Article thumbnail
Location of Repository

Diversidade de anfíbios do Estado de Mato Grosso do Sul, Brasil

By Franco L. Souza, Cynthia P.A. Prado, José L.M.M. Sugai, Vanda L. Ferreira, Camila Aoki, Paulo Landgref-Filho, Christine Strüssmann, Robson W. Ávila, Domingos J. Rodrigues, Nelson R. Albuquerque, Juliana Terra, Masao Uetanabaro, Arlindo F. Béda, Liliana Piatti, Ricardo A. Kawashita-Ribeiro, Milena Delatorre, Gabriel P. Faggioni, Stephani D.B. Demczuk and Samuel Duleba

Abstract

RESUMO A fauna de anfíbios do estado de Mato Grosso do Sul foi compilada e elaborada pela primeira vez, totalizando 97 espécies, o que representa pouco mais de 10% das espécies que ocorrem no Brasil. Nove famílias e 25 gêneros de Anura e apenas uma espécie de Gymnophiona foram registradas. As áreas de Cerrado apresentaram a maior riqueza, seguidas pelas florestas estacionais semideciduais, Chaco e veredas. Em relação às macrorregiões consideradas, foram registradas 56 espécies para a planície de inundação (majoritariamente representada pelo Pantanal) e 92 para o planalto. As regiões mais amostradas em Mato Grosso do Sul são o Parque Nacional da Serra da Bodoquena e algumas áreas do Pantanal, o que resulta em lacunas de amostragens por todo o estado, principalmente nas regiões norte, leste/sudeste e parte do oeste/sudoeste. Foram identificadas áreas consideradas importantes para amostragens em decorrência da complexidade de fitofisionomias e relevos encontrados no estado: Maciço do rio Apa, Serra de Maracaju, grande parte do Chaco brasileiro, leque do rio Taquari, planalto do Taquari-Itiquira, escarpas do planalto Central, áreas úmidas/florestas estacionais da planície do rio Paraná e áreas interioranas do Pantanal, onde o acesso é difícil

Topics: Amphibia, inventários, biodiversidade, Programa Biota-MS, Zoology, QL1-991
Publisher: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul
DOI identifier: 10.1590/1678-4766e2017152
OAI identifier: oai:doaj.org/article:80407e1ee5164a249c5332ca73053c2a
Journal:
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • https://doaj.org/toc/1678-4766 (external link)
  • http://www.scielo.br/scielo.ph... (external link)
  • https://doaj.org/article/80407... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.