oaioai:repositorio.ufpe.br:123456789/10667

Liberdade e escolha : pressupostos éticos para a construção do individuo no existencialismo Sartriano

Abstract

A realidade humana enquanto existência, subjetividade e consciência representa o ponto de partida da filosofia sartriana e encaminha-se para o cerne do debate existencialista traçado por ele e ilustrado pela liberdade. Nossa discussão parte dos princípios fundamentais do existencialismo sartriano, da constituição da subjetividade e construção da individualidade, por meio da colocação da fenomenologia específica da consciência ou do nada, até a ontologia da liberdade que fundamenta toda e qualquer construção e ação humana. Ao estabelecer essas bases, discutiremos a relação fundamental entre ser-em-si e ser-para-si apresentando uma compreensão diferenciada da consciência, elencando a intencionalidade como um dos conceitos fundamentais da ontologia fenomenológica de Sartre, bem como um dos problemas básicos do existencialismo. Ao apresentarmos o homem a partir da dimensão de sua construção e liberdade deparamo-nos com uma problemática que, desde o seu nascedouro prometia desembocar com necessidade em uma discussão de fundo ético. Desse modo, a análise da filosofia de Sartre desenvolvida em O Ser e o Nada nos colocaram diante da possibilidade de uma ética. Ao discutir os conceitos de liberdade e escolha como sendo fundamentais a uma ontologia do humano, não podemos desviar o rosto da questão que colocava-se concomitantemente a esta, isto é, ao analisar os dramas da liberdade, a temporalidade, a angústia, a má-fé, a responsabilidade, enfim, a situação humana no mundo, o projeto que constitui e fundamenta a condição humana, o conjunto de tudo que constitui e indica o homem enquanto construtor de sua própria vida, deparamo-nos com a possibilidade de uma ética. Portanto, esse trabalho compromete-se em percorrer os principais conceitos sartrianos, para afirmar a possibilidade de uma ética nomeada antecipadamente por nós como uma ética da liberdade que assume as consequências de seus atos por sua responsabiliade intrínseca e inalienável

Similar works

Full text

thumbnail-image

Repositório Institucional da UFPE

Provided original full text link
oaioai:repositorio.ufpe.br:123456789/10667Last time updated on 11/23/2016

This paper was published in Repositório Institucional da UFPE.

Having an issue?

Is data on this page outdated, violates copyrights or anything else? Report the problem now and we will take corresponding actions after reviewing your request.