Do pós-colonialismo do quotidiano às identidades hifenizadas: identidades em exílios pátrios?

Abstract

Na era de uma branda euforia pós-colonial de língua ou expressão portuguesa, muitas têm sido as refl exões de natureza literária, ensaística, antropológica, histórica e política no que diz respeito a um entendimento contextualizado do pós-colonialismo de ‘tradição’ portuguesa. No entanto, não obstante os esforços competentes e irrefutáveis emergentes da reflexão investigacional, as margens sociais, culturais e quotidianas deste tempo pós-descolonização têm permanecido mudas e silenciosas. Este trabalho pretende reflectir sobre este universo dos ‘calados’, que formam o corpus social e humano deste Portugal multicultural e pós-colonial. Paralelamente, para uma apresentação mais justa e adequada aos objectivos do presente Colóquio, e, simultaneamente, com a proposta do presente trabalho, serão apresentados dados compilados a partir de um trabalho de campo, in progress, no âmbito do projecto de pós-doutoramento da autora, sob o título African Mozambican Immigrants in the former ‘motherland’: The Portrait of a Postcolonial Portugal

Similar works

Full text

thumbnail-image

Universidade do Minho: LASICS (Laboratório de Sistemas de Informação para a Investigação em Ciências Sociais)

Provided a free PDF
oai:ojs.localhost:article/2839Last time updated on 10/17/2019View original full text link

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.