Impactos organizacionais, informacionais e tecnológicos da implementação da Diretiva 2010/65/UE: uma proposta de solução nacional

Abstract

Trabalho de Projeto apresentado para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Sistemas de Informação OrganizacionaisAo longo da história da humanidade, os portos e o transporte marítimo sempre foram importantes pontos de contato entre os povos. O mar e o transporte marítimo foram os agentes tecnológicos que facilitaram o início do fenómeno da globalização tendo, à época dos descobrimentos, um papel tão importante como tem hoje a internet no aceleramento do mesmo. Hoje, os portos e o transporte marítimo são confrontados com novos desafios. Alterações tecnológicas, com particular destaque para a contentorização da carga, tiveram um impacto profundo no sector portuário, no transporte marítimo e nas cadeias logísticas, nos mais variados domínios. As tendências atuais no setor apontam para uma concorrência cada vez maior entre portos, obrigando-os a elevados padrões de eficiência e a uma maior integração com o seu hinterland. A crescente preocupação com as questões de segurança e de proteção ambiental são fatores adicionais que colocam enormes desafios aos portos e ao transporte marítimo. Os sistemas de informação têm um importante papel a desempenhar, oferecendo soluções de negócio capazes de gerar ganhos de eficiência e fatores de diferenciação face à concorrência e, por outro lado, apresentam-se como instrumentos estratégicos no auxílio à monitorização do transporte marítimo de pessoas e bens. Os portos nacionais têm acompanhado as tendências internacionais nesta área, destacando-se o desenvolvimento da Janela Única Portuária, plataforma tecnológica que implementa os conceitos de Port Community System e de Single Window. A União Europeia reconhece, na sua política para o sector, a importância dos sistemas de informação para a melhoria do desempenho dos portos da rede transeuropeia de transportes, promovendo um conjunto de iniciativas focadas na sua utilização, das quais se destaca a implementação da Diretiva 2010/65/UE. Esta Diretiva obriga à disponibilização de serviços eletrónicos de receção e tratamento dos atos declarativos necessários à entrada e saída de navios no espaço comunitário e, por outro lado, abre portas a uma futura harmonização na União Europeia desses mesmos serviços. Tendo por base o estudo do maior porto em Portugal, este trabalho pretende estudar os impactos organizacionais, informacionais e tecnológicos, associados à concretização dos objetivos da Diretiva, e apresentar uma proposta de solução associada à sua eventual implementação a nível nacional, que seja uma mais-valia do ponto de vista do negócio e da esfera das autoridades públicas, considerando e explorando a capacidade instalada, as boas práticas internacionais e as tendências tecnológicas atuais

Similar works

Full text

thumbnail-image

Repositório Comum

Provided a free PDF
oai:comum.rcaap.pt:10400.26/16686Last time updated on 2/15/2017View original full text link

This paper was published in Repositório Comum.

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.