uso das drogas. Por sua vez, a fun√ß√£o materna torna-se refer√™ncia de amparo ao filho na rela√ß√£o contextualizada no ambiente, neste sentido, o tipo de rela√ß√£o estabelecida √© um ponto essencial para a constitui√ß√£o do filho enquanto sujeito. As m√£es tornam-se um pilar na constru√ß√£o de v√≠nculos saud√°veis ou adoecidos entre seus membros, assim, quando os v√≠nculos s√£o disfuncionais, tais como o uso de √°lcool e outras drogas, √© mais prov√°vel que o comportamento dos filhos seja conduzido a uma norma desviante. Tamb√©m s√£o relevantes os fatores gen√©ticos, psicossociais e ambientais dentro do contexto familiar. OBJETIVO: O objetivo do estudo consiste em analisar a import√Ęncia da m√£e no desenvolvimento infantil, o reflexo desta rela√ß√£o na vida adulta e a vis√£o dos filhos em rela√ß√£o a inicia√ß√£o deles ao uso de √°lcool e outras drogas. M√ČTODO: O presente trabalho foi desenvolvido por meio de pesquisa de campo, do tipo qualitativo transversal, de natureza explorat√≥ria, realizado em um Centro de Atendimento a Dependentes Qu√≠micos de uma cidade da regi√£o do Alto Parana√≠ba, estado de Minas Gerais, Brasil. Participaram do estudo 20 pacientes, os quais j√° usaram √°lcool e outras drogas, e, atualmente, est√£o em tratamento no Centro. A amostra foi constitu√≠da aleatoriamente de 11 atendidos. Foram inclusos aqueles que possu√≠am idade igual e/ou superior a de 18 anos. Como instrumentos de pesquisa, utilizou-se da ENTREVISTA SEMIESTRUTURADA (Ap√™ndice A) para contextualiza√ß√£o da rela√ß√£o materna ‚Äď √°lcool e outras drogas ‚Äď vida, e do INVENT√ĀRIO DE ESTILOS PARENTAIS composto por 72 itens nos quais os respondentes classificam suas m√£es segundo uma s√©rie de comportamentos (Anexo A), os itens s√£o classificados em uma escala Likert de 6 pontos. RESULTADOS: O estudo aponta para o fato de que os v√≠nculos entre m√£es e filhos s√£o ambivalentes, entre a sensa√ß√£o de amparo e desamparo e a predomin√Ęncia de desapego e falta de cuidados. Possibilitou identificar que a idade de inicia√ß√£o ao uso do √°lcool e outras drogas ocorreram na puberdade, in√≠cio da adolesc√™ncia (entre 10 a 14 anos) O √°lcool foi a droga, de maior consumo, seguido da maconha, coca√≠na, crack e thinner. A influ√™ncia dos amigos, familiares e aqueles problemas advindos das rela√ß√Ķes conflituosas s√£o preditores para o primeiro envolvimento com o √°lcool, e as outras drogas. DISCUSS√ÉO: O final da inf√Ęncia e in√≠cio da puberdade e adolesc√™ncia √© o momento crucial para o desenvolvimento na introje√ß√£o de valores, normas e condutas, √© o momento de maior vulnerabilidade, nesse contexto nota-se a import√Ęncia do afeto e prote√ß√£o para fortalecer a sobreviv√™ncia f√≠sica, ps√≠quica e social. O estudo revela que estes sujeitos, exatamente quando estavam na busca para suas incompletudes, depararam-se com os conflitos e situa√ß√Ķes de viv√™ncias traum√°ticas, as quais resultaram em um aniquilamento das condi√ß√Ķes de ser e estar no mundo e refugiaram-se nas drogas. CONSIDERA√á√ēES FINAIS: A toxicomania configura-se como um sintoma proveniente das rela√ß√Ķes conflituosas no √Ęmbito familiar principalmente na rela√ß√£o do filho com a m√£e usu√°ria. Neste sentido, percebe-se que o sujeito, ao defrontar com situa√ß√Ķes conflituosas ele usa a drogadi√ß√£o como via de recurso √ļnico na solu√ß√£o de escapar da sua dor ps√≠quica, tornando seu existir um composto de sofrimento e aprisionamento. &nbsp

    IMPLICA√á√ēES DO USO DE DROGAS E A CONDI√á√ÉO DE SA√öDE DOS CAMINHONEIROS

    Get PDF
    O uso de drogas por motoristas ocorre pelo mundo todo e as implica√ß√Ķes decorrentes do uso s√£o alarmantes. O objetivo do estudo foi de verificar o uso de drogas por motoristas de cargas associado √† exposi√ß√£o do risco a condi√ß√£o de sa√ļde. Trata-se de uma pesquisa quantitativa de natureza descritiva e explorat√≥ria, envolvendo os 31 motoristas, cuja foram convidados a responderem um Question√°rio de Exposi√ß√£o ao Risco, bem como quest√Ķes do Teste ASSIST, considerou o IC de 95% para os testes estat√≠sticos aplicados. Os resultados evidenciam que 25,8% j√° fizeram uso de drogas e a droga mais consumida s√£o os estimulantes e 61,5% j√° tiveram DST. Concluiu-se que a√ß√Ķes promotoras e preventivas da sa√ļde devem ser implantadas dentro das empresas que possuem estes profissionais

    A FAM√ćLIA E O PER√ćODO GESTACIONAL: um estudo a partir da composi√ß√£o do genograma e ecomapa, em mulheres usu√°rias de drogas

    Get PDF
    INTRODU√á√ÉO: No per√≠odo gestacional, uma boa qualidade no relacionamento do casal e interfamiliar configuram um ambiente emocionalmente favor√°vel para uma gesta√ß√£o tranquila, predizendo assim a chegada de uma crian√ßa com melhor perspectiva de desenvolvimento. Isto se mostra como um momento que requer total aten√ß√£o para com a m√£e e o beb√™, pois, no momento do nascimento de um filho h√° uma reatualiza√ß√£o e reedi√ß√£o dos aspectos constitutivos da pr√≥pria m√£e com a din√Ęmica familiar em que ela est√° inserida. Neste prospecto, √© necess√°rio ater-se para aquelas gestantes que se encontram no grupo de risco devido o abuso do √°lcool e outras drogas, onde a repercuss√£o √© maior pelo comprometimento irrevers√≠vel da sa√ļde m√£e e o feto. Este trabalho se justifica por entender-se que as emo√ß√Ķes t√™m papel relevante na vida familiar e acreditar-se que estas podem afetar a gestante e posteriormente o desenvolvimento de seu filho. OBJETIVO: O objetivo deste estudo √© de verificar no per√≠odo gestacional o tipo de fam√≠lia em que a gestante est√° inserida frente as caracter√≠sticas da: Din√Ęmica global familiar ‚Äď Rela√ß√£o Conjugal ‚Äď Rela√ß√£o Parental, em mulheres usu√°rias de √°lcool e outras drogas atendidas na Rede de Sa√ļde do SUS, em uma cidade da regi√£o do Alto Parana√≠ba, estado de Minas Gerais, Brasil. METODOLOGIA: Pesquisa de campo qualitativa transversal explorat√≥ria por meio de estudo de casos selecionados atrav√©s de levantamento aleat√≥rio envolvendo mulheres no per√≠odo gestacional de risco. Como instrumento de coleta de dados utilizou-se do Genograma Familiar, Ecomapa e o invent√°rio de percep√ß√£o familiar: Os dados foram coletados por meio de atendimentos individualizados agendados com as gestantes, onde foi assinado o TCLE. Para an√°lise, os dados foram transcritos e categorizadas conforme ‚Äď contexto social; indicadores de sa√ļde envolvimento com √°lcool e outras drogas; contexto gestacional e a rela√ß√£o familiar. Averiguando ‚Äď Tipo de Fam√≠lia; Sentimentos; Apoio e/ou Suporte de Enfretamento; Representa√ß√£o Gestacional; Significado Gestacional; Afetividade; e Esperan√ßa.  A classifica√ß√£o da tipologia familiar ocorreu por meio de modelos referente √† Estrutura e Din√Ęmica Global; Rela√ß√£o Conjugal; e Rela√ß√£o Parental, tomada como base o Roteiro de Tipologia Familiar e suas vari√°veis. J√° o invent√°rio de percep√ß√£o de suporte familiar foi analisado conforme a padroniza√ß√£o do instrumento. RESULTADOS: CASO 1: Margarida (fict√≠cio) ‚Äď 23 anos, reside sozinha e o pai da atual gesta√ß√£o est√° na pris√£o. Seu genograma indica tr√™s relacionamentos passageiros. Um filho de cada relacionamento. Os filhos s√£o cuidados pelo ex na casa de av√≥. Em rela√ß√£o √† atual gesta√ß√£o, Margarida afirma n√£o ter sido planejada, reconhecendo desespero quando ficou sabendo [...]‚Äúqueria morrer‚ÄĚ e estava em uso frequente das drogas juntamente com seu parceiro e pai da crian√ßa. CASO 2: Luana (fict√≠cio)  ‚Äď 38 anos e usu√°ria desde os 16 anos de idade. Reside com a m√£e de 82 anos. Seu genograma indica que esteve em tr√™s relacionamentos e os filhos residem o mais velho de 11 anos com o pai e o de 5 anos com o tio. Sobre o uso das drogas diz que acha uma porcaria e est√° parada, usando apenas cigarro. Fez uso de crack at√© saber da gravidez aos dois meses. Demonstra saber dos riscos para o beb√™ decorrente dos danos do uso frequente das drogas e do cigarro no per√≠odo gestacional. DISCUSS√ÉO: √Č poss√≠vel observar que ambas vivem em ambientes familiar e social prec√°rios. S√£o mulheres de classe baixa, com pouca escolaridade sem uma profiss√£o especifica. A adversidade em torno ao envolvimento paterno √© um dilema envolto aos casos, uma vez que, diversos estudos apontam para os aspectos emocionais na constitui√ß√£o do sujeito. Por meio da rela√ß√£o simb√≥lica, os filhos cuidados de outrem, garantem sua estabilidade emocional. O uso de drogas l√≠citas e il√≠citas durante a gesta√ß√£o sempre foi uma quest√£o de dif√≠cil abordagem. A expans√£o do consumo de drogas psicoativas atingiu as mulheres em idade f√©rtil aumentando o consumo nessa popula√ß√£o espec√≠fica consideravelmente. Isso gerou diferentes desafios em v√°rias esferas, no que tange ao campo da sa√ļde, fam√≠lia e sociedade em geral. CONSIDERA√á√ēES: A pesquisa e referencial te√≥rico, correlacionados a uma ampla parcela da sociedade que vive em condi√ß√Ķes de din√Ęmicas familiares semelhantes e/ou diferentes, apontam para a necessidade de aten√ß√£o aos diferentes conflitos que cercam as fam√≠lias com padr√Ķes disfuncionais. Foi poss√≠vel por meio deste estudo e instrumentos utilizados, cumprir o objetivo proposto, constatando que as din√Ęmicas familiares, seus conflitos inter-relacionais afetam diretamente as gestantes e consequentemente seu entorno e a futura pessoa.  Assim, este estudo pode servir de possibilidade para diversos programas que abranjam a preven√ß√£o do uso de drogas, visto que este potencializa os conflitos familiares, trazendo sequelas para as pr√≥ximas gera√ß√Ķes

    O SISTEMA FAMILIAR E OS PROBLEMAS DAS DROGAS: um estudo do filme Cazuza ‚Äď O Tempo N√£o P√°ra

    Get PDF
    The family is determinant in creating the conditions for social bonds to be formed, being understood, according to the systemic perspective, as the "identity matrix" that involves generations, divisions and phenomena linked to the family life cycle and transgenerational history. Systemic Psychology argues that there is the involvement of all family entities when a person of this nucleus is going through some conflict. The family has a regulatory function of the system, offering support for individual overcoming. The objective of this study is to reflect the family system and the family setbacks in the case of having an addict child, in the light of the film Cazuza - O Tempo N√£o Parra. We used a qualitative delineation of a case study of historical descriptive nature through the method of life history, through the narrative of the film 'Cazuza - O Tempo n√£oP√°ra', a biobiography, directed by Sandra Werneck and Walter Carvalho. This case shows how the family can influence the individual to seek illicit activities. Attitudes such as maternal overprotection and paternal omission, easy access to money, among others, focused on rebellious attitudes on the part of Cazuza. The use of narcotics was determinant for him to live an intense bohemian life and not to be foreseen, contracting the HIV virus. Joint social work, with the intention of preserving the family institution, is essential so that drugs do not further disrupt every community. The example of Cazuza must be remembered, lest it happen to countless other Brazilians. It is necessary to perform the psychologist with all family members, not only the user, since the consequences of the use of narcotics affect each family entity in a specific way.A fam√≠lia √© determinante na cria√ß√£o de condi√ß√Ķes para que v√≠nculos sociais se formem, sendo compreendida, conforme a perspectiva sist√™mica, como a ‚Äúmatriz de identidade‚ÄĚque envolve gera√ß√Ķes, divis√Ķes e fen√īmenos vinculados ao ciclo de vida familiar e √† hist√≥ria transgeracional. A Psicologia Sist√™mica defende que h√° o envolvimento de todos os entes familiares quando uma pessoa deste n√ļcleo est√° passando por algum conflito. A fam√≠lia possui fun√ß√£o reguladora do sistema, oferecendo suporte para a supera√ß√£o individual. O objetivo deste estudo √© refletir o sistema familiar e os contratempos familiares no caso de possuir um filho adicto, √† luz do filme Cazuza ‚Äď O Tempo N√£o P√°ra. Utilizou-se um delineamento qualitativo de estudo de caso de natureza descritiva hist√≥rica atrav√©s do m√©todo de hist√≥ria de vida, mediante a narrativa do filme ‚ÄėCazuza ‚Äď O Tempo n√£o P√°ra‚Äô, cinebiografia, dirigida por Sandra Werneck e Walter Carvalho. Este caso mostra como a fam√≠lia pode influenciar o indiv√≠duo a procurar atividades il√≠citas. Atitudes como a super-prote√ß√£o materna e a omiss√£o paterna, o acesso f√°cil a dinheiro, dentre outros, incidiram em atitudes rebeldes por parte de Cazuza. O uso de narc√≥ticos foi determinante para que vivesse uma intensa vida bo√™mia e n√£o se prevenisse, contraindo o v√≠rus HIV. O trabalho social conjunto, com o intuito de preservar a institui√ß√£o familiar, √© primordial para que as drogas n√£o desestruturem mais toda comunidade. O exemplo de Cazuza deve ser recordado, para que n√£o aconte√ßa com outros in√ļmeros brasileiros. Necess√°ria se faz a atua√ß√£o do psic√≥logo com todos os membros da fam√≠lia, n√£o s√≥ o usu√°rio, visto que as consequ√™ncias do uso de narc√≥ticos atingem a cada ente familiar de forma espec√≠fica

    TRAMAS EM FAM√ćLIA: sa√ļde e bem-estar em rela√ß√£o aos danos decorrente do uso de √°lcool com rela√ß√£o a hist√≥ria de vida

    Get PDF
    Introdu√ß√£o: O problema das drogas tem sido alvo de diversos estudos no Brasil e no mundo, por estar presente na sociedade, seja por aqueles que usam e/ou pararam, e at√© mesmo aqueles que nunca consumiram. O fato √© que os problemas decorrentes do uso de drogas t√™m afligido a todos, principalmente as fam√≠lias, as quais t√™m sido afetadas pelos danos decorrente deste comportamento, tornando-se codependentes e adoecidas. A fam√≠lia tem um importante papel social e pode contribuir na preven√ß√£o quanto ao consumo de entorpecentes e na promo√ß√£o da sa√ļde, em busca de ajuda e aux√≠lio no tratamento, evidenciado principalmente pelo abuso do √°lcool em todas as camadas da sociedade em diferentes contextos. Objetivo: Traduzir, por meio de hist√≥ria de vida, a representa√ß√£o que a fam√≠lia possui sobre a droga, quando um membro sofre com o problema da adic√ß√£o, atrav√©s do m√©todo da cartografia e autobiogr√°fico. Metodologia: Trata-se de um estudo qualitativo autobiogr√°fico atrav√©s do m√©todo da cartografia, motivado pela proximidade dos m√©todos, consistindo pela pr√°tica do pesquisador observador participante, uma vez que a narrativa constr√≥i-se a luz da proximidade do pesquisador com a tem√°tica, na qual o mesmo est√° inserido no grupo observado, sendo um dos membros da fam√≠lia, ao qual esteve pr√≥ximo ao indiv√≠duo adoecido, decorrente do abuso do √°lcool provocando danos no entorno familiar. Considera√ß√Ķes: O estudo mostra que em situa√ß√Ķes de conflitos e lutas di√°rias, existem momentos nos quais o adicto n√£o √© capaz de perceber o qu√£o adoecido est√°, se v√™ sozinho e desamparado, por n√£o acreditar na melhora e na ajuda do pr√≥ximo. √Č nesse momento que o apoio familiar se torna indispens√°vel, mostrando que mesmo n√£o sendo f√°cil para nenhum dos lados, a uni√£o e vontade de ambos, se torna a pe√ßa chave para que o tratamento se torne eficaz. √Č preciso compreender as causas que levam o usu√°rio a buscar ref√ļgio em subst√Ęncias, as quais destroem sonhos, projetos, autoestima, ocasionando perdas em torno das rela√ß√Ķes e da vida. Por essa raz√£o, √© preciso ter ci√™ncia de que o adicto √© um ser adoecido e necessita de cuidados especializados, n√£o se deve simplesmente limit√°-lo a um ser rotulado - como quem n√£o serve para nada nessa vida. √Č evidente que todos se envolvem, seja por quest√Ķes pessoais, afetivas ou emocionais, sendo designado a fam√≠lia do dependente a fun√ß√£o de proporcionar um elo entre a qualidade de vida e o bem-estar do ser adoecido. Este estudo fornece informa√ß√Ķes que auxiliam no repensar das pr√°ticas adotadas junto aos familiares de dependentes de √°lcool e drogas, proporcionando ajuda aos envolvidos no que tange a encontrarem estrat√©gias, juntamente com os profissionais de sa√ļde, para um tratamento positivo
    corecore