Location of Repository

Usuarios de cocaina e aids : um estudo sobre comportamentos de risco

By Renata Cruz Soares de Azevedo

Abstract

Objetivo - Caracterizar usuários de cocaína (uso pelas vias injetável e/ou pulmonar) do ponto de vista sociodemográfico, do comportamento sexual e de uso de drogas, do conhecimento e atitudes com relação à AIDS e detectar a soroprevalência para o HIV. Material e método - Foi realizado um estudo descritivo com 252 usuários de cocaína. Procedeu-se à aplicação do instrumento da OMS para o PSA: "Estudo Multicêntrico de Comportamentos e Soroprevalência para o HIV entre UDI" e testagem sorológica para detecção do HIV. Os dados foram analisados usando-se a Análise de Correspondências Múltiplas, estabelecendo-se similaridades e diferenças entre os subgrupos, UDI / DC, soropositivos e soronegativos. Resultados - A amostra estudada caracterizou-se por: ser predominantemente do sexo masculino (98%), ter menos de 30 anos (73%), ter vínculo empregatício (51%), policonsumo relatado em 76% dos casos, atividade sexual semanal em 47% dos entrevistados, fazer pouco uso de preservativos mesmo em caso de prostituição, em sua totalidade referindo ter informações sobre AIDS, porém, 51 % relatando não ter modificado em nada o seu comportamento desde o surgimento da AIDS. A soroprevalência global para o HIV foi de 20%, sendo 33% em UDls e 11% em UCs. Conclusões - O comportamento sexual dos usuários de drogas da amostra estudada pode ser considerado fator de risco para a contaminação pelo HIV. Os ~uários desta amostra diferenciam-se quanto às variáveis sociodemográficas, uso de cocaína e soroprevalência para HIV de acordo com o locus de origem. A soroprevalência para () HIV entre os UDls da amostra é compatível com os dados apontados na literatura. A taxa de soroprevalência do HIV encontrada nos DCs é um dado significativo. O uso de cocaína injetável apresenta maior risco de contaminação para HIV do que o uso de crack. Os usuários de cocaína deste estudo têm acesso à informações sobre HIV/ AIDS, não fazendo, no entanto, uso pleno destes conhecimentos. É necessário criar estratégias preventivas à contaminação e disseminação do HIV para a população de usuários de cocaína, inclusive para aqueles que não privilegiam a via injetávelAims : The purpose of this study was to identify and characterize a group of cocaine users who were using it through its injectable forro (IDUs) and/or "lung forro" as well, or crack (CUs), uom a sociál and demographic point ofview, sexual behaviour, drug consumption methods and knowledge/manners on HIV I AIDS and to compare it with their different forros of consumption and to measure their serologic prevalence for the HIV. Method : A descriptive study was carried out in 252 cocaine. To whom it was applied a questionnaire ITom the WHO/PSA, for the ''Multicentric Study about Behaviours and Serologic Prevalence for the HIV among the IDUs" and serologic tests to detect the HIV. Data were analysed by studied using the Multiple Correspondence Analysis (MCA) establishing similarities and differences between the IDUs and CUs groups, with or without HIV. Results: The demographic data showed male predominance (98%), age average bellow 30 (73%), 51% had a steady job and the multi consumption of drugs was mentioned by 76%. Weekly sexual activities (47%) and low average of preservative use, even in prostitution. All of them have some knowlege about AIDS, but 51 % told they did not change their behaviour in any way because the risk of AIDS. Serologic prevalence for the HIV was 20%, 33% among IDUs and 11 % in CUs. Conclusions: Drug users's sexual behaviour seems to be a dangerous facto r for the contamination by the HIV. The users in this sample differs uom it other on the following items: social and demographical, cocaine use and seroprevalence for mv according to the originallocus. Serologic prevalence ofHIV between IDUs was similar to the one found in specialized literature. The mv seroprevalence tax found in CU' s is a significant facto The use of injectable cocaine present larger risk of contarnination by mv than crack use. Cocaine users in this sample have access to information about HIV I AIDS but, don't use in its most complete way. It is necessary to create preventive strategies of contamination and spread of HIV for groups of cocaine users, including those who don't prefer the injectable wa

Topics: AIDS (Doença), Cocaina, Drogas, Toxicomania
Publisher: Universidade Estadual de Campinas . Faculdade de Ciências Médicas
Year: 2000
OAI identifier: oai:agregador.ibict.br.BDTD_UNICAMP:oai:unicamp.br:vtls000211356
Download PDF:
Sorry, we are unable to provide the full text but you may find it at the following location(s):
  • http://www.rcaap.pt/detail.jsp... (external link)
  • Suggested articles


    To submit an update or takedown request for this paper, please submit an Update/Correction/Removal Request.