A preparação para o nascimento no desenvolvimento da confiança materna nos cuidados ao recém-nascido

Abstract

A preparação para o nascimento é uma área de intervenção, com interesse para a prática de cuidados do EEESMO, que tem vindo a aumentar nos últimos anos. Os programas visam o suporte e a capacitação dos casais para a transição para a parentalidade e nascimento, apoiando-os nas etapas da gravidez, do parto e do período pós-parto. Esta investigação teve como objeto a preparação para o nascimento e a compreensão desta temática no desenvolvimento da confiança materna nos cuidados ao recém-nascido. Pretende-se compreender os contributos dos cursos no desenvolvimento de competências parentais, especificamente, no crescimento do sentimento de confiança. Foi um estudo quantitativo, do tipo descritivo e transversal, tendo como questão de investigação “De que forma a preparação para o nascimento/ parentalidade contribui para a confiança materna nos cuidados ao recém-nascido?” Foi utilizada a técnica de inquérito por questionário que inclui a escala Mother and Baby Scales - MABS de Sereno et al (2012) que avalia a confiança materna nos cuidados ao recém-nascido. Teve como alvo 100 puérperas internadas num serviço de puerpério, 44 com frequência de curso de preparação para o nascimento e 56 sem sua a realização. As puérperas que frequentaram os cursos, consideraram que a experiência e os conhecimentos adquiridos foram importantes para o desenvolvimento da sua confiança no desempenho do papel materno. No entanto, o resultado da confiança global foi ligeiramente inferior e a falta de confiança nos cuidados ao recém-nascido foi ligeiramente superior, em relação ao grupo sem preparação para o nascimento. As dimensões de maior vulnerabilidade encontraram-se associadas à amamentação reveladas pelas subescalas Estado de alerta durante a alimentação e Falta de confiança para alimentar o bebé, em que as mães que frequentaram os cursos percecionaram os seus recém-nascidos em menor estado de alerta durante a amamentação e revelaram maior falta de confiança para amamentar (p<0,05). Os aspetos que consideraram mais relevantes a serem abordados nos cursos para o desenvolvimento da confiança materna referem-se a uma metodologia mais prática, partilha de experiências com outros pais e a continuidade dos cursos no período pós-parto

Similar works

Full text

thumbnail-image

Repositório Comum

Provided a free PDF
oai:comum.rcaap.pt:10400.26/17512Last time updated on 2/15/2017View original full text link

This paper was published in Repositório Comum.

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.