Tratamento de infeções do sistema nervoso central por Staphylococcus aureus meticilino-resistente

Abstract

Trabalho Final do Curso de Mestrado Integrado em Medicina, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2021O Staphylococcus aureus meticilino-resistente (MRSA) é uma bactéria Gram-positiva, com tropismo para a maior parte dos tecidos biológicos, sendo um agente frequente de infeções da pele e tecidos moles, infeções respiratórias, do aparelho músculoesquelético e endocardites. Ainda que raramente, este microorganismo consegue infetar o sistema nervoso central (SNC) de forma direta, através de procedimentos cirúrgicos, traumatismos, disseminação contígua e, embora pouco frequente, pela via hematogénea, num contexto de bacteriemia, causando infeções de extrema gravidade, como a meningite, encefalite ou o abcesso cerebral. Atualmente, as normas de orientação clínica referem que o antibiótico de eleição para as infeções do SNC, causadas pelo MRSA, é a vancomicina. No entanto, pelas propriedades farmacológicas deste fármaco, poderão existir outros fármacos com atividade anti-MRSA que se revelem como alternativas viáveis. Assim, este trabalho tem como finalidade, com base nas caraterísticas farmacológicas, e na melhor evidência disponível e atual, perceber se existem outras alternativas ao tratamento de infeções causadas por MRSA no SNC.Resistant Staphylococcus aureus (MRSA) is a Gram-positive bacterium, with tropism for most biological tissues, being a frequent agent of skin and soft tissue infections, respiratory infections, musculoskeletal infections and endocarditis. Although rarely, this microorganism manages to infect the central nervous system (CNS) directly, through surgical procedures, trauma, contiguous dissemination and, although infrequent, through the hematogenous route, in a context of bacteremia, causing infections of extreme severity, such as meningitis, encephalitis or brain abscess. Currently, clinical guidance standards state that the antibiotic of choice for CNS infections, caused by MRSA, is vancomycin. However, due to the pharmacological properties of this drug, there may be other drugs with anti-MRSA activity that prove to be viable alternatives. Thus, this work aims, based on pharmacological characteristics, and on the best available and current evidence, to understand if there are other alternatives to the treatment of infections caused by MRSA in the CNS

Similar works

Full text

thumbnail-image

Universidade de Lisboa: Repositório.UL

redirect
Last time updated on 18/05/2022

This paper was published in Universidade de Lisboa: Repositório.UL.

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.