Article thumbnail

Um lugar na natureza: a luta pelo território entre povos indígenas transnacionais

By Letícia Marroquim Carvalho and Senilde Alcântara Guanaes

Abstract

Anais do I Encontro de Iniciação Científica e de Extensão da Unila - Sessão de Antropologia - 05/06/12 - 08h00 às 12h00 - Unila-Centro - Sala 17 - 3o PisoO projeto de iniciação científica "Um Lugar na Natureza: A luta pelo território entre povos indígenas transnacionais" estuda a movimentação transfronteiriça de grupos étnicos da nação Guarani. O foco deste trabalho são os grupos étnicos da tríplice fronteira Argentina-Brasil-Paraguai, onde estudamos a historici - dade, movimentação territorial, a organização política e a culturalidade do povo Guarani ao longo de todo o processo de desterritorialização com a criação dos Estados nacionais. O surgimento dos estados nacio - nais criou as fronteiras políticas entre as etnias Guarani, o que determinou jurisdições distintas sobre estes povos. Esta nação étnica foi repartida devido a construção destes territórios políticos. A linha imaginária fronteiriça cria novos desafios para a expressão da cultura Guarani, onde o choque cultural entre o indíge - na e o não indígena cria novos formatos de suas territorialidades. Os povos Guarani tem como caracterís - tica comum entre seus grupos a dinâmica territorial, o caminhar, o deslocamento constante em busca de uma terra sana para a expressão de sua cultura. A limitação de seus territórios a fragmentos espacias de terra, seja na Argentina, Brasil ou Paraguai, intervem diretamente na cosmologia da Nação Guarani, que tem o solo "tekoha" como espaço sagrado para a manifestação de sua cultura. Neste trabalho demos início à descrição da territorialidade destes povos através de leituras bibliográficas e um estudo de campo, onde fomos à aldeia de Santa Helena (Paraná) participar, como pesquisadores, do Encontro de Lideranças Indí - genas. Realizado em terra indígena, o encontro teve seu desenvolvimento discursivo em linguagem Gua - rani; com caráter de organização política de diferentes grupos Guarani da região do oeste do Paraná e da fronteira com o Paraguai. A terra dos povos Guarani de Santa Helena-PR fica situada há aproximadamen - te 60km da tríplice fronteira. O seu isolamento dentro de uma zona agrícola de produção de soja cria uma dependência do transporte motorizado, o centro urbano mais próximo é por uma estrada de asfalto marge - ada por plantações de soja; na aldeia as habitações são construídas com lona e madeira, não há rede elétri - ca, e a rede sanitária se limita a um abastecimento de água com cerca de 4 torneiras e a uma instalação de banheiro, comum a todos; o uso da terra é distribuído por lotes, na produção agrícola cada família tem seu lote dentro de cada tipo de produção, sendo ela responsável pelo cultivo e manutenção do espaço agrário; dentre os produtos agrícolas encontramos feijão, mandioca e milho.Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA

Topics: Guarani - grupo étnico, Territorialidade, Fronteira, Estado-nação, Cultura
Year: 2012
OAI identifier: oai:dspace.unila.edu.br:123456789/792

Suggested articles


To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.